Terça Feira, 23 de outubro de 2018

Home / NOTÍCIAS  / Monumentos de Belo Horizonte serão decorados com peças carnavalescas nesta sexta-feira

Monumentos de Belo Horizonte serão decorados com peças carnavalescas nesta sexta-feira

Estátuas, bustos, esculturas das ruas e praças da capital mineira serão enfeitados nesta sexta-feira (24) com adereços carnavalescos elaborados com material reciclado. As intervenções ocorrerão na Pampulha, na Região Centro-Sul e na Região Leste.

Batizado de ‘Decora BH’, o projeto da Belotur conta com curadoria do artista mineiro e carnavalesco Leo Piló, especialista em reaproveitamento e uso de materiais não convencionais em suas criações.

Os adereços foram confeccionados durante oficinas ministradas pelo próprio artista plástico entre os dias 13 e 15 de fevereiro. Ao todo foram seis horas/aula (três horas de aula teórica e outras três de prática).

O intuito, de acordo com a Diretora de Planejamento e Economia Criativa da Belotur, Marah Costa, é destacar os monumentos da cidade estimulando a proteção do patrimônio, especialmente no período do Carnaval devido ao grande fluxo de pessoas. “Teremos, nas ruas, cerca de 2,4 milhões de foliões e 500 mil turistas. Queremos aproveitar o movimento e despertar a atenção da população e dos visitantes para a presença e relevância dos monumentos no cenário de Belo Horizonte, promovendo um novo olhar e experiência urbana”.

Segundo o artista plástico, os adereços foram produzidos a partir de resíduos sólidos urbanos. “A ideia se pautou no emprego de técnicas e métodos de redução, reciclagem e reutilização na confecção dos adereços preservando e ressaltando as características peculiares de cada monumento, surpreendendo, intrigando e encantando a todos”, explicou Leo Piló.

Intervenções semelhantes já ocorreram em cidades como Bruxelas na Bélgica, Campinas, São Paulo e Porto Alegre com resultados positivos para os objetivos almejados. Segundo Marah Costa, a proposta estimula a interação do espectador perante os monumentos e seus significados, criando um sentimento de pertencimento da população com as obras que marcam a história e memória de Belo Horizonte.

“O objetivo é que uma ação efêmera exerça impactos na proteção do patrimônio, sensibilização e conscientização sobre sustentabilidade e responsabilidade social, bem como a interação com o meio urbano por meio de atitudes renovadoras”.

 Confira o local das intervenções:

24 de fevereiro, sexta-feira

9h30: Estátuas Leões e Tigres e Monumento à Terra Mineira (Praça da Estação)
10h30: Monumento aos Fundadores e Construtores de Belo Horizonte (Parque Municipal)
10h30: Henriqueta Lisboa e Roberto Drummond (Praça da Savassi)
11h: Encontro Marcado (Biblioteca Pública Luiz de Bessa – Circuito Liberdade)
14h: Escultura Espaço Circular em Cubo Virtual (Rua Goiás com Avenida João Pinheiro)
15h: Eterna Modernidade (Em frente à Casa Kubitschek, orla da Lagoa da Pampulha)
15h: Busto de Duque de Caxias e Zamenhof (Praça Duque de Caxias e Praça Zamenhof, em Santa Teresa)

Sugestão e logo enviado por: Imprensa Belotur

redacao@mgturismo.com.br

Agência de Notícias do Turismo, noticiário de MG, do Brasil e exterior em tempo real. O mais tradicional jornal especializado em turismo de Minas Gerais, com circulação ininterrupta desde 1985.

Avalie esta notícia:
0 Comentário

POST A COMMENT

Leia a Edição

Edições Anteriores

Confira os destaques

Nenhuma matéria foi encontrada.

×