Segunda Feira, 24 de fevereiro de 2020

Home / DESTAQUES AGÊNCIA DE NOTÍCIAS  / Portfólio elaborado pela Secult reúne boas práticas no Turismo em Minas Gerais

Portfólio elaborado pela Secult reúne boas práticas no Turismo em Minas Gerais

Iniciativas de diferentes municípios ilustram ações para o desenvolvimento da atividade turística no estado

Contribuir para o fortalecimento do turismo em Minas Gerais por meio da difusão de boas práticas e projetos inovadores aplicados em municípios do estado. Este é o intuito do portfólio “Boas Práticas no Turismo em Minas Gerais 2019”, produzido pela Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Secult). Fruto de uma compilação de dados coletados a partir do Censo do Turismo Mineiro, pesquisa aplicada simultaneamente à atualização do Mapa do Turismo Brasileiro em meados de 2019, o documento reúne ações e práticas turísticas com características diversas e que têm estimulado a cadeia turística em vários municípios e regiões do estado. A validação das atividades ficou a cargo das Câmaras Temáticas do Conselho Estadual do Turismo.

O documento reúne algumas das boas práticas relativas a gestão, empreendedorismo e serviços que estão transformando a cadeira do turismo no estado. O portfólio traz exemplos de ações inovadoras, como a implementação de novas técnicas, metodologias e atividades, além de reforçar as ações que já são realizadas pelos municípios, considerando sempre o potencial turístico de cada região. Ao todo, são 36 iniciativas municipais e quatro exemplos de sucesso baseados no programa Minas Recebe, coordenado pela Secult.

De acordo com a Superintendente de Políticas do Turismo da Secult, Flávia Ribeiro, o portfólio “Boas Práticas no Turismo em Minas Gerais” é uma importante ferramenta para os municípios, já que reúne exemplos concretos de como o turismo no estado tem se tornado cada vez mais sólido. “O portfólio difunde a qualidade das atividades turísticas no estado. Ele não é um guia e nem um manual. É um compilado de como a profissionalização do turismo nos ajuda a colher bons resultados”, destaca Fernanda.

A superintendente também enfatiza que a diversidade de atividades presentes no portfólio é reflexo da variedade turística que o próprio estado oferta. “Todas as ações presentes no documento demonstram a potência turística de Minas Gerais, as mais variadas formas de se incrementar o turismo no estado e, principalmente, como elas foram desenvolvidas ou aprimoradas pelos municípios considerando características importantes, como a vocação da cidade, a tradição do evento ou a necessidade de se investir em alguma atividade que ampliasse a oferta turística”, pontua Flávia.

Profissionalização

Com textos produzidos com apoio dos articuladores turísticos dos municípios, o portfólio descreve eventos, melhorias em infraestrutura, promoção e apoio à comercialização, e mais uma série de ações que demonstram a versatilidade e a constante profissionalização turística nas Instâncias de Governança Regional (IGRs) do estado. Um dos exemplos vem de Araxá (IGR Alta Mogiana). A tradicional Feira Artesanal Semente Criativa passou a fomentar ainda mais o turismo e a cultura na cidade após a qualificação profissional de seus organizadores, com a criação de uma comissão formada pelos próprios artesãos.

Políticas públicas para o Turismo também são exemplo das boas práticas. Em Santana do Riacho (IGR Serra do Cipó), na região Central, a prefeitura da cidade publicou um edital com temática cultural, esportiva, gastronômica e técnica direcionado a agentes culturais e turísticos. A proposta é aumentar o fluxo de turistas na cidade, além de incentivar a realização de eventos em períodos de baixa temporada.

Em Cambuí (IGR Serras Verdes do Sul de Minas), uma boa prática desenvolvida pelo município do Sul de Minas é o Selo de Qualidade Turística, que tem a proposta de qualificar os estabelecimentos do trade turístico e fazer com que eles cumpram regras de qualidade estabelecidas pelo Conselho Municipal de Turismo da cidade. Essa iniciativa é uma forma de trabalhar a excelência dos serviços prestados pelos estabelecimentos do local.

Evidenciando a importância de se trabalhar o turismo de forma ampla, o portfólio também reúne ações técnicas e pontuais, mas que fazem toda a diferença para o desenvolvimento de uma forte cadeira turística. É o caso de Maria da Fé (IGR Caminhos da Mantiqueira), que está investindo em um sistema de sinalização. Com a implantação de placas indicativas de atrações turísticas na cidade, a partir de uma ação público-privada, a proposta é facilitar o acesso e, com isso, aumentar consideravelmente o fluxo de visitantes. Acesse o portfólio AQUI.

redacao@mgturismo.com.br

Agência de Notícias do Turismo, noticiário de MG, do Brasil e exterior em tempo real. O mais tradicional jornal especializado em turismo de Minas Gerais, com circulação ininterrupta desde 1985.

Avalie esta notícia:
0 Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.

Leia a Edição

Edições Anteriores

Confira os destaques

Nenhuma matéria foi encontrada.

×