Notícias da Amazônia

Corona Vírus

Neste período terrível de pandemia do silencioso e letal “Covid 19” (da família de infecções gripais rotulada como Corona Vírus), cresce a cada dia os reflexos negativos sobre diversos segmentos da sociedade contemporânea. O turismo na Amazônia foi uma das vítimas deste assustador inimigo, que além de ceifar expressivo número de vidas humanas, deixa atrás de si um cenário devastador.

No Pará e no Amazonas, onde a infraestrutura do setor de saúde é precária e não estava preparada para enfrentar o alto número de contaminados e nem mesmo o número de mortos, grandes eventos que previstos para acontecer neste primeiro semestre e, até mesmo no segundo, foram adiados e correm o risco de nem se realizar durante este ano. A capital paraense, considerada a “metrópole da Amazônia”, que apresentava desde o segundo semestre de 2019 um crescimento regular e dava mostras de aceleração em diversos segmentos turísticos, como o de eventos, apesar de todo o esforço feito pelo Governo do Estado e pela prefeitura de Belém, na tentativa de pelo menos minimizar os estragos causados pelo vírus, para desespero os empresários do setor foi atingida com a transferência indefinida de datas de mega eventos como a Feira Internacional de Turismo da Amazônia (FITA) e o Congresso Nacional de Jornalistas de Turismo (em sua 37ª edição), realização da Abrajet nacional, o que impactou de forma inesperada este importante setor da economia brasileira.

No vizinho Amazonas, onde um dos pontos altos do turismo é o “Festival de Bois de Parintins”, a crise foi ainda pior e o Estado passou a figurar no grupo das unidades federativas mais atingidas e que entraram em colapso no que se refere ao combate ao Covid19.

A coordenação do mega evento, que anualmente atrai centenas de milhares de turistas ao município amazonense (grande número do exterior) suspendeu o evento, que estava incluído na programação do XXXVII Congresso Nacional de Jornalistas de Turismo, fruto do esforço da presidente da Abrajet Pará, jornalista Christina Hayne, e alguns diretores abrajeteanos.