Sem categoria

Enoglobalização: 10 destinos para aproveitar a rota do vinho

*Por Daniely de Oliveira, gerente de comunicação do ViajaNet, agência de viagens on-line 

Branco, tinto, rosé ou espumante; cabernet sauvignon, tannat, moscato ou chardonnay. Esses são alguns tipos de vinhos e uvas. Em 2021, o Ideal Consulting estima que foram comercializados 489,4 milhões de litros no país. Ou seja, o Brasil não é só o país da cerveja, o vinho vem ganhando espaço nas taças dos consumidores.  

Pensando nisso, separei 10 destinos para fazer a rota do vinho no Brasil e exterior: 

1.       São Roque (SP): a menos de 70 quilômetros da capital paulista, São Roque abriga uma vasta opção de adegas e vinícolas pelas três estradas da cidade. A “estrada do vinho” conta com diversos restaurantes e vinícolas, onde é possível colher uvas e provar dos vinhos recém-fabricados, além de fazer roteiros de degustação; 

2.       Serra Gaúcha: o Vale dos Vinhedos fica há 130 quilômetros de distância de Porto Alegre e é distribuído entre as cidades de Bento Gonçalves, Monte Belo do Sul e Garibaldi, que se destaca também pelo contexto cultural, em homenagem ao herói farroupilho, e pela alta gastronomia com forte influência italiana; 

3.       Chile: próximo a Santiago, as regiões de Valparaíso e Viña del Mar são excelentes opções para conhecer os arredores, aproveitar a boa gastronomia e paisagens, além de visitar as plantações de uvas e degustar diversas opções da fruta; 

4.       Mendonza: no interior da Argentina, a cidade é certeira para aprender e provar os melhores vinhos da região. Cercada pela Cordilheira dos Andes, o cenário é paradisíaco, com um tour com história e diversas curiosidades; 

5.       Rio Douro: nossos “primos” portugueses são tradicionais produtores da bebida. Com cidades com ar medieval, a região é encantadora e oferece um enoturismo inesquecível às margens do belíssimo Rio Douro; 

6.       La Rioja: a região mais famosa na produção de vinhos espanhóis é roteiro obrigatório para quem vai ao país em busca de conhecer bons vinhos, aliada à boa hospitalidade de gastronomia; 

7.       Toscana: mesmo que você não seja apreciador, essa região da Itália é parada obrigatória. Com paisagens bucólicas, o lugar possui incontáveis vinícolas que te transportam para os séculos passados sem que perceba. E nem estou falando da gastronomia inigualável do lugar; 

8.       Bourdeaux: a região francesa não poderia faltar. Os viajantes podem provar de vinhos recém-saídos das barricas, unindo à experiência da tradicional culinária local, além de visitar os museus e obras de arte; 

9.       Califórnia: não é só praias e glamour hollywoodiano que se encontra na Califórnia. Os apreciadores de vinho podem conhecer diversas vinícolas na região, que é responsável por 80% da produção de vinhos do país; 

10.   África do Sul: os vinhos sul-africanos estão se destacando no paladar dos apreciadores, e cidades como Stellenbosch se sobressai pelo enoturismo e seus vastos vinhedos. 

Nos quatro cantos do país você pode degustar e vivenciar a experiência de caminhar pelas parreiras, participar da colheita e da vindima, conhecer os processos de fabricação e degustar vinhos recém-saídos dos barris. Basta escolher o local e saúde!