Notícias

Ala Shaquille Johnson reforça o Minas no NBB 2020/21

A diretoria minastenista segue reforçando o elenco do Minas Storm para a disputa da próxima edição do Novo Basquete Brasil (NBB). O mais recente integrante da equipe comandada pelo técnico Léo Costa vem dos Estados Unidos. Natural de Jacksonville, no estado da Flórida, o ala Shaquille Kamel Anthony Johnson tem 30 anos e 1,91m.

Formado pela Marshall University (NCAA), o jogador defendeu a equipe da universidade por quatro anos (2008/2012). Atuar no basquete sul-americano não será uma novidade para Johnson. Na temporada 2017/18, o atleta vestiu as cores do Gimnasia y Esgrima de Comodoro Rivadavia, da Argentina. No torneio Super 20, foram 14 jogos, com médias de 20,3 pontos, 3,2 rebotes e 4,4 assistências por partida. Na liga argentina, disputou 19 jogos e teve médias de 18,2 pontos, 4,5 rebotes e 3 assistências a cada confronto.

Na última temporada, Johnson atuou no basquete uruguaio. Com o Urunday Universitario, o ala chegou até os playoffs da liga nacional. Foram 28 jogos na competição, com médias de 21,5 pontos, 4,3 rebotes e 5,4 assistências por partida.   

O Minas no NBB 2020/21

Na busca pelo título do NBB, o Minas renovou o contrato do armador Davi Rossetto para mais uma temporada. Campeão nacional com o Flamengo na temporada 2018/19, o camisa 5 tem médias de 7,9 pontos, 2,4 rebotes e 2,8 assistências na principal competição do basquete brasileiro.

Quem irá reforçar o garrafão minastenista na temporada 2020/21 é o pivô JP Batista, que estava no Le Mans Sarthe Basket, da primeira divisão do basquete francês. Aos 38 anos, o experiente jogador tem títulos da Liga da Lituânia (2008), da França (2015) e do NBB (2016), além de ser bicampeão pan-americano (2007 e 2015) com a seleção brasileira. JP Batista tem médias de 16,6 pontos, 8,8 rebotes e 2,2 assistências por jogo no NBB.

Na lista de reforços também está o ala/pivô Rafael Moreira, que retorna ao Clube após sete anos. Nas duas últimas temporadas, o atleta de 28 anos atuou no Brasília Basquete e, na edição passada do NBB, teve médias de 11,7 pontos, 3,6 rebotes e uma assistência por partida.

Um dos principais atletas estrangeiros do NBB, o ala/armador norte-americano David Jackson também irá reforçar a equipe minastenista. Na temporada passada, o atleta, de 38 anos, representou o Sesi-Franca e teve médias de 17,1 pontos, 4,6 rebotes e 3,2 assistências por jogo.

Na criação de jogadas, o Minas terá a presença do armador uruguaio Luciano Parodi, 26 anos. O uruguaio defendeu o Sesi-Franca, na temporada passada, com médias de 10,5 pontos, 3,1 rebotes e 4 assistências por partida. No Brasil, Parodi defendeu também o Corinthians, na temporada 2018/19.

Nascido nas Bahamas, o ala-pivô David Nesbitt será o novo camisa 25 do Minas. Aos 28 anos, o jogador tem dois títulos do NBB no currículo, com Paulistano e Flamengo. Na última temporada, Nesbitt atuou pelo Corinthians e teve médias de 12,5 pontos, 6,5 rebotes e 1,7 assistência por partida.

Também reforça o garrafão minastenista o pivô Ronald Rudson, de 28 anos. Revelado pelo Brasília Basquete, equipe em que atuou nas últimas nove edições do NBB, Ronald tem médias superiores a 11,5 pontos e 7 rebotes por partida.

Além dos atletas experientes, o Minas terá em quadra cinco jovens atletas: o ala/armador Gui Carvalho, de 18 anos; Samuel Ribeiro, ala, também de 18 anos; o pivô Tiago Daniel, de 19 anos; o pivô pivô Augusto Alcassa, 19 anos, e o ala/pivô Felipe Queirós, de 22 anos e 2,02m.