Domingo, 15 de setembro de 2019

Home / NOTÍCIAS  / Poesia, livros digitais e conflitos urbanos dão a tônica do Fórum das Letras

Poesia, livros digitais e conflitos urbanos dão a tônica do Fórum das Letras

Joselia Aguiar, Mário Magalhães e MV Bill são alguns dos convidados de hoje; evento receberá ainda performances musicais, teatrais e poéticas

Jornalismo, biografias, poesia e música se misturam nesta quinta-feira, 23 de novembro, no Fórum das Letras. O evento, que segue até o próximo domingo, 26 de novembro, vem movimentando Ouro Preto com debates literários, exposições e intervenções artísticas, em uma programação intensa e gratuita, norteada pelo tema “Sentimento do Mundo”.

No Ciclo Cielo de Jornalismo e Literatura, o debate “Letras Biográficas” reunirá os jornalistas Joselia Aguiar, Mário Magalhães e Plínio Fraga, todos eles com projetos biográficos em andamento. Joselia Aguiar, que acaba de ser confirmada novamente como curadora da Flip, está prestes a lançar uma biografia do baiano Jorge Amado. Mário Magalhães, autor de Marighella prepara, agora, um volume sobre Carlos Lacerda. Já Plínio Fraga prevê, para 2021, um trabalho sobre Tancredo Neves. O encontro, que terá mediação de João Pombo Barile, acontece a partir das 10h30, no Anexo do Museu da Inconfidência.

O mesmo local receberá, às 16h30, a mesa “E-Book e inclusão digital”, na programação do Espaço CBL, voltado para questões ligadas ao mercado editorial. Para discutir o assunto estarão presentes Américo Tristão Bernardes e Camilla Cabete, sob mediação de Guiomar de Grammont. Às 18h, a poesia se torna mais uma vez a protagonista, com a mesa “A reinvenção do cotidiano na poesia e na literatura”, da qual participam Ângela Leite Xavier, Malluh Praxedes, Tita de Lima e Silva, com mediação de José Roberto Pereira.

No Cine Vila Rica as atividades têm início às 14h, com a apresentação da obra de Antonio Carlos Secchin, poeta, crítico literário e acadêmico, especialista na obra de Carlos Drummond de Andrade, homenageado desta edição do Fórum das Letras. A performance “Dizendo o desdizer” faz referência a seu mais recente trabalho, publicado este ano, após um hiato de uma década e meia.

Às 14h30, o Sesc promove a mesa “A prosa entre o cruel e o sublime”, com Alexandre Rodrigues e Maurício de Almeida, ambos vencedores de prêmios literários. Rodrigues é autor “Palafitas”. O livro de estreia, publicado pela Record, foi vencedor do Prêmio Sesc de Literatura 2014, na categoria Contos, e finalista do Prêmio Jabuti. Maurício Almeida do Prêmio São Paulo este ano, na categoria Autor Estreante – Até de 40 Anos, com “A instrução da noite” (Rocco). Ele também foi vencedor do Prêmio Sesc de Literatura em 2007, na categoria Contos. Eles serão mediados por Tadeu Sarmento.

Às 17h sobe ao palco o músico MV Bill, uma das principais vozes do rap nacional. Ao lado de Chiquinho de Assis, ele falará sobre “Música e Literatura como expressão dos conflitos urbanos”. Seguindo a temática social, às 19h entra em cena o debate “Bens culturais e direitos humanos”, com Andrea Lanna Mendes Novais e Inês Virgínia Prado Soares, mediadas por Carlos Magno de Souza Paiva.

A programação no local será encerrada às 20h30, com a palestra show Palavras Cantadas, com Márcio Borges, Rodrigo Borges e Telo Borges. A apresentação é fruto da oficina de mesmo nome, realizada nos dias 22 e 23 de novembro, em parceria cultural com o Sesc.

FÓRUM DAS LETRINHAS

A primeira atividade do Fórum das Letrinhas é a oficina “A primeira máscara”, com a arte-educadora Conceição Cavalcante, na Biblioteca Pública de Ouro Preto. No Adro da Igreja do Carmo haverá a narração de histórias com Leila Garcia e Pedro Garcia. Às 13h, um belo passeio de trem, com intervenções teatrais e literárias, trará estudantes da rede pública de ensino de Mariana para Ouro Preto, onde eles serão recepcionados por apresentações teatrais e debate sobre a diversidade.

 

INTERVENÇÕES ARTÍSTICAS

Duas apresentações artísticas marcam o Fórum das Letras nesta quinta. A primeira delas será a performance “Poemas ao vento”, com a Cia. Do Liquidificador. O cortejo desce da Praça Tiradentes até o cinema a partir das 13h30, distribuindo balões coloridos e munidos de instrumentos musicais. Dentro de cada balão de gás hélio, há um poema, música ou conto de autores brasileiros. Ao escolher um dos balões, o público é convidado a estourar um balão e ganha uma performance exclusiva.

Às 22h, o Hotel Tofollo, que deu nome de um dos poemas de Drummond, receberá o sarau de poesia. Apresentam-se no local Mario Alex Rosa, Branca de Paula, Kiko Ferreira, Adriana Versiani, Christian Coelho, Renato Negrão, Jovino Machado, Adriane Garcia, Adriano Menezes e Julliano Mendes.

REALIZAÇÃO

O Fórum das Letras é realizado pelo Ministério da Cultura, Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), Fundação Educativa de Rádio e Televisão Ouro Preto (FEOP) e Secretaria de Estado de Cultura | Fundação de Arte de Ouro Preto, com patrocínio da Vale, Gasmig e Cielo e parceria cultural do Sesc.

Mais informações: www.forumdasletras.com.br.

 

 

Fonte: ETC COMUNICAÇÃO

redacao@mgturismo.com.br

Agência de Notícias do Turismo, noticiário de MG, do Brasil e exterior em tempo real. O mais tradicional jornal especializado em turismo de Minas Gerais, com circulação ininterrupta desde 1985.

Avalie esta notícia:
0 Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.

Leia a Edição

Edições Anteriores

Confira os destaques

Nenhuma matéria foi encontrada.

×