Notícias

Embaixador da Malásia recebe diretor da Cdial Halal em Brasília

O diretor da Cdial Halal, Ahmad Mohamad Saifi, teve a honra de ser recebido pelo embaixador da Malásia, Lim Juay Jin, na embaixada em Brasília, na última quarta-feira, dia 16 de dezembro. “As empresas brasileiras têm infinitas oportunidades de exportar seus produtos não só para Malásia, mas para todo o continente asiático através deste país. Por ter um bom relacionamento com os países vizinhos, como a China, Japão, Indonésia, Singapura e Tailândia, a Malásia seria uma porta de entrada, proporcionando ampliação e mais possibilidades de negócios para as exportações brasileiras”, comenta Ahmad.

Atualmente, a Malásia, de acordo com dados da WorldtoExports, tem 32 milhões de habitantes, sendo que 62% são muçulmanos. Em 2019, a Malásia importou cerca de US$ 204,9 bilhões entre máquinas, equipamentos elétricos, combustível mineral (incluindo petróleo), ferro, aço, veículos e produtos químicos.

À esquerda, diretor da Cdial Halal, Ahmad Mohamad Saifi e o embaixador da Malásia no Brasil, Lim Juay Jin

Para exportar para este país, é importante que tenha a certificação halal, principalmente, produtos derivados de proteína animal, alimentos no geral e produtos químicos. “As indústrias brasileiras têm uma grande oportunidade de expandir seus negócios com a Malásia. Somos os maiores exportadores de cereais, combustível mineral, algodão, açúcar, carnes e café. Podemos explorar muito mais este mercado, mas o Brasil precisa estar preparado para atender, principalmente, às exigências da jurisprudência islâmica – certificação halal – para exportar seus produtos”, lembra Ahmad.

Em 2019, de acordo com a Trading Economics, exportamos US$ 263,20 milhões em cereais, US$ 228,26 milhões em combustível mineral, óleos e outros e US$ 147,28 milhões de algodão.