Notícias

Argentina impulsiona o desenvolvimento da rota do vinho mais longa do mundo junto com o Chile

No marco do ciclo As viagens da videira e do vinho, o INPROTUR, liderado por seu secretário executivo, Ricardo Sosa, participou do webinar Incentivo e Promoção de Destinos Enoturísticos em companhia de autoridades chilenas para potencializar o enoturismo nos dois países.

O Instituto Nacional de Promoção Turística (INPROTUR) continua em pleno trabalho de seus produtos. Nesta oportunidade, no dia de hoje, a equip e do Instituto liderada por seu secretário executivo, Ricardo Sosa, participou do webinar Incentivo e Promoção de Destinos Enoturísticos com o Serviço Nacional de Turismo (Sernatur) do Chile.

O objetivo do encontro foi promover o enoturismo dos dois países no marco da grande aposta que é o desenvolvimento da Rota do vinho mais longa do mundo. Este projeto conta com 1.300 quilômetros de extensão e atravessa a região de Coquimbo, no Chile, e as províncias argentinas San Juan (região Cuyo), La Rioja, Catamarca e Santiago del Estero (região Norte).

“Uma de nossas orientações quando assumimos foi dar valor ao segmento de Produtos e o vinho é um deles. Esta Rota nos permitirá posicionar uma marca no mundo. Quero destacar também o trabalho conjunto com o Chile e não só dentro do enoturismo. Compartilhamos muito com este país irmão e unidos podemos potencializar ainda mais nossos destinos”, destacou Sosa.

Da reunião virtual também participaram representantes da recentemente criada Organização Mundial do Enoturismo (OMET), autoridades chilenas e provinciais da Argentina.

A Rota evoca o caminho feito pelos conquistadores em 1553 quando, após constituir a atual cidade chilena de La Serena, atravessaram os territórios sanjuaninos, catamarquenhos e riojanos para finalmente fundar a cidade mãe da Argentina, Santiago del Estero, e desenvolver aqui as primeiras videiras que ingressaram a nosso país.

Desta maneira, este trajeto convida o mundo a conhecer não só os vinhos de ambos os países, mas também a cultura que cerca o enoturismo argentino. Além disso, serve para promover destinos incríveis como o Parque Provincial Ischigualasto em San Juan, o Parque Nacional Talampaya ou a Cuesta de Miranda em La Rioja, a Cuesta del Portezuelo em Catamarca ou Las Termas de Río Hondo em Santiago del Estero, entre outros. A ideia do projeto é sustentada pelo INPROTUR com o acompanhamento de La Serena e da OMET, esta última entidade aderiu recentemente após sua criação.