Quinta Feira, 15 de novembro de 2018

Home / COLUNAS  / Viena

Viena

Viena acaba de ser eleita a melhor cidade do mundo para se viver. Foi escolhida entre 140 cidades pela revista inglesa The Economist, através do grupo de pesquisa e análise Economist Intelligence Unit. O critério de escolha leva em consideração indicadores como nível de vida, acesso à educação e saúde, transporte, nível de criminalidade e estabilidade política e econômica. Para se ter uma ideia de como o Brasil anda longe de ser um bom lugar de se viver, São Paulo e Rio de Janeiro, únicas cidades brasileiras incluídas na lista, ficaram em 93O e 88O lugar, respectivamente.
Indo a Viena, para se sentir um morador da cidade, nada melhor do que passear a pé pela Ringstrasse, considerada a avenida mais bonita do mundo. Distribuídos por seus 5,3 km de extensão, estão alguns dos edifícios mais imponentes da cidade: o Parlamento, a Ópera Estatal, a Câmara Municipal e os museus. A avenida contorna o Innere Stadt, o centro histórico de Viena tombado pela Unesco. É indispensável visitar alguns dos pontos turísticos tradicionais: a Catedral de Santo Estevão (Stephansdom), o Palácio Imperial de Hofburg, a Prefeitura (Rathaus), a Igreja Votiva, a Biblioteca Nacional e a Josefsplatz. Outras atrações famosas, que vale a pena ver a programação e reservar lugar com antecedência, são os espetáculos do Teatro de Ópera de Viena (Staatsoper), da Sala de Concertos dos Meninos Cantores de Viena e da Escola Espanhola de Equitação.
A capital da Áustria é famosa por seus cafés e quem visita a cidade não pode deixar de saborear suas famosas tortas. As confeitarias mais conhecidas são as do Hotel Sacher, a Demel, o Café Central, o Gerstner e o Landtmann. Para quem curte uma gastronomia sofisticada, Viena tem restaurantes premiados, como o Cuisino , o Silvio Nickol, o Edvard e o Rote Bar. Se preferir experimentar a culinária tradicional austríaca, as melhores opções são o Die Metzgerei, o Schachtelwirt, o Sixta e o Wiener Wiaz Haus, onde se come o melhor wiener schnitzel da cidade. Para quem não conhece, trata-se de um bife de vitela empanado e servido com batatas.
Um programa bem interessante para quem gosta de arte e cultura é o Museumquartier, um complexo de museus de arte moderna e contemporânea, repleto de bares e restaurantes. Ali perto fica o Spittelberg, o bairro cool da cidade. Em suas ruas e vielas, os vienenses curtem uma atmosfera alegre e despojada nos cafés, bistrôs, lojinhas de design, lojas de marca descoladas, estúdios e galerias de arte, a maior parte delas na Neubaugasse e na Siebensterngasse. Em Spittelberg fica um dos polos gastronômicos da cidade.
Fora do centro, mas que não pode deixar de ser visto, é o belíssimo Palácio de Schonbrunn, residência de verão dos Habsburg, a família imperial austríaca, desde o início do século XVIII até 1945.

 

 

 

BOGITW /PIXABAY

silvania@mgturismo.com.br

Bacharelanda em Jornalismo pela FUMEC, arquiteta, ex-presidente da ABIH-MG.

Avalie esta notícia:
0 Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.

Leia a Edição

Edições Anteriores

Confira os destaques

Nenhuma matéria foi encontrada.

×