Sem categoria

Ainda dá tempo de amar aquela criança dentro de você!

Os processos de autotransformação, autoconhecimento, autorresponsabilidade e autoestima estão interligados.
Para começar qualquer mudança é preciso olhar-se, corajosa e simplesmente, com muita gentileza e afeto e abraçar, sinceramente, sua criança interior. Isso diz respeito a se enxergar, como está hoje, sem julgamentos de bom ou ruim, sem necessidade de culpas, quais forem.

Ao vislumbrarmos nossa linha do tempo é possível pontuar aspectos bons e considerar, naturalmente, os desafios pelos quais passamos, superados ou não.

Simplesmente, olhar. É a sua história.
Esse é o primeiro passo.

Como no universo empresarial dos grandes lideres, onde problemas são vistos como situações de negócio, nossos mais profundos medos, dores ou reais desencantos e desafios, podem ser acolhidos como parte de um universo humano.
Aproveite esse dia para recordar uma visão positiva de sua infância, lembrar-se como as coisas, em geral, passavam, após as lágrimas, num tombo ou ralada de joelho.

Não é sobre acomodar-se, mas, sobre reencontrar seu ponto de fé, que o liga a origem divina. Sobre ver que você tem qualidades das quais se esqueceu. Sobre energia e vibração elevada a ser emanada por você ao planeta, para que algo novo se instale e você viva melhor.

O bem-estar tem a ver com atitude. É hora de agir por você. Liste coisas que gostaria de mudar, em todos os âmbitos de sua vida. Veja que há muito em suas mãos. Comece. Você não está só.

Márcia Francisco