Notícias da Amazônia

2021 de esperanças

No momento em que a mídia nacional destaca que “Turismo já perdeu R$ 245,5 bi” (fonte AE) o Pará (Estado que se mantém há algum tempo em estabilidade nas pesquisas feitas sobre o avanço da pandemia da Covid 19) se prepara em alguns municípios polos turísticos, para realizar atividades que venham amenizar a drástica queda de receita verificada no setor desde a metade do ano que ora chega ao seu final.

Enquanto isso, a corrida mundial por uma esperada vacina (que representa a grande esperança global para combater esta letal doença) dá um alento a empresários que deixaram de trabalhar e, por essa razão, muitos foram obrigados a sair do mercado, inclusive fechando suas empresas. No segmento de eventos, o mais prejudicado em decorrência das medidas restritivas impostas pelos governos estadual e municipal na tentativa de conter a propagação do vírus, empresários que ainda se debatem para evitar a falência afirmam que o ano que se aproxima poderá ser “a salvação da lavoura”.

Naturalmente que, em vista da exiguidade do tempo, eventos como os “réveillons” e as confraternizações com mega shows, que naturalmente ocorriam em municípios como Santarém, Marabá, Parauapebas, Salinópolis, entre outros, não acontecerão. Entretanto, a criatividade do empresariado amazônida está a todo vapor e espaços como hotéis fazendas e até mesmo grande parte da rede hoteleira destes municípios oferecem atividades alternativas dentro do mais rigoroso controle de segurança para seus hóspedes, em áreas abertas e sem que ocorram as perigosas reuniões de muita gente.

Por outro lado, a Associação Brasileira de Jornalistas em Turismo, seccional Pará, que tem à frente a jornalista Christina Hayne, aliada às autoridades que desencadearam amplas campanhas de conscientização da população para que observem os cuidados básicos (como uso de máscaras, do álcool em gel e, principalmente, evitem aglomerações) tem feito eco, pelos quatro cantos do Estado e, também, da região para que possamos transformar o ano de 2021 que se aproxima em um período verdadeiramente cheio de ações efetivamente positivas (como a vacinação em larga escala) e, como sempre é repetido ao longo de muito tempo, repleto de saúde, paz e realizações. Um contraponto ao fatídico 2020, um ano que deve ser esquecido. Feliz Natal e Próspero Ano Novo aos leitores do JORNAL MG TURISMO.

N.A. De volta às atividades normais após receber alta no Hospital Porto Dias da letal Covid 19, agradeço de coração a todas as manifestações de apoio, vibrações positivas, orações e votos de pronto restabelecimento, a mim dirigidas de todo o país. Gratidão eterna.

Passeio de búfalo em hotéis fazendas