Notícias

Ecoturismo é opção de lazer para fugir de aglomerações

Distante dos grandes centros urbanos, modalidade de turismo ecológico ganha força e destaca para quem quer viajar com mais tranquilidade e em isolamento

Se aventurar em trilhas com vegetações intocadas, mergulhar em rios e cachoeiras refrescantes, visitar grutas, conhecer a vida selvagem e ainda vislumbrar paisagens incríveis. Tudo isso, e muito mais, são opções que o ecoturismo, ou turismo ecológico, pode oferecer para o viajante. E o melhor de tudo é que essa modalidade de aventura evita aglomerações e ocorre de forma mais distantes do risco de infecção pelo novo coronavírus.

Durante a pandemia de Covid-19, a busca pelo ecoturismo extravasou. A agência virtual de turismo ViajaNet monitorou o volume de buscas e de venda de passagens aéreas nacionais durante o ano passado e no começo de 2021 e percebeu uma mudança nos hábitos dos turistas, apontando que as viagens ecológicas se destacam por ser uma alternativa mais segura aos brasileiros durante o período de pandemia. Já segundo a Organização Mundial do Turismo (OMT), a modalidade cresceu entre 15% e 25% nos últimos cinco anos.

No Brasil são inúmeros os destinos que oferecem boas opções de passeios ecológicos. Minas Gerais, pela sua geografia, esconde uma vasta cartela de possibilidades para o viajante se deleitar. Mergulho, flutuação, trilhas, cavalgadas, tirolesa, observação de fauna e flora, parapente e asa-delta são alguns exemplos do que há de mais tradicional no estado.

Tiradentes, uma pacata e deslumbrante cidade escondida na Zona da Mata de Minas Gerais, é um dos destinos mais demandados para o ecoturismo no Brasil. Para quem quiser se aventurar nestas terras pode contar diversidade ecológica. Ao menos é o que atesta Rodrigo Silva, sócio da Uai Sô Turismo, empresa especializada em ecoturismo.

“Tiradentes é uma cidade privilegiada, cercada pela Serra de São José. Este contato com a natureza permiti ao visitante desfrutar de muita paz, caminhar por trilhas com muita história, cavas centenárias, banho de cachoeira com água límpida. É um contato íntimo tanto com a Mata Atlântica quanto com o Serrado”.

A Uai Sô Turismo é um receptivo cultural e ecológico que dispõe de trilhas, cachoeiras, turismo  cultural, city tour, walking tour, passeios de Maria fumaça e ainda visita guiada pela Estrada Real, contemplando as principais cidades do Ciclo do Ouro como Congonhas, Ouro Preto e Mariana. Tem passeios para todos os gostos, durante o dia e a noite, curtos, longos e ainda para qualquer faixa etária.

Neste mercado que cresce meio a pandemia, apesar do rústico contato com a natureza, há também conforto e facilidades. Ainda  em Tiradentes, a empresa Go Trilha Expedições oferece passeios off road, meio a natureza e que exploram áreas de preservação ambiental, no pé da Serra São José.

“O turista ao chegar na cidade, terá a oportunidade não só de aproveitar o roteiro gastronômico e cultural que Tiradentes oferece, mas a oportunidade de ter contato com a natureza, de ver de perto a serra linda que permeia a cidade além de saber um pouco sobre a história do lugar, lendas e curiosidades com nossos guias. Nossa empresa preza muito por um passeio seguro, com responsabilidade, pelo bom atendimento para tornar o passeio emocionante e prazeroso de modo a tornar uma experiencia única”, explica Filipe dos Reis Moreira Pena, diretor de operações da empresa.

Outro bom exemplo da região é o da Agência Estrada Real Turismo, sobre gerência da empresária Tauane Santos. “Todo o serviço receptivo é direcionado para o turista que tem o desejo de conhecer Minas Gerais. Oferecemos passeios culturais em Tiradentes e em cidades históricas como São João del Rey, roteiros gastronômicos, atividades ecológicas de trekking, cicloturismo, cavalgadas, além de pacotes personalizados. Além disso, atendemos também empresas, eventos corporativos e casamentos”, esclarece.

Tauane ainda ressalva um épico ponto turístico característico de Minas Gerais e que reserva maravilhas naturais meio a arquitetura barroca e a cultura centenária do estado: a Estrada Real. “Além do contexto e importância histórica para o Brasil, a Estrada Real contribui de forma significativa para segmentar, alavancar e potencializar o turismo em Minas Gerais, despertando o interesse e desejo em conhecer mais da nossa história, cultura, arte, gastronomia, natureza, costumes e todas as belezas do nosso estado”, classifica.

Se durante esse período de pandemia e retomada gradual do turismo no Brasil os viajantes estão em busca de locais que ofereçam conforto e tranquilidade em ambientes mais seguros, o ecoturismo é de fato uma boa opção. Isso porque todos as empresas ligadas a este tipo de aventura, em Minas Gerais, seguem a risca medidas sanitárias e protocolos de biossegurança, além dos protocolos do programa Minas Consciente.

Wellerson Cabral, empresário por trás da Andantes da Estrada Real, assinala o quanto o ecoturismo é menos eminente ao coronavírus. “Os nossos passeios são muito seguros, além de contarem com uma equipe 100% tiradentina, que tem muito prazer em dividir essa cidade maravilhosa que é Tiradentes. Nós oferecemos passeios ecológicos a pé e à cavalo por trilhas guiadas na cidade de Tiradentes e região, passeios recheados de cultura e história em meio à natureza”.

Para o empresário, receber o turista é uma alegria. “Tiradentes é uma das cidades mais acolhedoras e charmosas do mundo, inclusive premiada, e isso porque somos especialistas em receber bem. Muita alegria, carinho, segurança e receptividade esperam os que visitam a cidade mineira e nossa estrutura mais que completa de hotelaria e a gastronomia riquíssima tronam a experiência ainda melhor”.

Mesmo desacelerado, o setor turismo tem no ecoturismo uma porta para manter seu escopo aquecido. A parte boa de tudo isso é que mesmo após a passagem da pandemia, a expectativa dos empresários deste setor é que a busca pela ecologia, visando lazer e preservação, continue ativa.