Segunda Feira, 22 de abril de 2019

Home / DESTAQUES DA EDIÇÃO IMPRESSA  / Como começar a planejar viagem internacional para 2019

Como começar a planejar viagem internacional para 2019

O ano já está acabando, mas ainda dá tempo de planejar a sua viagem internacional de 2019. Se você quer saber por onde começar, como tirar o passaporte e o que não pode ser deixado de lado, basta continuar lendo este artigo.

Emissão de passaporte
Antes de mais nada, o primeiro passo deve ser a emissão do passaporte. Exceto pelos países que compõem o Mercosul, o passaporte é um documento exigido para a entrada em todos os demais países estrangeiros. Portanto, você pode não precisar hoje, mas vai precisar um dia.

Vá atrás do visto
Uma dúvida muito comum especialmente daqueles que estão planejando a sua primeira viagem internacional é: visto ou passagem? Qual deve ser garantido primeiro? A resposta é o visto.
Isso porque ter a passagem não garante que o visto será aprovado de primeira. Por isso, antes de investir em passagens de avião, é melhor saber se você estará apto a entrar no país estrangeiro, certo?

Passagens
Com o passaporte emitido e o visto aprovado, é hora de fazer uma busca minuciosa por passagens de avião. Para conseguir os melhores negócios, pesquise com antecedência e evite os meses de julho e dezembro.
Afinal, esses meses coincidem com o período de férias escolares e, portanto, o volume de buscas por viagens aumenta, encarecendo o preço das passagens. Outra dica é: pesquise direto no site da companhia aérea. Por lá, geralmente os preços são melhores.
Monte um roteiro
Fazer uma viagem inesquecível exige tempo de planejamento e isso inclui a elaboração de um roteiro. Isso porque, durante uma viagem, os dias passam rápido demais e você pode deixar lugares incríveis passarem batido, não aproveitando o passeio ao máximo.
Pesquise por pontos turísticos famosos e também por locais recomendados por quem já esteve lá. Um site interessante para fazer esse tipo de busca é o TripAdvisor. Basta digitar a cidade destino e pesquisar por “O que fazer”, “Restaurantes” ou “Hotéis”.
Além de ver fotos dos pontos mais visitados da cidade tiradas pelos próprios viajantes, você confere opiniões de quem já esteve por lá, incluindo dicas, reclamações e elogios.

Bagagens
Com tudo pronto até aqui, talvez seja hora de começar a pensar nos itens que não podem ficar fora da bagagem. Existem algumas dicas que podem ajudar você com essa etapa. São elas:
Você não pode levar frascos contendo mais de 100ml de líquidos na sua mala de mão;
Inclua alguns remédios para eventuais emergências (analgésicos, remédios para enjoo, etc);
Não esqueça dos adaptadores de tomada, você vai precisar;
Previna-se contra prejuízos: itens de valor devem ir na mala de mão;

Tradução off-line
Para evitar quaisquer problemas de comunicação, caso você não tenha tanta familiaridade com o idioma falado no país de destino, é melhor garantir ferramentas que ajudem nessa questão.
Para isso, procure por tradutores offline nas lojas de aplicativo do seu próprio smartphone. Existem várias opções e diferentes preços. Antes de finalizar a compra, leia as avaliações dos usuários e escolha aquela que estiver com maior número de comentários positivos.

Roaming internacional
Outra coisa muito importante e que não se vê falar muito por aí é sobre a ativação do roaming internacional. Sem ele, o seu número ficará incomunicável durante a viagem no exterior. Por isso, entre em contato com a operadora e faça essa ativação.
É importante lembrar que esse serviço pode ser cobrado. Portanto, é melhor se preparar para isso.
Mas, se você não faz questão que o seu número funcione depois da fronteira, existe outra opção para manter contato com quem ficou no Brasil: compre um chip de internet assim que pousar no país de destino. Você pode recarregar conforme precisar e ainda fica livre para usar internet ilimitada.

Carregador portátil
Se você vai usar o seu celular para se comunicar e para tirar belíssimas fotos da viagem, pode ser que a bateria não dure por muito tempo. Por isso, uma boa dica é: tenha sempre um carregador portátil com você. Eles são leves e muito úteis, especialmente durante viagens.

Dinheiro em espécie
Assim como você não anda com o seu salário todo na carteira durante o mês todo, isso também não deve ser feito na viagem. Portanto, mantenha algumas notas na carteira para casos de emergência, mas lembre-se de levar também outro meio de pagamento.
Cartões de crédito internacionais podem ajudar, mas use com moderação. Afinal, com eles você acaba refém da cotação do dólar vigente no dia de fechamento da fatura, e em caso de alta a surpresa pode ser bem desagradável.
Já cartões pré-pago internacionais são excelentes opções. Apesar do IOF de 6,38%, o mesmo das transações feitas pelo cartão de crédito, a cotação é congelada no momento da recarga. Ou seja, você pode comprar euro dólar ou qualquer moeda sem ficar sujeito a surpresas posteriores.

redacao@mgturismo.com.br

Agência de Notícias do Turismo, noticiário de MG, do Brasil e exterior em tempo real. O mais tradicional jornal especializado em turismo de Minas Gerais, com circulação ininterrupta desde 1985.

Avalie esta notícia:
0 Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.

Leia a Edição

Edições Anteriores

Confira os destaques

Nenhuma matéria foi encontrada.

×