Sexta Feira, 18 de outubro de 2019

Home / NOTÍCIAS  / Minas Gerais é eleita vice-presidência do Fornatur

Minas Gerais é eleita vice-presidência do Fornatur

O Fórum Nacional dos Secretários e Dirigentes Estaduais de Turismo (Fornatur) escolheu sua nova composição para diretoria durante reunião extraordinária realizada na WTM Latin America, em São Paulo.

Minas Gerais voltou para posição de liderança após votação e o Estado foi eleito para vice-presidência do fórum, representada pelo secretário de Estado Adjunto de Turismo, Gustavo Arrais, que será responsável pelo acompanhamento técnico. A presidência ficou com o deputado federal e secretário de Turismo de Pernambuco, Felipe Carreras, que possui uma importante abertura política junto ao Governo Federal.

Foram definidos ainda: o segundo vice-presidente Leandro Garcia (GO); a vice Norte Syntia Machado (AP); o vice Nordeste Hugo Helga (MA); o vice Centro Oeste Jaime Recena (DF); o vice Sudeste Laércio Benko (SP) e o vice Sul Victor Hugo Alves (RS).

Assim que chapa vencedora foi definida, foram apresentados alguns pontos para melhoria da política pública de turismo nacional. Os pontos apresentados se basearam em um alinhamento da experiência do setor privado e do setor público de forma integrada para garantir uma maior sintonia do setor e igualdade de benefícios para a atividade em todo país. Além disso, uma definição das necessidades primarias do setor, focando na otimização de ações pelo Ministério do Turismo e Estados, objetivando criar oportunidades de emprego, renda, valorização da cultura e melhoria da qualidade de vida do cidadão.

Propostas também foram apresentadas pela nova diretoria, sendo elas:

  1.    Voos mistos: apoiar a volta dos voos mistos, visando uma maior dinamização da malha aérea e oportunidade de deslocamento.
  2.    Aviação regional: possibilitará uma maior integração entre as regiões do país, gerando maior competitividade dos destinos e o fomento de novas regiões turísticas.
  3.    Diminuição da taxa de fiscalização da aviação civil (TFAC).
  4.    Câmara e senado: articular a ampliação dos recursos destinados ao turismo por deputados e senadores, visando colocar a atividade como pauta estratégica de Governo.
  5.    Liberação de vistos: apoiar a liberação de vistos para norte-americanos, japoneses, australianos e canadenses garantindo um maior fluxo ao país.
  6.    Criação de comitês: garantir o monitoramento e discussão de temas relevantes ao turismo como inteligência de mercado, promoção e apoio a comercialização, legislação.
  7.    Público-privado: realização de reuniões periódicas com representantes da cadeia produtiva com vistas na promoção de ações em conjunto.
  8.     Fortalecimento do FORNATUR: garantir a institucionalidade do fórum junto ao Ministério do Turismo e demais órgãos responsáveis pela implantação de políticas públicas voltadas ao setor.
  9.    Apoio aos cassinos: fortalecer discussões sobre liberação junto ao congresso nacional da legalização dos cassinos, garantindo oportunidades de emprego, renda e divulgação de novos destinos.
  10.  Isenção PIS-Confins: Setor hoteleiro poderá se beneficiar da isenção do pagamento, gerando mais competitividade e investimento em hotéis.
  11.  Verba descentralizada: sugere-se a possibilidade de retomada de repasse de recursos do Mtur para Estados, visando a promoção dos destinos turísticos nacionais a partir da confecção de materiais e inserção em redes sociais.
  12.  Encontro de governança: apoiar a realização do Encontro Nacional de Presidentes e Gestores de Instancia de Governança Regionais, visando troca de experiências e nivelamento de informações sobre o tema.

Segundo o secretário de Estado Adjunto de Turismo, Gustavo Arrais Minas Gerais voltou a assumir um importante posto. “O Estado de Minas Gerais vai entrar para vanguarda, pois tendo em vista a capacidade técnica e a pujança turística deixaremos de ser coadjuvantes e passaremos atuar como ator principal em um filme chamado turismo”.

FORNATUR – O Fórum foi criado em 2000, para ser um colegiado dos secretários de Estado de Turismo ou presidentes de Órgão Estaduais de Turismo. O objetivo é que a instância delibere sobre temas relevantes para o setor, incorporando as demandas estaduais, regionais e nacionais, constituindo-se um bloco de expressão técnica e política. O bloco se reúne, em média, a cada dois meses, durante eventos turísticos de grande projeção.

O presidente do Fornatur tem assento no Conselho Nacional do Turismo, e atua junto a este órgão no assessoramento ao Ministério do Turismo para elaboração e implantação do Plano Nacional do Turismo e na discussão dos principais programas e projetos do setor.

Sugestão e foto enviado por:  SETUR

redacao@mgturismo.com.br

Agência de Notícias do Turismo, noticiário de MG, do Brasil e exterior em tempo real. O mais tradicional jornal especializado em turismo de Minas Gerais, com circulação ininterrupta desde 1985.

Avalie esta notícia:
0 Comentário

POST A COMMENT

Leia a Edição

Edições Anteriores

Confira os destaques

Nenhuma matéria foi encontrada.

×