Terça Feira, 22 de outubro de 2019

Home / DESTAQUES  / Circuito Gastronômico da Pampulha comemora sua 10ª edição em 2019

Circuito Gastronômico da Pampulha comemora sua 10ª edição em 2019

Este ano, o público tem a oportunidade de experimentar deliciosos pratos inspirados na Serra da Mantiqueira

É para comemorar! O Circuito Gastronômico da Pampulha (CGP) completa 10 anos de vida e promete uma edição ainda mais suculenta e com muitas atrações para o público aproveitar ao máximo. Em 2019, o projeto será mais abrangente, com várias ações de fomento à gastronomia e cultura do estado. O tema escolhido para a edição comemorativa de 10 anos foi a Serra da Mantiqueira, que serviu de inspiração para os chefs dos 16 restaurantes participantes criarem seus pratos especiais e inéditos, disponíveis até o dia 11 de outubro.

Nesses 10 anos, o CGP mostrou na gastronomia toda a riqueza de Minas Gerais e colecionou grandes números. Foram mais de 160 mil participantes, 800 publicações na imprensa, mais de 90 mil pratos consumidos e mais de cinco milhões de reais movimentados. Felipe Risola, gestor do evento, fala dessa conquista: “Fazemos um trabalho com muita dedicação, para que toda a riqueza da gastronomia mineira, por meio do conhecimento e dos pratos elaborados pelos chefs do Circuito, possa chegar ao público e agregar ao calendário cultural de Belo Horizonte”.

Como é de costume e expectativa de todos, os pratos são inéditos e criados especialmente para o Circuito, inspirados na Serra da Mantiqueira. Para isso, entre os dias 23 e 26 de junho, foi realizada uma expedição gastronômica por diversas cidades da região, para que os chefs pudessem conhecer e garimpar ingredientes para suas criações especiais. Marcelo Haddad, proprietário do Paladino e gestor do Circuito, coloca a importância desse posicionamento do Circuito: “Nós estamos buscando, cada vez mais, desenvolver os pratos pensando na experiência do cliente, mais sustentáveis e conceituais. É pensar a receita, usar ingredientes regionais, e o tema da Mantiqueira abriu um leque enorme de sabores para o Circuito nesse ano”.

São 16 restaurantes participantes com receitas exclusivas: Amadís, Anella Ristorante, Casa do Chef, Dal Grano, Degraus Espaço Gastroculinário, Do Peixe, La Palma, Maria das Tranças, Mineiros Beer, Mister Art Empório Cervejeiro, Paladino, Soul Jazz Burguer, SushiNoto, Tudo na Brasa, Único Pampulha e Xapuri.

Na edição comemorativa, o Circuito traz novidades para o público com um formato diferente. Os pratos serão servidos individualmente com preços mais acessíveis, não tendo necessidade de cupons ou de se ter um acompanhante. Outra ótima novidade é a distribuição de um brinde exclusivo criado pela Greco Design. A cada três restaurantes visitados, a pessoa carimba o seu guia disponível nas casas e ganha o jogo com três porta-copos.“O Circuito Gastrônomico acontece em uma região privilegiada, que recebeu em 2016 o título de Patrimônio Mundial da Humanidade pela UNESCO. Ao convidarmos o Gustavo Greco, damos início à coleção Objetos da Pampulha, que contará com peças com criações inspiradas nesse fabuloso conjunto arquitetônico, que tão bem representa a capital mineira”, afirma Flávia Botelho, gestora do Circuito.

E tem mais! Em várias casas, há a harmonização do prato com as cervejas especiais da Eisenbahn, cortesia na primeira unidade para o cliente ao pedir o prato do CGP. Heitor Silva, embaixador da marca, aceitou o desafio de traduzir os sabores da Mantiqueira, identificando qual dos 12 rótulos melhor acompanha cada receita do Circuito.

“A ideia é buscar abrilhantar os ingredientes e preparos dos chefs em cada prato participante do Circuito com os diferentes estilos de nossas cervejas. Eu, como embaixador Eisenbahn, fico muito feliz em poder assinar essas harmonizações e realizar ações durante o evento”, comenta Heitor. Basta consultar no site www.circuitogastropampulha.com.br quais restaurantes do CGP estão participando da promoção. E a votação para o melhor prato se mantém e pode ser feita no mesmo site.

Participe do Circuito Gastronômico da Pampulha e aproveite para conhecer o entorno privilegiado. A igreja de São Francisco de Assis, conhecida como Igrejinha da Pampulha, o Cassino que funciona como Museu de Arte da Pampulha, a Casa do Baile, que atualmente é o Centro de Referência em Urbanismo, Arquitetura e Design de Belo Horizonte e o Iate Tênis Clube são marcos da cidade, construídos na gestão de Juscelino Kubitschek na prefeitura de BH entre 1942 e 1943.

Seleção dos restaurantes

Amadís
Nome do prato:
 Sol de Amantikir
Descrição: costela de boi ao tempero de rub, guarnecida com nhoque de três queijos da serra ao creme de palmito e pétalas de cebola regadas ao molho de mirtilo com morango e vinho
Valor: R$ 54
Ingredientes da Mantiqueira: queijo, mirtilo, morango, café, vinho
Relação do prato com o tema da edição: conta uma lenda que o sol se apaixonou por uma formosa índia. A lua sentindo que perdera seu amor para uma mulher, foi contar a Tupã, que com indignação mandou que se levantasse a mais alta montanha. Ali ficaria confinada a bela índia, fora do alcance do sol. Desde então, a índia chora dias e noites com saudade do sol e suas lágrimas enchem os veios da montanha, transbordando e formando rios, cachoeiras e nascentes. Assim surgiu o nome Amantikir ou Mantiqueira, que quer dizer “Serra que Chora”. No prato, o sol é representado pelo nhoque de três queijos da Serra e a costela de boi retrata a imponente montanha que chora. As pétalas de cebola simbolizam as águas (rios, cachoeiras e nascentes), tão presentes nessa região.
Chef responsável: Fabrício Marcelino

Anella Ristorante
Nome do prato: 
Mares de Minas
Descrição: ravióli de queijo da Mantiqueira ao molho de cogumelos da serra
Valor: R$ 59
Ingredientes da Mantiqueira: queijo da Mantiqueira e cogumelo da serra
Relação do prato com o tema da edição: valorizando a região da Mantiqueira, o Anella usou ingredientes característicos para lembrar e celebrar esta maravilha. Mares de Minas foi o nome escolhido, onde as montanhas são as ondas rodeadas pelo belo mar verde.
Chef responsável: Paolo Peluso

Casa do Chef
Nome do prato: 
Moqueca da Mantiqueira
Descrição: moqueca composta por lombo de tilápia ao estilo do chef, pinhão, banana da terra, queijo da Mantiqueira, urucum, azeite doce, acompanhada de arroz com queijo minas e farofa vermelha de hibisco
Valor: R$ 66 (prato para duas pessoas)
Ingredientes da Mantiqueira: pinhão, azeite, queijo e hibisco
Relação do prato com o tema da edição: O Sul de Minas é caracterizado pelo clima gelado, portanto, saborear um prato que eleva a temperatura do corpo e ao mesmo tempo expressa no paladar uma grande porção do que tem na região da Mantiqueira, é a proposta do chef Ozeas Gonzaga ao explorar o que viu de melhor nas fazendas, restaurantes e povoados visitados na expedição realizada na Serra da Mantiqueira. Destaque para uma deliciosa farofa vermelha, isso mesmo, onde o hibisco é o ingrediente da vez.
Chef responsável: Ozeas Gonzaga

Dal Grano
Nome do prato: 
Tornedor Core Di Palma!
Descrição: parpadelli de pupunha com cogumelos frescos, acompanhado de filé ao molho de vinho e queijo canastra, finalizado com funghi porcini e amêndoas laminadas
Valor: R$ 45
Ingredientes da Mantiqueira: queijo Canastra, vinho e amêndoas
Relação do prato com o tema da edição: Do coração da Itália para a travessia da Mantiqueira, o prato foi inspirado pela harmonia de sabores e ingredientes tradicionais das duas regiões – queijo e vinho, pupunha e cachaça, carnes e temperos – Tornedor Core Di Palma!
Chef responsável: Alessandro Costa

Degraus Espaço Gastroculinário
Nome do prato: 
Mantiqueira – Sabor nas Alturas
Descrição: carré de vitelo suíno grelhado, com batata gratinada e queijo D’ Alagoa, em cama de mostarda na manteiga e couli de amora picante
Valor: R$ 39,90
Ingredientes da Mantiqueira: queijo D’ Alagoa, manteiga e amora
Relação do prato com o tema da edição: A Mantiqueira abriga grande parte das montanhas mais altas do Brasil e desafia até os aventureiros mais experientes. Por outro lado, a riqueza daquelas terras é um “prato cheio” para a imaginação dos chefs. É dessa dualidade que nasce o prato: alinhando o ensejo de desbravar à diversidade da gastronomia, com foco na amora (fruta abundante na região) e no queijo local. Uma homenagem à altura dos que ousam trilhar novos caminhos e sabores.
Chef responsável: Eduardo Queiroz

Do Peixe Restaurante
Nome do prato: 
Truta Catarina
Descrição: truta ao molho de castanhas, guarnecida com purê de aipim e pinhão da Mantiqueira, acompanhado de salada de couve e arroz branco
Valor: R$ 89,90 (prato para duas pessoas)
Ingredientes da Mantiqueira: truta, aipim e pinhão
Relação do prato com o tema da edição: A união da memória afetiva, entre a culinária catarinense trazida pelos proprietários do Do Peixe Restaurante e o desafio aflorado na expedição, para a criação de um prato com insumos da Mantiqueira, levou a estabelecer uma conexão entre as regiões e os sentimentos, resultando na escolha dos ingredientes – a Truta e o Pinhão.
Chefs responsáveis: Rubia Rodrigues e Ricardo Vieira

La Palma
Nome do prato: 
Berço das Águas
Descrição: truta grelhada com farofa de biju, ao molho de uva com cachaça, acompanhada de nhoque de taioba e champignon
Valor: R$ 52
Ingredientes da Mantiqueira: biju, cachaça, uva e truta
Relação do prato com o tema da edição: O prato escolhido é uma homenagem às águas da Mantiqueira e aos inúmeros rios existentes na região, que é por isso conhecida como “abrigo das nascentes”. Por isso escolhemos a truta, um dos peixes mais presentes na região.
Chef responsável: Naiara Faria

Maria das Tranças
Nome do prato: 
Frango com Fubá Branco
Descrição: frango ensopado no fubá branco cremoso, acompanhado de arroz com alho frito e cheiro verde, servido com farofa agridoce de maçã com azeite de oliva e castanhas do Pará
Valor: R$ 67 (prato para duas pessoas)
Ingredientes da Mantiqueira: fubá branco e azeite de oliva
Relação do prato com o tema da edição: Fubá de cor branca e sabor delicado, feito em moinho d’água, que remete ao aroma histórico do Sertão da Mantiqueira.
Cozinheiro responsável: Perboar Rodrigues de Castro Neto

Mineiros Beer
Nome do prato: 
Jabutiporco da Serra
Descrição: costelinha suína, coberta com geleia de jabuticaba da Mantiqueira, com crocante de abobrinha
Valor: R$ 49,90 (prato para duas pessoas)
Ingredientes da Mantiqueira: costelinha da região da Serra da Mantiqueira e geleia de jabuticaba
Relação do prato com o tema da edição: A tradicional e celebrada comida mineira fundamenta a identidade cultural e histórica dos tropeiros na Serra da Mantiqueira, com suas iguarias e originalidade. Pratos criados a partir do contexto rural, baseados em combinações marcantes e únicas. Sabores que desafiam a imaginação e remetemo paladar às mais deliciosas experiências que só Minas pode oferecer!
Chef responsável: Catarina Oliveira

Mister Art
Nome do prato: 
Ouriço da Mantiqueira
Descrição: barcas de jiló recheadas com carne de porco da Serra da Mantiqueira, empanados na farofa crocante de torresmo e regadas com molho de mostarda e mel da Mantiqueira
Valor: R$ 32 (pratos para duas pessoas)
Ingredientes da Mantiqueira: mel e carne de porco da Mantiqueira
Relação do prato com o tema da edição: Um petisco que resgata a tradição dos típicos ingredientes mineiros e as particularidades da região da Serra da Mantiqueira. Utiliza-se o tradicional jiló, carne de porco e farofa de torresmo, além de especiarias encontradas na região, como a mostarda e o mel.
Chef responsável: Renato Lobato

Paladino
Nome do prato: 
Brochete da Mantiqueira
Descrição: brochete de fraldinha Angus, redução de cáscara (casca do café), gratinado de legumes com o queijo Casamenteiro e farofa de banana
Valor: R$ 68 (pratos para duas pessoas)
Ingredientes da Mantiqueira: queijo Casamenteiro do Laticínios Cruzília e cáscara de Santa Rita do Sapucaí
Relação do prato com o tema da edição: Um prato criado em cima da vivência na expedição à Serra da Mantiqueira. Um clássico, dos grandes hotéis de Caxambu e São Lourenço, repaginado com ingredientes incríveis de produtores locais atuais. A cáscara, de Santa Rita de Sapucaí e o queijo Casamenteiro, de Cruzília, dão o tom e fazem da receita única.
Chef responsável: Marcelo Haddad

Soul Jazz Burger
Nome do prato: 
Balaio
Descrição: pão de cerveja com café recheado com carne de lata de costelinha suína, pesto de pinhão e basílico, tomate italiano defumado, manteiga de alho assado e queijo de Medeiros maturado maçaricado. Acompanha porção de fritas
Valor: R$ 32
Ingredientes da Mantiqueira: queijo Canastra de Medeiros com 45 dias de cura, cerveja, café, carne de lata, pinhão e azeite
Relação do prato com o tema da edição:Balaio é a junção de elementos fortes da Mantiqueira em um sanduíche que preserva sabores únicos e te carregam ao interior. Os ingredientes podem ser distinguidos em cada mordida e, no final, o gostinho de café fica na boca, como aquele da boa prosa em mesa farta.
Chef responsável: Ribert Adami

SushiNoto
Nome do prato: 
Fonte da Vida
Descrição: ceviche de salmão, temaki assado, recheado com shimeji na manteiga, cream cheese e alho poró. Gratinado de truta, sobre berço de batatas, pimentões e queijo parmesão. Batata empanada com queijo parmesão, torresminho de salmão skin e licor de café. Gunkan de salmão ao molho de pêra. Chá de hibisco com pasta flora de marmelo.
Valor: R$ 49
Ingredientes da Mantiqueira: truta, licor de café, shimeji, marmelo, hibisco, pêra e uva
Relação do prato com o tema da edição: O prato representa o “Paraíso das Águas”. A Serra da Mantiqueira, com suas águas terapêuticas, é fonte de vida, de felicidade, de alegria, de prazer…
Chef responsável:Ingrid Noto

Tudo na Brasa
Nome do prato: 
Tornedor da Mantiqueira
Descrição: tornedor com mix de cogumelos, arroz de montanha, banana assada, gergelim e aroma de alfazema
Valor: R$ 37,50
Ingredientes da Mantiqueira: banana, pinhão, alfazema e azeite
Relação do prato com o tema da edição:O prato traz à tona ingredientes presentes na Serra, que são utilizados pelos habitantes locais, como o shitake, encontrado no Refúgio do Shitake; o arroz de montanha que lembra as serras e contém castanhas da região; e o aroma de alfazema, um tipo de lavanda presente no Lavandário, um dos principais charmes da Mantiqueira.
Chef responsável: Luiz Ney

Único Pampulha
Nome do prato:
Um Brinde à Serra que Chora
Descrição: costelinha suína confitada com redução de barbecue de café, quenelles de mandioca cremosa empanada no queijo parmesão montanhês Capa Preta, acompanhada de risoto de castanhas com cubos de queijo D’Alagoa e couve rasgada. Acompanha drink da Mantiqueira.
Valor: R$ 45
Ingredientes da Mantiqueira: queijo parmesão Capa Preta, de Cruzília, mandioca, Queijo D’Alagoa, azeite, pinhão, café, água gasosa de São Lourenço e frutas vermelhas da região
Relação do prato com o tema da edição:Um brinde aos pequenos, porém grandiosos produtores da Mantiqueira e seus municípios, que trabalham e resistem em sua tradição, levando produtos regionais, seus aromas e sabores para o Brasil e o mundo e trazendo o mundo para dentro de Minas.
Chef responsável: DavidGarandy

Xapuri
Nome do prato: 
Polpetone do Matutu
Descrição: polpetone de blend de carnes de dianteiro bovino e suíno, recheados com queijos da Mantiqueira cozidos no molho ao sugo, acompanhado por arroz cremoso de limão e requeijão e abóbora pescoço glaceada.
Valor: R$ 49,90
Ingredientes da Mantiqueira: queijos da Mantiqueira
Relação do prato com o tema da edição:Inspirado em um almoço no Vale do Matutu, realizado durante a expedição, onde foram servidas almôndegas com abóbora pescoço e outros ingredientes da Mantiqueira.
Chef responsável: Flávio Trombino

Circuito Gastronômico da Pampulha 2019
Informações completas: 
https://www.circuitogastropampulha.com.br/

redacao@mgturismo.com.br

Agência de Notícias do Turismo, noticiário de MG, do Brasil e exterior em tempo real. O mais tradicional jornal especializado em turismo de Minas Gerais, com circulação ininterrupta desde 1985.

Avalie esta notícia:
0 Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.

Leia a Edição

Edições Anteriores

Confira os destaques

Nenhuma matéria foi encontrada.

×