Sexta Feira, 22 de novembro de 2019

Home / NOTÍCIAS  / Mulheres ganharam US$ 10 bilhões pelo Airbnb no ano passado

Mulheres ganharam US$ 10 bilhões pelo Airbnb no ano passado

Em 10 anos, a renda extra passou dos US$ 20 bilhões e tem ajudado anfitriãs a manterem seus lares e a despertarem o espírito empreendedor.

O Airbnb celebra o Dia Internacional da Mulher com um dado que mostra a força da sua comunidade de anfitriãs: elas já representam 55% dos anfitriões em todo mundo e, somente no ano passado, receberam US$ 10 bilhões em renda extra. Este valor é equivalente à toda renda gerada por mulheres no período de 2008 a 2016 na plataforma.

Ao longo dos anos, as mulheres ganharam vários espaços na sociedade que lhes permitiram alcançar avanços importantes em termos de acesso a oportunidades para gerar renda. As novas tecnologias são protagonistas deste processo, ao mesmo tempo que propõem novos desafios. Por esta razão, o Airbnb destaca seu compromisso com o empoderamento das mulheres, a fim de contribuir para a construção de uma sociedade mais justa, igual e onde todos sentem que podem pertencer.

O Airbnb sabe que ainda há muitas barreiras que as mulheres enfrentam tanto no local de trabalho como no cotidiano, mas a plataforma se orgulha de apoiar o empoderamento econômico delas. “Claramente, as anfitriãs são a força motriz do Airbnb e ficamos orgulhosos em contribuir para que este espírito empreendedor que elas possuem possa prosperar ainda mais”, destacou o CEO da plataforma, Brian Chesky.

No Brasil, o número de mulheres que chefiam lares brasileiros aumentou de 23% para 40% nos últimos 20 anos, segundo dados do Ipea. Na plataforma, as mulheres representam 52% dos anfitriões.

Em relação à renda extra, uma anfitriã típica teve, em 2017, uma renda extra anual de R$ 5,3 mil.Pesquisa do Airbnb aponta que, no Brasil, cerca de um em cada quatro anfitriões usam o dinheiro recebido por meio da plataforma para manter o imóvel, evitando a perda ou mesmo despejo.

E as oportunidades para empreender na plataforma vão além da hospedagem. Com o lançamento das Experiências, o Airbnb viabilizou que mais mulheres pudessem se tornar empreendedoras compartilhando suas paixões e hobbies com os viajantes. Hoje, elas já são 50% dos anfitriões das Experiências na plataforma em todo mundo.

E o Airbnb também trabalha com organizações que apoiam as mulheres empreendedoras. Em parceria com a SP Negócios – empresa municipal focada na melhoria do ambiente de negócios na cidade – a plataforma recebeu empreendedoras do setor de tecnologia em seu escritório em São Francisco para troca de conhecimento com parte do programa Tech Sampa. Na Índia, junto com aAssociação das Mulheres Autônomas da Índia, um dos maiores sindicatos femininos do mundo,promove oportunidades de subsistência rural das mulheres no país.

 

 

Fonte: Máquinacohn&wolfe

redacao@mgturismo.com.br

Agência de Notícias do Turismo, noticiário de MG, do Brasil e exterior em tempo real. O mais tradicional jornal especializado em turismo de Minas Gerais, com circulação ininterrupta desde 1985.

Avalie esta notícia:
0 Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.

Leia a Edição

Edições Anteriores

Confira os destaques

Nenhuma matéria foi encontrada.

×