Segunda Feira, 20 de janeiro de 2020

Home / DESTAQUES  / Lodge de safári sul-africano treina chefs de cozinha

Lodge de safári sul-africano treina chefs de cozinha

Sabi Sabi Private Game Reserve, lodge de safári sul-africano, construiu uma reputação mundial por aliar a experiência de seus hóspedes, que vão até lá para apreciar a vida selvagem, à possibilidade de experimentar refeições incríveis. Cada um dos lodges 5 estrelas do Sabi Sabi:  Earth LodgeLittle Bush CampBush Lodge e Selati Camp, tem um chef excepcional com um estilo próprio de desenvolver pratos incríveis, buscando sempre ultrapassar as expectativas de seus hóspedes.

Para um chef em especial, o compromisso e paixão pela culinária foram além do desafio de criar pratos deliciosos. Wilfred Mtshali, chef executivo na cozinha do Sabi Sabi Bush Lodge, teve uma origem humilde como ajudante de cozinha, mas, graças a seu talento e dedicação, recebeu apoio e orientação durante sua trajetória e cresceu na profissão até se tornar o notável chef que é hoje. Wilfred já cozinhou para muitas pessoas importantes, apresentou um programa de TV de culinária, administrou uma cozinha com 45 pessoas e publicou três livros. Além de já ter trabalhado em alguns dos melhores estabelecimentos da África do Sul, sua carreira inclui passagens pela Nigéria e pelo Reino Unido. Sem nunca se esquecer de seu início no mundo da cozinha, Wilfred decidiu que também queria ajudar aspirantes a chefs, e então desenvolveu um programa para treinar jovens das comunidades adjacentes ao lodge.

Assim, desde 2015 o Sabi Sabi dá apoio (em forma de transporte, uniformes e certificação) a jovens das comunidades vizinhas que desejam ser chefs de cozinha. O programa funciona da seguinte forma: após uma entrevista com potenciais candidatos, alguns estagiários são selecionados e registrados na South African Chefs Association (SACA), associação de chefs da África do Sul. Em seguida, eles têm a oportunidade de fazer cursos de uma semana em Joanesburgo, que vão de níveis básicos a mais avançados. Depois desse período, voltam ao Sabi Sabi e ficam três meses na cozinha de cada um dos quatro lodges que fazem parte da reserva. Antes de terminar o estágio, passam um último período na cozinha do Bush Lodge, sob a supervisão e acompanhamento de Wilfred, e saem de lá com habilidades e conhecimentos que os permitem avançar nessa carreira.

É possível, inclusive, que sejam contratados definitivamente para trabalhar nas renomadas cozinhas dos lodges. Um momento marcante – e de muito orgulho – do programa foi quando Qoli Mashele se tornou o primeiro “graduando” a ser empregado com sucesso, conseguindo uma posição na cozinha do Little Bush Camp.

A filosofia de Wilfred é “O lugar da onde você vem não deve determinar para onde você vai”, e ele certamente é um grande exemplo disso. Com seu programa, o chef dá a diversos jovens a chance de terem um aprendizado excelente, e inspira confiança e auto-estima, causando um impacto muito positivo nas comunidades vizinhas aos lodge.

Além desse projeto, o Sabi Sabi desenvolve e apoia muitas outras iniciativas que visam a preservação e o empoderamento das comunidades vizinhas. Localizado ao lado das vilas Shagaan, o hotel apoia práticas sustentáveis na região e estabelece uma relação harmoniosa com os locais. Um exemplo disso é o fato de que, desde o princípio, os membros dessas comunidades compõe boa parte do staff do Sabi Sabi. Além disso, o hotel oferece passeios nos quais os hóspedes podem conhecer as comunidades vizinhas, sendo que todo o dinheiro arrecadado com a atividade é revertido diretamente para inciativas de apoio aos locais. Já são quase quatro décadas dando suporte à educação, aos programas esportivos, atividades culturais, e cuidados com a saúde.

Com essas inciativas, o Sabi Sabi quer garantir que parte de seu legado seja a preservação e o desenvolvimento dessas comunidades.

Fonte: Vanessa Coelho

Crédito: Divulgação

redacao@mgturismo.com.br

Agência de Notícias do Turismo, noticiário de MG, do Brasil e exterior em tempo real. O mais tradicional jornal especializado em turismo de Minas Gerais, com circulação ininterrupta desde 1985.

Avalie esta notícia:
0 Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.

Leia a Edição

Edições Anteriores

Confira os destaques

Nenhuma matéria foi encontrada.

×