Segunda Feira, 24 de fevereiro de 2020

Home / DESTAQUES AGÊNCIA DE NOTÍCIAS  / Jogos Olímpicos 2020: como começar a se preparar para curtir os jogos

Jogos Olímpicos 2020: como começar a se preparar para curtir os jogos

Saiba como organizar os preparativos para curtir os jogos olímpicos de 2020 em Tóquio.

A cada quatro anos os amantes de esportes têm um encontro marcado com as Jogos Olímpicos. Para quem curte, é um grande espetáculo, no qual é possível conhecer um país e curtir várias modalidades de perto de uma vez só. Em 2020, a competição que reúne atletas de todas as nacionalidades e das mais diversas modalidades será em Tóquio, no Japão.

Muitas pessoas já iniciaram os preparativos logo que o local foi divulgado, mas ainda dá tempo de programar tudo para curtir os jogos do outro lado do mundo. Nessa hora as dúvidas aparecem: qual o limite de malas, é necessário declarar dólar[ , quanto tempo de viagem, como comprar ingressos e muitas outras.

Garanta sua passagem

Os  jogos olímpicos ocorrem a cada quatro anos sempre no mês de julho. São dias de muito esporte, nos quais os melhores atletas do mundo se reúnem para superar suas marcas pessoais e quebrar recordes. Até julho ainda dá tempo de se programar para curtir os jogos da melhor forma possível.

Do dia 24 de julho a 9 de agosto Tóquio ficará completamente tomada por turistas do mundo todo, correndo de um lado para o outro atrás dos locais de prova ou comemorando resultados. Se você sonha em ser uma dessas pessoas é melhor garantir logo a sua passagem.

Fora da alta temporada uma passagem aérea Brasil-Japão não costuma ser das mais baratas e a média de preço fica em torno de 5 mil reais. Após o anúncio que Tóquio seria a sede dos jogos olímpicos de 2020 o aumento no preço da passagem já era esperado. Por isso, é bom se planejar e comprar logo a sua.

Se prepare para as horas de vôo

Além do preço, outro aspecto importante a observar na passagem é o tempo de duração da viagem. Hoje em dia não existem vôos diretos do Brasil até o Japão, sendo necessário fazer praticamente uma volta ao mundo para chegar lá. Por isso, é muito comum que as viagens durem mais de 24 horas.

Normalmente a viagem ocorre com duas escalas e possui duração total entre 29 e 32 horas. Entretanto, é importante lembrar que isso é apenas uma média, podendo ser modificada de acordo com o custo da passagem e com companhia aérea, além de outros fatores que influenciam diretamente na duração total da viagem.

Por isso, vale a pena se preparar fisicamente e psicologicamente para enfrentar tanto tempo dentro de aeronaves e em aeroportos mundo afora. Não se esqueça: a volta também é assim! Serão gastos provavelmente 2 dias de viagem para ida e para a volta, por isso mantenha essa informação em mente na hora de marcar as datas!

Preste atenção no dinheiro

Outro fator que deve receber total atenção é a escolha de qual moeda você irá levar para Tóquio. Os japoneses utilizam a moeda local, o iene, mais desvalorizado que o real. A cotação normalmente é de R$ 1 para 27 ienes. Apesar de ser uma boa notícia que a moeda brasileira seja forte por lá é necessário observar o custo de vida.

Por não ser uma moeda tão popular como dólar e euro aqui no Brasil, muitas pessoas sofrem na hora do câmbio. Em muitas casas é preciso solicitar o iene com antecedência e isso pode atrasar a viagem. A estratégia mais comum é a de levar dólar na carteira e trocar por ienes no Japão.

Normalmente, esse tipo de conversão é bem vantajosa para o viajante, que consegue escolher a melhor cotação logo no país de destino. Mas não se esqueça: evite fazer o câmbio de moedas dentro do aeroporto, esse é o local onde a cotação é mais alta.

Faça sua programação de jogos

Em qualquer viagem é sempre indicado que se faça uma programação básica por um simples motivo: não esquecer de visitar algum lugar importante. Quando não programamos é comum deixar de lado alguma coisa. Por isso, se programar é essencial.

Reúna seus ingressos e veja como será feito o translado de uma arena para outra, quais as melhores rotas do hotel até os locais dos jogos e quais atrações da cidade você gostaria de visitar quando não for assistir nada das olimpíadas. Assim você garante que não irá perder nada.

Programar uma viagem é algo trabalhoso, ainda mais uma voltada especificamente para assistir uma olimpíada. Apesar de demandar tempo e disposição, no final a recompensa vem e o risco de ter problemas na hora é muito menor. Por isso, use esses meses até a viagem para dar o toque final na sua programação.


Link está quebrado.

redacao@mgturismo.com.br

Agência de Notícias do Turismo, noticiário de MG, do Brasil e exterior em tempo real. O mais tradicional jornal especializado em turismo de Minas Gerais, com circulação ininterrupta desde 1985.

Avalie esta notícia:
0 Comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.

Leia a Edição

Edições Anteriores

Confira os destaques

Nenhuma matéria foi encontrada.

×