Destaques

Agostinho Patrus firma parceria com UFMG para reforçar combate ao coronavírus

Sandra Regina Goulart (reitora da Universidade Federal de Minas Gerais)Agostinho Patrus (presidente da ALMG - PV/MG)

Estudos da universidade vão embasar ações do Parlamento estadual; ALMG também discute aprimoramento das políticas sociais em meio à pandemia

O presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), deputado Agostinho Patrus (PV), e a reitora da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Sandra Regina Goulart, assinaram, em Reunião Especial realizada no Plenário da Casa, nesta quarta-feira (8/4), um protocolo de intenções para a cooperação técnica entre as duas instituições para o monitoramento, prevenção e enfrentamento da pandemia causada pelo coronavírus.

A cooperação se dará por meio da articulação de ações conjuntas, a partir de informações técnico-científicas sobre a doença e, também, de legislações e instrumentos de fiscalização da atuação dos demais Poderes na mitigação da Covid-19 em Minas. A parceria também compreende a difusão de informações, serviços, alertas e orientações diversas aos cidadãos, com divulgação nos meios oficiais de comunicação das duas instituições.

O presidente Agostinho Patrus salientou “a importância de a ALMG se aliar à ciência e ao conhecimento em um momento como este”, referenciando suas sugestões ao Executivo e sua função fiscalizadora das medidas adotadas pelo poder público na expertise da UFMG em várias áreas de conhecimento. “A Assembleia será mais assertiva, efetiva e terá uma atuação mais profícua no combate à pandemia”, avaliou.

A reitora Sandra Regina Goulart lembrou que a Assembleia tem sido uma grande parceira da UFMG. “Na história da UFMG, nunca estivemos tão próximos desta Casa”, destacou. Ela também abordou a importância, para a sociedade, desta atuação conjunta. “O País depende da ciência e da educação mais do que nunca”, afirmou, ao ratificar que a UFMG está à disposição para fornecer estudos e análises que possam apoiar a atuação da Assembleia.

No evento, Agostinho Patrus apresentou um estudo da UFMG, entregue à ALMG em primeira mão, sobre a situação do Estado no atual contexto. Os dados reforçam a necessidade de se manter o isolamento social e apontam um cenário preocupante quanto à disponibilidade de leitos de UTI, dificuldades no transporte de pacientes e limitações na oferta de respiradores. O estudo trará subsídios tanto para o aprimoramento da legislação quanto para ações de fiscalização da ALMG.

Assistência Social

Também nesta quarta-feira, a Assembleia promoveu uma reunião especial, com a presença da secretária de Estado de Desenvolvimento Social, Elizabeth Jucá, para discutir a atuação da pasta durante a pandemia de Covid-19. A reunião, conduzida pelo presidente Agostinho Patrus, começou com a apresentação, pela secretária, das ações da pasta, divididas em cinco eixos: emprego e renda; segurança alimentar; segurança sanitária; ações sociais; e apoio ao esporte.

Em seguida, Elizabeth Jucá respondeu perguntas de deputados que presidem comissões e lideram blocos na Casa. Os parlamentares participaram por videoconferência, para evitar aglomeração de pessoas. A secretária anunciou que o Estado busca viabilizar a ampliação do programa de transferência de renda para famílias de alunos de escolas estaduais, a chamada bolsa-merenda, que será de R$ 50 e beneficiará 385 mil crianças em situação de extrema pobreza.