Notícias

Determinação da Anvisa sobre uso de máscaras começa a valer nesta quinta

Passageiros, visitantes e comunidade aeroportuária que circulam pelo Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Confins, precisam estar atentos às mudanças 

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) alterou a regra que define quais máscaras devem ser utilizadas nos aeroportos e aeronaves durante a pandemia do coronavírus. As novas regras começam a valer nesta quinta-feira, dia 25 de março, e as pessoas que passam pelo Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Confins, precisam estar atentos.

Conforme a determinação da Anvisa, não será permitida a utilização de: 

  • Máscaras de acrílico ou de plástico; 
  • Máscaras dotadas de válvulas de expiração; 
  • Lenços, bandanas de pano ou qualquer outro material que não seja caracterizado como máscara de proteção de uso profissional ou de uso não profissional; 
  • Protetor facial (face shield) isoladamente; 
  • Máscaras de proteção de uso não profissional confeccionadas com apenas uma camada. 

Conforme orientação da Anvisa, as máscaras devem ser utilizadas ajustadas ao rosto, cobrindo o nariz, queixo e boca, minimizando espaços que permitam a entrada ou saída do ar e de gotículas respiratórias. 

Sobre a BH Airport  

A BH Airport, concessionária do Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, é uma Sociedade de Propósito Específico (SPE) formada pelo Grupo CCR, uma das maiores companhias de concessão de infraestrutura da América Latina, e por Zurich Airport, operador do Aeroporto de Zurich, o principal hub aéreo da Suíça e considerado um dos melhores aeroportos do mundo, além da Infraero, estatal com experiência de mais de 40 anos na gestão de aeroportos no Brasil, que tem 49% de participação.