Destaques

A minha mãe é uma comédia!

Do Beco ao Palco – Nascido na Cabana do Pai Tomás (favela em BH), Beto Sorolli volta ao palco do Grande Teatro do Palácio das Artes, para Única Apresentação na Campanha de Popularização do Teatro e Dança!

Garantia de Boas Gargalhadas e Grandes Emoções!

Sinopse

Uma comédia que vale por três!

Mãe é tudo igual… Mãe só tem uma…. Não! Acho que Mãe pega muito no pé e exagera na sinceridade! Ou melhor, Mãe faz tudo para ver os filhos felizes, até aquela palmadinha, aquele beliscão, aquela surra de mangueira… É, Ser Mãe é padecer no paraíso…

Comédia com um humor leve, divertido e emocionante. Vai te fazer rir e chorar, com histórias que parecem ter sido inspiradas em sua própria vida!

Crítica e público elogiam as personagens e habilidades de transformação do ator Beto Sorolli.

Sinopse

Uma comédia que vale por três!

Mãe é tudo igual… Mãe só tem uma…. Não! Acho que Mãe pega muito no pé e exagera na sinceridade! Ou melhor, Mãe faz tudo para ver os filhos felizes, até aquela palmadinha, aquele beliscão, aquela surra de mangueira… É, Ser Mãe é padecer no paraíso…

Comédia com um humor leve, divertido e emocionante. Vai te fazer rir e chorar, com histórias que parecem ter sido inspiradas em sua própria vida!

Crítica e público elogiam as personagens e habilidades de transformação do ator Beto Sorolli.

 “Lindo espetáculo! A composição das personagens é perfeita, o timing é perfeito. Queria ver de novo! Voltei a pé para casa, cantando de feliz. ”

(Carlos Nunes, Ator e Diretor de teatro)

“Essa peça maravilhosa, com esse ator genial, que é o Beto Sorolli. O Beto é um gênio da comédia, canta divinamente bem!”
(Maurício Canguçu, Ator e Diretor de teatro, Coordenador da FUNARTE-MG)

 Considero Beto Sorolli um dos maiores talentos em atividade nas artes cênicas de Minas. Nada menos que um ator, cantor e humorista admirável! Um artista sempre super respeitável em tudo o que faz!” 

(Miguel Anunciação, Crítico de Teatro.)

“Personagem ótima!
Excelente caracterização!”
(Fernando Caruso,
Ator, Diretor e Roteirista)

“O Sesc em Minas, em suas ações culturais, busca sempre privilegiar espetáculos que proporcionem, sim, entretenimento de excelência, mas sobretudo que ofereçam conteúdos de qualidade artística destacada, e que em suas temáticas, linguagens e narrativas não exponham determinados segmentos de forma constrangedora ou desabonadora. (…)

O humor é um campo poderoso para que possamos, todos, processar nossos modos de ver o mundo, e mesmo de questionar situações e ideias por vezes solidificadas no nosso comportamento cotidiano. E foi o que percebi ao acompanhar e assistir à peça “A minha mãe é uma comédia”. Todo o talento do Beto na construção de seus personagens e na condução do texto, cria um espetáculo bastante popular, de rápida identificação com o público, e que, ao mesmo tempo, nunca apela para soluções fáceis e negativamente estereotipadas. Por tudo isso, parabenizo-os, e desejo ainda mais sucesso.”
(Frederico José Vieira de Sousa,
Analista Técnico Social – SESC MG)

Concepção

“A minha Mãe é uma Comédia!”, é um solo escrito e atuado por Beto Sorolli, e dirigido por Mauricio Canguçu.

Em sua concepção, Beto Sorolli, traz toda sua experiência de observador e admirador das mulheres. Coloca no palco sua própria história, e retrata as várias Mulheres de sua vida, que o acompanham desde sempre, cada uma com sua peculiaridade, e que numa junção muito bem-humorada e construída, resultam em uma impecável interpretação de voz, gestos, corpo, trejeitos e expressões, que chegam até a confundir o espectador quanto à sua “real identidade”.

SERVIÇO

Espetáculo: A minha Mãe é Uma Comédia!

Gênero: Comédia      Duração: 80 minutos Classificação: Livre – para toda a família

Data: 30 de janeiro, quinta-feira, às 21h

Local: Grande Teatro Palácio das Artes (Av. Afonso Pena, 1537 – Centro – Belo Horizonte)

Ingressos Promocionais Antecipados: R$20,00 – preço único antecipado no site www.vaaoteatromg.com.br/detalhe-peca/belo-horizonte/a-minha-mae-e-uma-comedia

APP: Vá ao Teatro MG ou

Postos de Vendas Promocionais:

– Mercado das Flores (Av. Afonso Pena, 1055 – Centro BH)

– Shoppings: Pátio Savassi, Cidade, Estação BH, Oiapoque BH

Bilheteria do Teatro (no dia): R$44 inteira e R$22 meia

Informações: 9 9499-0213 (whatsapp) – Rômulo Oliveira, Produtor

Produção: Vinte9 Produções e Eventos

LINKS

Vídeo / teaser do espetáculo: https://youtu.be/s3rzWBpThWc

Fan Page: www.facebook.com/aminhamaeeumacomedia

YouTube: www.youtube.com/aminhamaeeumacomedia

Instagram: @minhamaeeumacomedia

YouTube Beto Sorolli: www.youtube.com/betosorolli

Beto Sorolli: Do beco ao palco!

(De onde vem o ator e autor?)

Nascido em uma comunidade apelidada de “Pracinha dos cachorros”, no bairro Vista Alegre, entre os bairros Cabana e Nova Cintra, Beto Sorolli cresceu literalmente ao lado de um cemitério. Sua casa era a última de um beco sem saída, um barracão encostado no muro do cemitério parque da colina, que por vezes servia de quintal onde ele brincava com seus colegas. Desde pequeno, Beto demonstrou interesse em música e teatro, mas na visão de todos à sua volta era uma fantasia que se concretizava apenas em apresentações na escola e na igreja. Um sonho muito distante de um menino de família humilde.

Beto cresceu e transformou seus sonhos em planos, se formou em teatro, música e dança, e já atuou em grandes musicais em SP, viajou o país com espetáculos de teatro, tendo ido até mesmo à Espanha com um grupo brasileiro, e já participou de programas de TV cantando e mostrando seus personagens.

Sorolli é reconhecido como professor de Belting (técnica de canto para musicais), que ele aprendeu com o Maestro Marconi Araújo (Maestro, Contratenor, Pianista e Diretor Musical de grandes produções ao lado de Cláudia Raia). E hoje, tem mais de 137 mil inscritos em seu canal no YouTube que fala sobre canto, além de milhares de seguidores em outras redes sociais.

Desde 2012 ele protagoniza o espetáculo de sua autoria: “A Minha Mãe é uma Comédia!”, dirigido e orientado por ninguém menos que Maurício Canguçu (um grande nome em produções teatrais em MG).

Mais sobre o Espetáculo:

Personagens

Catarina é gente como a gente!

Uma mulher que ao se ver traída e abandonada, separa-se do marido e faz de tudo para se virar e se realizar, como uma boa brasileira! Tudo dá errado, mas mesmo assim ela não desiste! Incentivada pela avó, acaba descobrindo seus talentos e segue atrás dos seus sonhos.

Catarina é uma mulher de meia idade, muito atrapalhada e desastrada. Traída, recém separada e com 4 filhos, se percebe sem um rumo na vida. É uma mulher de periferia, desastrada, ingênua, que cria neologismos a todo momento, e tenta ser feliz, independente das circunstâncias. Inteligente, analisa tudo o que acontece a sua volta e com muita criatividade, faz da sua vida um maravilhoso e divertido espetáculo!

Paricida é uma velhinha muito ativa. Avó de Catarina, que a criou.

Ela tem idade bem avançada, já passou por incontáveis cirurgias, toma vários tipos de medicamentos (uns para combater o efeito colateral dos outros), porém tem uma disposição de quem goza de perfeita saúde.

Muito antenada, surpreende por seu grande interesse por tecnologias e assuntos da moda.

É muito sábia, e usa todo seu conhecimento para ensinar todos à sua volta, como enfrentar os vários caminhos e desafios da vida.

Tem muito Amor e dedicação à sua família, e principalmente à sua neta Catarina.

É também conselheira amorosa e de assuntos aleatórios. Pode perguntar qualquer coisa! Vó Paricida responde!

Gilberto Rodrigues é uma personagem autobiográfica.

Baseada na própria história do autor do espetáculo, tem uma veia cômica extremamente acentuada, ao mesmo tempo que traz em seu texto uma bagagem emocional muito forte. Sua essência é mostrada nos detalhes da vida do autor e nas coisas que o levaram a criar as demais personagens e o espetáculo, incluindo a observação de seu cotidiano, de sua família e de seu trabalho.

Todas estas experiências somadas, proporcionam ao público momentos de muitas gargalhadas e emoção. A personagem é sutil, mas propõe um momento de reflexões relativas à vida do outro, aos conceitos e preconceitos que a sociedade nos impõe.

E por fim, relembra o valor dos laços familiares, arrancando lágrimas de felicidade do público e muitos aplausos.

Histórico do Espetáculo

“A minha Mãe é uma Comédia!”, é um espetáculo solo escrito e atuado por Beto Sorolli, e dirigido por Mauricio Canguçu.

O espetáculo teve sua estreia em 2012, ainda com o nome de “KKKK…KATARINA”, e, depois de uma nova roupagem, ganhou novo nome de “A Catarina é uma Comédia”. Em 2016, após novas experiências, e de muito ouvir sugestões e pedidos do próprio público, Beto Sorolli, resolve fazer novas mudanças no espetáculo, incluindo mais duas personagens, e enfim, passa a se chamar “A minha Mãe é uma Comédia!”.

Em sua história, a peça já foi apresentada em importantes palcos de Minas Gerais, como Grande Teatro do Palácio das Artes, Teatro Marília, Teatro Raul Belém Machado, Teatro Municipal de Sabará, FUNARTE-MG, Teatro da Assembleia MG, além de algumas cidades mineiras como Contagem, Caeté, Itaúna, Pedro Leopoldo, Pará de Minas e Santa Luzia.

Em 2020, o espetáculo participa pela 8ª vez, consecutiva, da Campanha de Popularização do Teatro e Dança, de BH.

O Ator e Autor

BETO SOROLLI é ator, comediante, cantor, compositor, arranjador e professor de canto especializado em Teatro Musical, sendo considerado um dos melhores profissionais em atuação em Belo Horizonte e região.

Sucesso na internet, seu canal do You Tube, “Beto Sorolli”, já ultrapassou a casa dos 115 mil inscritos, dentro do projeto “Revolução Vocal”, criado e desenvolvido pelo próprio artista.

Foi destaque no Prêmio Multishow de Humor 2013, ficando entre os semifinalistas.

Também em 2013, atuou em “Zuzubalândia, O Musical” de Mariana Caltabiano em SP.

Em 2014, integrou o elenco do Musical “Jesus Cristo Superstar” em SP, e foi convidado a protagonizar o espetáculo “Colados – Uma Comédia Diferente” em MG.

Em 2016, foi destaque no programa Máquina da Fama, do SBT, ao interpretar o Grilo Falante (Pinóquio), em interpretação do clássico “When a Wish Upon a Star’”, tema principal dos estúdios Disney.

Também em 2016, suas personagens integraram os programas Transpiração da Rádio Transamérica Hits, e também o programa Ricardo Amado da Rádio 98 FM, ambas de BH.

Além de Catarina e Paricida, Beto interpreta vários personagens que sempre surpreendem o público e garantem boas gargalhadas!

Em 2020, seu canal no YouTube, onde trata sobre Técnicas de Canto, baseadas no Belting Contemporâneo, já ultrapassa a marca de 137 mil inscritos!

O Diretor

Maurício Canguçu é o mesmo responsável pelo fenômeno “Acredite, um espírito baixou em mim”, junto com Ilvio Amaral, pela Cangaral Produções. A parceria entre Canguçu e Sorolli se deu pela amizade e admiração mútua. Depois de um trabalho juntos em 2009, Sorolli mostrou a ideia pra Canguçu, que apoio de imediato. Em 2012, Sorolli montou e estreou a peça, num projeto totalmente independente, fez reformulações e convidou Canguçu para assumir a direção.