Sábado, 24 de junho de 2017

Home / CULTURA & SOCIEDADE  / A Premiada Izabel Mendes

A Premiada Izabel Mendes

fotos: Cintia Rezende/Sedif

 

Selo eterniza trabalho da artesã mineira Izabel Mendes

 

Cerimônia de lançamento contou com a participação dos filhos, netos e bisnetos da artista do Vale do Jequitinhonha

 

As premiadas bonecas de barro da Mestra Dona Izabel Mendes, produzidas no distrito de Santana do Araçuaí, município de Ponto dos Volantes, Território Médio e Baixo Jequitinhonha, poderão chegar na casa de milhares de brasileiros e até mesmo em várias partes do mundo. Em cerimônia realizada nesta terça-feira (20/9), a regional mineira dos Correios, em parceria com o Governo de Minas Gerais, eternizou o trabalho da artesã em um conjunto de selos especiais. A iniciativa é uma parceria da Secretaria Extraordinária de Desenvolvimento Integrado e Fóruns Regionais (Sedif), por meio da Coordenação de Artesanato, da Secretaria de Estado de Cultura (SEC), Instituto de Desenvolvimento do Norte de Minas (Idene) e o Centro de Artesanato Mineiro.

Matriarca da família, Dona Izabel, falecida em 2014 aos 90 anos, usava o barro para sustentar seus quatro filhos após ficar viúva. Hoje, suas bonecas são reconhecidas em todo o país. Sua arte já recebeu prêmios como o Unesco de Artesanato para a América Latina (2004), a Ordem do Mérito Cultural (concedida pelo Ministério da Cultura em 2005) e o Prêmio Culturas Populares (Ministério da Cultura, em 2009).

Mesmo com tantos prêmios, Dona Izabel é lembrada por seus filhos como uma mulher calma e humilde. Glória Mendes, filha da artesã e também ceramista, destacou a perseverança de sua mãe. “Ela sempre dizia que fraco é quem não tem coragem de seguir seus sonhos, e ela conseguiu conquistar muito além do que sonhava. Se estivesse aqui hoje, estaria muito grata”, disse. Toda a família da artesã estava presente no lançamento – filhos, netos e bisnetos.

A presidente do Serviço Voluntário de Assistência Social (Servas), Carolina Oliveira Pimentel, também presente ao evento, reforçou a importância do reconhecimento do trabalho da artesã. “Hoje é um dia comemoração e de muita alegria, já que Dona Izabel representa vários pilares de atuação do Servas, como o empoderamento feminino, o fortalecimento do artesanato e a transformação social”, disse.

A iniciativa dos selos foi do Valemais – Instituto Sociocultural do Jequitinhonha, que inscreveu o trabalho de Dona Izabel no edital dos Correios. O instituto tem como objetivo divulgar a cultura e promover ações capazes de transformar a realidade do Vale do Jequitinhonha. Para Gonzaga Medeiros, diretor-executivo da entidade, a proposta dos selos homenageando Dona Izabel veio a partir da vontade de valorizar um trabalho que representa tão bem a cultura da região. “A obra da Mestre Izabel inspirou muitos outros artesãos e artesãs e não poderíamos deixar de fazer essa homenagem a uma figura tão relevante na nossa cultura”, frisou.

 

Incentivo à arte e cultura

A coleção é composta por cinco selos diferentes, destacando bonecas que representam valores que Dona Izabel atribuía ao universo feminino, como o noivado, a amamentação e a beleza da mulher. Com uma tiragem de 400 mil unidades, a coleção é a única mineira lançada em 2016 e irá para unidades dos Correios no Brasil inteiro.  O diretor regional dos Correios, Juarez Ribeiro, destacou a importância do momento para a história artística de Minas Gerais. “As coleções de selo são uma forma de se contar a história do país, e registrar o trabalho de uma artesã tão importante para o movimento mineiro é um momento único e muito especial”, disse.

O secretário de Desenvolvimento Integrado e Fóruns Regionais, Fábio Cherem, acredita que o reconhecimento e cuidado dos Correios em incluir e valorizar a arte popular ajudará a eternizar a obra da artista mineira. “Dona Izabel ensinou a uma família inteira e a diversas gerações a importância do artesanato, que gera renda, desenvolvimento econômico e social no Vale do Jequitinhonha”, afirmou.

Também estavam presentes no evento o diretor do Centro de Arte Popular da Cemig, Tadeu Bandeira; o diretor do Idene, Ricardo Campos, e o presidente do Centro de Artesanato Mineiro, Flávio Vignoli

redacao@mgturismo.com.br

Agência de Notícias do Turismo, noticiário de MG, do Brasil e exterior em tempo real. O mais tradicional jornal especializado em turismo de Minas Gerais, com circulação ininterrupta desde 1985.

Avalie esta notícia:
0 Comentário

POST A COMMENT

×