Quarta Feira, 16 de outubro de 2019

Home / Notícias gerais  / DISCURSO DE ABERTURA DO CONGRESSO NACIONAL DE HOTÉIS-CONOTEL 2019, EM 08 DE MAIO DE 2019

DISCURSO DE ABERTURA DO CONGRESSO NACIONAL DE HOTÉIS-CONOTEL 2019, EM 08 DE MAIO DE 2019

Antelóquio: No próximo domingo, 12 de maio, o Ocidente comemora o DIA DAS MÃES, uma data de precioso significado para todos os filhos e para todas as mulheres que tiveram a graça de gerar a continuidade da vida. Por isso, nas proximidades dessa data esplêndida, quero saudar a todas as mães do Brasil na pessoa de minha mulher, MORGANA LINHARES, uma mãe exemplar, matriz, sentimento e referência de afeto e harmonia de nossa família. Hoje, 08 de maio, celebramos o DIA NACIONAL DO TURISMO. Oficializado há poucos anos, esta data era reclamada deste 1916 pelo estado do Paraná, quando se reivindicava a desapropriação do entorno das Cataratas de Iguaçu e a criação de seu parque, um dos mais importantes objetivos turísticos da América Latina. (Saudação das autoridades) Senhoras e Senhores Convidados e Participantes: Neste momento, que considero ímpar e de grande significado para mim e para todos nós, quero saudar a cidade de Goiânia, esta bela e garbosa metrópole, assentada na exuberância do Planalto Central, flor e luz do Serrado brasileiro. E, humildemente, requerer que as bênçãos de Deus desçam sobre nós e orientem as mentes e os corações dos participantes deste congresso. SENHORAS E SENHORES: Move-nos a sublime emoção de vos receber nesta Sexagésima Primeira Edição do CONGRESSO NACIONAL DE HOTÉIS – CONOTEL e, com todos os participantes repartir sonhos e idéias num momento especial da vida brasileira, quando o país vive um novo recomeço, possuído de expectativas e esperanças, assumindo a responsabilidade com o presente e o compromisso com o futuro. A Associação Brasileira de Indústrias de Hotel – ABIH, aqui representada por sua diretoria, acolhe em seu principal foro de discussão e debate, importantes personagens da economia e da sociedade brasileira, empreendedores, dirigentes classistas, jornalistas, agentes culturais, formadores de opinião e os mais representativos operadores do turismo e da indústria hoteleira para dialogar, ouvir, apresentar e receber idéias. Damos as boas vindas aos que chegam em nome do progresso e do franco labor numa das mais importantes atividades da economia contemporânea, para conosco comunicar e repartir sugestões e experiências, interagindo falas, práticas, qualidades e valores. Que todos tragam em seu coração o amor pelo turismo e pela pátria, a torcida animadora, o desejo pelos acertos e a aposta otimista pela transformação positiva da realidade nacional brasileira. Quero que se sintam fervorosamente acolhidos no espaço mais aconchegante de nosso afeto, no patamar acolhedor de nossa amizade e, no exercício de espontânea e benfazeja camaradagem, nos reunamos para debater os temas gerais e específicos da indústria do turismo, procurando os melhores caminhos para os mais verdadeiros e promissores horizontes. Ainda vivemos uma situação de expectativa da história de nosso País, quando uma série de mudanças estão começando e um estado de indagação e suspense acomete o povo e as classes produtoras. Alguns empreendedores, por cuidados e prudência, se mostram ainda retraídos, embora já se acendam em suas almas as luzes promissoras do otimismo e, essa simples perspectiva, já anima os investidores e repercute na Economia. Esta postura de timidez e hesitação deve ser, esperamos, brevemente substituída pela proverbial afoiteza do empresariado brasileiro, que sempre esteve além de suas dúvidas, namorando com as cordilheiras e nunca com os vales sombrios do desânimo. Não é hora de recuos e tibieza, porque dos desafios nascem as lutas e das lutas a possibilidade das vitórias. A fé no sucesso é o melhor estado de espírito para se germinar as grandes oportunidades e frutificar as soluções. Todos os empreendedores deste país têm plena consciência de seu papel e nós do setor de turismo e hotelaria não estamos à margem dessa constatação. Estamos aqui para ajudar o Brasil e torcer pela superação de suas dificuldades. Não nos enfileiramos com os que apostam no caos. No transporte, com todas as atividades coadjuvantes e os muitos segmentos proativos que incorporam, porque sabemos que, quando o país melhora seu padrão econômico e social, o sucesso se distribui para toda a sociedade. E quando a sociedade evolui em sua condição de bem-estar, os empreendedores passam a ter a quem vender os seus serviços, com retorno garantido, felicidade comunitária e garantia de paz social, gerando renda para o Estado e emprego para a população. Senhoras e Senhores: Quando, há um ano e meio, assumi a Presidência da ABIH Nacional, sabia que estava também assumindo uma responsabilidade de grande porte, com todas as conseqüências de seus desafios. Mas, como sou um caboclo nordestino, acostumado com as batalhas da natureza adversa, não temo os enfrentamentos da vida, principalmente quando eles são travados em favor da sociedade e pelo bem de meu país. Nos esforçamos muito, percorrendo o Brasil, para reunir o maior número de participantes para o nosso congresso. É que quanto maior fôr o número de cabeças pensantes a debater nossas questões, maiores serão os acertos e as soluções para o nosso setor. Somos aqui o Brasil otimista. O Brasil que sonha largo e trabalha por sua prosperidade. O Brasil que, ao invés de ficar choramingando as crises, procura decifrá-las, enfrentá-las e resolve-las pelo trabalho. Geramos uma cadeia produtiva, que dá emprego e renda para a Nação. Senhoras e Senhores: Nessa guerra pelo reaquecimento da indústria do turismo, queremos contar com o apoio e a consciência dos que assumem os destinos de nosso país. E, em nosso congresso, assistindo o exercício de esperança e as intenções de nosso setor, contamos hoje com ilustres presenças. Aqui está o Ministro do Turismo, Marcelo Alves, que abrindo espaço em sua agenda, se faz presente em nosso encontro. Conversei com ele e vi neste homem a consciência da importância de nossa atividade e as melhores intenções de nos ajudar através de sua pasta a solidificar nossos projetos, que são projetos pelo bem da economia do país e para ativar o desenvolvimento nacional. Aqui estão o Governador de Goiás, Ronaldo Caiado, e o Prefeito de Goiânia, Íris Resende, dois líderes de renome nacional que, há décadas, têm seus nomes confirmados nas urnas para representar o povo deste estado. Aqui está o Dr. José Roberto Tadros, Presidente da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo – CNC, entidade que é a principal patrocinadora deste evento. Associação sindical brasileira de grau superior, a CNC é uma entidade que é a própria imagem do Brasil que dá certo. Agrupando 34 federações, sendo 27 estaduais e 7 nacionais, engloba 998 sindicatos filiados em todo território brasileiro, representando o direito e os interesses dos empreendedores do comércio nacional de bens, serviços e turismo. Responsável pelo SESC e pelo SENAC, o importante e eficaz SISTEMA S, órgão de extrema importância para a valorização dos trabalhadores do comércio e suas famílias, gerando benefícios para mais de 20 milhões de brasileiros por ano, com benefícios em educação, cultura, esporte e lazer. O Presidente Roberto Tadros, com a responsabilidade que encarna, é hoje um dos pilares da prosperidade brasileira. Aqui está o Dr. Marcelo Baiocchi, Presidente da FECOMÈRCIO, a entidade representativa patronal do setor de comércio de bens, serviços e turismo, que não só representa, mas orienta, coordena e defende as categorias econômicas pertencentes a esse segmento econômico. Meus amigos e convidados: Não há honraria maior para um homem público do que esta de receber a cidadania de um lugar, pois, a partir do sagrado momento, o agraciado torna-se FILHO HONORÁRIO da cidade que o homenageia. Por isso, é com extrema e superior emoção que recebo o título de CIDADÃO GOIANIENSE, passando a exercer, orgulhosamente, a condição de súdito municipal desta bela e acolhedora cidade, pela iniciativa generosa do vereador (citar o nome), um brilhante representante do povo. MUITO OBRIGADO. Queria, finalmente, agradecer aos patrocinadores deste evento, pela compreensão do significado de uma reunião deste caráter e, dessa forma, destinando-nos o apoio necessário e incomensurável. Ao Grupo Equipotel, cuja parceria se mostrou eficaz e indispensável, aplicando toda sua vasta e abalizada experiência na organização de congressos, seminários e exposições para assegurar o êxito de nosso encontro. Quero também agradecer aos profissionais da imprensa, portavozes dos acontecimentos, parceiros vigorosos e grandes divulgadores do setor turístico nacional. A todos eles, a nossa imensa gratidão. Aos Presidentes e demais membros da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis dos 26 estados brasileiros e do Distrito Federal aqui representados, companheiros de lutas em prol do turismo e das atividades diversionais correlatas. E a todos os participantes deste congresso, que honram com a sua presença as razões desta reunião e os elevados objetivos de nossa entidade, NOSSO AGRADECIMENTO FERVOROSO E SINCERO. SEJAM TODOS BEM VINDOS!!! A 61ª. Edição do CONOTEL é a vossa casa!!!! MUITO OBRIGADO!

redacao@mgturismo.com.br

Agência de Notícias do Turismo, noticiário de MG, do Brasil e exterior em tempo real. O mais tradicional jornal especializado em turismo de Minas Gerais, com circulação ininterrupta desde 1985.

Avalie esta notícia:
0 Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.

Leia a Edição

Edições Anteriores

Confira os destaques

Nenhuma matéria foi encontrada.

×