Segunda Feira, 16 de dezembro de 2019

Home / EDITORIAS  / Internacional  / Uruguai celebra dia internacional do Ecoturismo com dicas do que fazer por lá

Uruguai celebra dia internacional do Ecoturismo com dicas do que fazer por lá

O ecoturismo é uma das tendências que mais cresce no país e no mundo. Essa atividade traz benefícios importantes para a preservação da natureza, por meio de sua valorização. Além de, incentivar que as pequenas comunidades que vivem na rota eco possam usufruir dos atributos de suas áreas, gerando mais renda e empregos. No dia 31 de maio celebra-se o Dia Internacional do Ecoturismo, e o Uruguai não poderia ficar fora dessa. Aqui algumas dicas de passeios eco para turistas que apreciam a natureza e atividades esportivas.

1 -Treinta y tres

Na confluência do rio Olimar e o arroio Yerbal localiza-se a agradável Treinta y Tres. Como uma típica localidade do interior do Uruguai com suas construções baixas e calçadas com frondosas árvores, a cidade transcorre em torno a sua praça principal e seu monumento aos 33 Orientais.

Bem perto da cidade estão tesouros naturais irresistíveis para os amadores do ecoturismo, como a primeira área nacional preservada do país, a Ravina dos Corvos, um lugar emblemático por sua geomorfologia, flora e fauna exuberantes e pelas histórias e lendas que se tecem em torno do lugar.

Por lá, também existe a Lagoa Mirim, uma das maiores reservas de água doce e um dos principais tesouros ecológicos do Uruguai. Este espelho d’agua fronteiriço com o Brasil tem uma superfície de 4.500 quilômetros quadrados e mais de 120 km de costa. Faz anos que é uma reserva ecológica nacional e tombada como reserva mundial de água doce pela FAO.

Treinta y Tres também é um destino ideal para descobrir as tradições autóctones dos habitantes do interior uruguaio e sua vida simples. Hidrograficamente possui uma grande quantidade de rios, arroios e lagoas. Os rios mais importantes são o Cebollatí na fronteira meridional do departamento e o Olimar como principal afluente. Este último é tão importante para o abastecimento de água do departamento.

https://turismo.gub.uy/index.php/pr/lugares-para-ir/regiao-leste/cidades/treinta-y-tres

2 – Rocha

Embora seja conhecido pela maioria por suas maravilhosas praias oceânicas, o Estado de Rocha é um dos mais variados do Uruguai em matéria de paisagens. Enormes dunas, serras ou montes de vegetação encorpada, ideais para a prática do ecoturismo, fazem parte das várias alternativas para os que sentem que as férias vão além de sossegar deitados ao sol ou debaixo de um guarda-sol. Muitos operadores locais oferecem diversos passeios que apontam ao desenvolvimento local das comunidades e velam pelo cuidado do meio ambiente. Se essa é sua preferência, recomendamos alguns locais em particular: Palmares de Rocha, Monte de Umbus e Serras de Rocha.

https://turismo.gub.uy/index.php/pr/component/k2/item/2283-palmares-monte-de-ombues-y-sierras-tres-paisajes-a-contemplar-en-rocha-en-2018

Mais informações: turismorocha.gub.uy

3 – Rio Negro

Do remo à observação de pássaros, na capital ou em cidades pequenas, Rio Negro tem múltiplas alternativas para quem está planejando suas férias por lá. Nos fins de semana, em Fray Bentos, um plano ideal é percorrer as trilhas guiadas de observação de pássaros e interpretação da flora nativa pela rota panorâmica, que liga o bairro Anglo com Las Cañas, ou monte ribeirinho nas costas do rio Uruguai em seu balneário, uma seleção de trilhas para apreciar o canto dos pássaros e a interpretação da flora nativa, em lugares com história e natureza frondosa.

Uma alternativa para os amantes da natureza é fazer uma trilha de ecoturismo nas margens do córrego La Yeguada, um pequeno afluente do rio Uruguai, que combina canoagem e caminhadas com guias locais.

Ou então, uma trilha náutica pelo Parque Nacional dos Esteros de Farrapos em San Javier. A natureza do Parque Nacional dos Esteros de Farrapos permite-lhe desfrutar de passeios de caiaque originais e coloridos ao longo do rio Uruguai.

A sustentabilidade e conservação do meio ambiente são algumas das chaves do ecoturismo, essa modalidade turística abre uma ampla gama de possibilidades, mas também se espera dos viajantes responsabilidade, respeito, valorização e cuidado do que estão desfrutando, para que outros possam usufruir também. https://www.turismo.gub.uy/index.php/pr/lugares-para-ir/regiao-passaros-pintados

Algumas regras desses passeios.

– Respeite a trilha a ser seguida durante todo o trajeto, evitando prejuízos ao desenvolvimento da flora;

– Nada de arrancar qualquer tipo de planta ou extrair qualquer outro tipo de elemento da natureza (pedras ou conchas, por exemplo) durante o passeio;

– Os locais devem ser explorados em horário padrão, evitando visitas constantes a qualquer momento do dia, o que pode causar estresse nos animais e prejudicar sua sobrevivência;

– Não dê qualquer tipo de alimento aos animais, pois isso pode provocar sérios problemas de saúde aos bichos;

– Desligue o flash da máquina para fotografar os animais e não tente agarrar nenhum deles para fazer selfies;

– E, obviamente, nada de descartar lixo na natureza.

redacao@mgturismo.com.br

Agência de Notícias do Turismo, noticiário de MG, do Brasil e exterior em tempo real. O mais tradicional jornal especializado em turismo de Minas Gerais, com circulação ininterrupta desde 1985.

Avalie esta notícia:
0 Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.

Leia a Edição

Edições Anteriores

Confira os destaques

Nenhuma matéria foi encontrada.

×