Terça Feira, 28 de janeiro de 2020

Home / DESTAQUES  / Cresce procura de viagens personalizadas

Cresce procura de viagens personalizadas

O mercado de luxo se diferencia dos demais, não apenas pelo valor e qualidade, mas, por oferecer experiências únicas, além de atendimento diferenciado

O setor hoteleiro de luxo é regido por exclusividade e proporciona, ao consumidor, hospedagens inesquecíveis e serviços fora do comum. De acordo com a especialista no mercado de luxo, Carolina Boari, o turismo de luxo está em crescimento e as grandes empresas do mercado estão atentas a essa tendência, o que aumenta a incorporação de marcas de luxo em seu portfólio, seja através da aquisição ou criação de luxury brands (marcas de luxo). “Conhecer o gosto e a cultura do consumidor é fundamental para obter êxito no segmento de viagens de luxo”, conta a especialista.

Os brasileiros, por exemplo, gostam de se hospedar em hotéis que proporcionem “mimos”, gostam de ser chamados pelo nome e receber privilégios. Ao contrário dos árabes que preferem um distanciamento, maior formalidade e preferem hotéis que organizem o quarto com uma disposição voltada para Meca (a prática de orações). Atualmente, a sociedade contemporânea é caracteriza como hedonista por apresentar uma busca incessante pelo prazer, provido do consumo e da satisfação de impulsos momentâneos.

Segundo Carolina cada indivíduo procura viver experiências emocionais e sensações diferenciadas. Ou seja, busca-se viver o luxo e despertar emoções. “O turista de luxo procura autodescobrimento, sintonia com o universo, comodidade e ter suas necessidades satisfeitas”, declara a consultora. Dessa forma, o mercado de luxo acompanha uma tendência de autodescoberta sendo voltada para a realização de experiências espetaculares para seus consumidores.

Além disso, o mercado de luxo mostra-se cada vez mais desvinculado de aspectos meramente ostentatórios. O setor de turismo de luxo cresce e aumenta a procura por viagens personalizadas e focadas exclusivamente para as necessidades do consumidor alvo. “Para um consumidor de luxo, muito mais do que exibir as marcas que usa, busca uma recompensa, um prazer intimista que não precisa ser sinalizado por meio de logotipos”, expõe Carolina.

De acordo com o relatório do Instituto Euro Monitor, as cidades mais visitadas no ano de 2016 foram: 1° Hong Kong, 2° Bangkok, 3° Londres, 4° Singapura, 5° Paris, 6° Macau, 7° Dubai, 8° Nova Iorque e 9° Kuala Lampur. “A escolha por cidades localizadas na Ásia- Pacífico, como locais de turismo, pode ser explicada em função da busca de espiritualidade, novas culturas, arte, arquitetura e diversidade”, conclui a especialista Carolina Boari.

Mais sobre Carolina Boari

Pesquisadora do mercado de luxo. Trabalha na divulgação de tendências nacionais e internacionais da área. Com larga experiência internacional, Carolina traz informações sobre o mercado do luxo para quem deseja estar por dentro das novidades e inovações.  Possui conhecimento em comunicação do mercado de luxo e o consumidor, com ênfase em teoria semiótica para análise de campanhas publicitárias, lojas, produtos, ações de marketing especificas desse setor.                     

Fanpage: https://www.facebook.com/gestaodoluxo/

Sugestão e foto enviado por: VeCComm 

redacao@mgturismo.com.br

Agência de Notícias do Turismo, noticiário de MG, do Brasil e exterior em tempo real. O mais tradicional jornal especializado em turismo de Minas Gerais, com circulação ininterrupta desde 1985.

Avalie esta notícia:
0 Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.

Leia a Edição

Edições Anteriores

Confira os destaques

Nenhuma matéria foi encontrada.

×