Edição Impressa

Em Luz, (MG), inaugurado Museu Histórico Casa Grande Capitão Dú

Escritor Ozório Couto (ABRAJET-MG) tem significativa participação

Com a presença do secretário de estado de Cultura e Turismo, Leônidas Oliveira, do presidente da Rede Minas, Sérgio Reis, e outras autoriidades, foi inaugurada a restauração da Casa Grande, que virou museu e galeria de arte. O turismo tornando-se mais realidade em Luz. A cidade já tem um outro museu, o Centro de Memória Diocesano, que ocupa todo o antigo palácio, o Paço da Assumpção, que completa 100 anos no dia 21 de abril, onde foi morada dos quatro primeiros bispos, Dom Manoel, Dom Belchior, Dom Eurico e Dom Félix.

Autoridades na entrega da Medalha do Centenário da Diocese de Luz e presentes também na inauguração do Museu Histórico. Na frente: Padre Pedro Felisberto Ferreira, vice-reitor do Seminário Diocesano e vigário da Paróquia de Nossa Senhora da Luz, padre Marcos Tiago da Silva, chanceler, arquivista diocesano e reitor do Seminário, Leônidas Oliveira, secretário da Secult, advogado e jornalista Ozório Couto, grande benfeitor das artes de Luz, Sérgio Reis, presidente da TV Minas e Maristela Rangel (Secult). Atrás: Iácones Batista Vargas (IHGMG), Gervásio Cardoso Filho, Emídio Teles de Carvalho Filho (Livraria Leitura) e Gustavo Mendicino (Secult) nas escadarias do Palácio

Leônidas, Emidio Teles, fundador da Livraria Leitura, Gervásio Cardoso Filho, artista plástico, arquiteto e paisagista da equipe de Niemeyer na construção de Brasília, e Sérgio Reis, presidente da TV Minas, receberam em Palácio a Medalha Comemorativa dos Centenário da Diocese de Luz, junto ao Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais (IHGMG). O Centro de Memória foi inaugurado no dia 8 de julho de 2018, nos 100 anos da diocese.

Autoridades presentes à inauguração, com destaque para o secretário de Cultura e Turismo, Leônidas Oliveira, e o advogado e jornalista Ozório Couto, grande benfeitor das artes de sua terra natal, a progressista Luz, no centro-oeste mineiro, cidade de 18.100 habitantes, que possui uma universidade e cursos há mais de 40 anos.

Painel Luz, Presente e Passado, da famosa artista Yara Tupynambá
Quadros de Paulo Roberto Pinto Macêdo, Maíse Couto, Oscar Araripe, José Alexandre Lamounier, José Pedrosa e Fernando Pacheco