Sábado, 18 de janeiro de 2020

Home / DESTAQUES  / Entre o antigo e o novo

Entre o antigo e o novo

Construtoras de Belo Horizonte revitalizam edifícios tombados no bairro Funcionários

“A arquitetura existe para narrar histórias ao longo do tempo, para facilitar e embelezar a vida”. É assim que Chenya Sacramento, engenheira civil e responsável pela revitalização do Comércio do Conjunto, um dos imóveis tombados mais icônicos e tradicionais de Belo Horizonte, define a arquitetura por detrás da obra, iniciada em junho de 2018 pela Somattos em parceria com a Patrimar.

A revitalização do patrimônio tombado é uma ação que vai além da estrutura física. No caso do Comércio do Conjunto, construído por volta de 1940, o restauro procura resgatar a história de como uma geração vivia através das suas características arquitetônicas. Segundo a conservadora-restauradora Beatriz Maria Fonseca, “as ações de restauro envolvem um apurado diagnóstico do estado de conservação para que as estruturas fiquem aptas ao uso atual, integrando passado e presente”. O processo de conservação das peças baseou-se nas diretrizes do Memorial Descritivo do Projeto de Restauro aprovado pelo órgão de proteção do patrimônio cultural de Belo Horizonte. “Muitas peças originais foram devidamente tratadas e mantidas: as esquadrias metálicas e de madeiras, as fechaduras e dobradiças, bem como muitos vidros tipo fantasia que não são produzidos mais. O projeto engloba, portanto, ações de preservação e sustentabilidade, respeitando a história e o desenvolvimento urbano da cidade de Belo Horizonte”, complementa.

O projeto de revitalização foi uma contrapartida para a construção do Home Residence, empreendimento incorporado pela Somattos e pela Patrimar. Durante todo o processo, foram restauradas muitas peças originais, como o piso hexagonal vermelho, as janelas de duas ou três folhas com venezianas de vidro, inúmeras portas, fechaduras e as cores das fachadas. Para Humberto Mattos, diretor comercial da Somattos, a restauração dos prédios e a construção do largo que interliga o Home Residence ao conjunto “é um resgate da história em um dos maiores e mais diversificados bairros da capital”.

As salas dos prédios já estão disponíveis para comercialização. Para saber mais, acesse https://www.somattos.com.br/  

Contraposições do tempo

O Comércio do Conjunto, tombado pela Diretoria de Patrimônio Cultural de Belo Horizonte (DIPC), destaca-se pelos seus imponentes três prédios construídos na década de 1940, que abrigaram, durante anos, a sapataria Selma Calçados, o Rei das Baterias e o Bar e Restaurante Palmeiras.  

Além das lojas famosas, o imóvel destaca-se por ligar a Avenida Brasil à Rua Padre Marinho, no bairro Santa Efigênia. “Aproveitamos as características estéticas dos prédios para construir um largo com um projeto paisagístico que equilibra os empreendimentos antigos com os contemporâneos e que possibilitará passagem direta entre as ruas”, destaca a engenheira Chenya. 

A construção do largo está prevista para ser finalizada em março de 2020, junto com o término da obra do Home Residence. 

SOBRE A SOMATTOS ENGENHARIA

Fundada em 1976, a Somattos Engenharia atua no mercado imobiliário de Belo Horizonte, construindo empreendimentos de alto padrão a partir de três pilares: a elaboração minuciosa do projeto, a qualidade da construção e a excelência da localização. Essa filosofia, aliada à transparência e respeito ao cliente, faz da Somattos uma das principais referências do mercado mineiro.

Somattos Engenharia

Rod. Stael Mary Bicalho Motta Magalhães, 521 – 10º andar, Belvedere, Belo Horizonte (MG)

(31) 3236-2700 e 98611-2118 | https:/www./somattos.com.br/


redacao@mgturismo.com.br

Agência de Notícias do Turismo, noticiário de MG, do Brasil e exterior em tempo real. O mais tradicional jornal especializado em turismo de Minas Gerais, com circulação ininterrupta desde 1985.

Avalie esta notícia:
0 Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.

Leia a Edição

Edições Anteriores

Confira os destaques

Nenhuma matéria foi encontrada.

×