Notícias

Emirates retoma voos para Birmingham, Cebu e Houston

A companhia aérea continua expandindo sua rede nos Estados Unidos, com voos para seis cidades em agosto – incluindo New York JFK, Washington DC, Boston (a partir de 15 de agosto), Chicago e Los Angeles

A Emirates anunciou que retomará os voos de passageiros para Birmingham (a partir de 1º de setembro), Cebu (20 de agosto) e Houston (23 de agosto). Com isso, a companhia aérea aumentará sua rede para 74 destinos, oferecendo aos viajantes conexões convenientes entre o Oriente Médio, a África, a região Ásia-Pacífico, a Europa e as Américas por meio de seu hub em Dubai.

Entre Dubai e Birmingham serão operados quatro voos por semana, e entre Dubai e Cebu, duas vezes por semana, ambos com a aeronave Emirates Boeing 777-300ER.

Entre Dubai e Houston serão operados três voos por semana com a aeronave Boeing 777-200LR da Emirates. Hoje, a companhia aérea oferece voos de passageiros para cinco localidades nos Estados Unidos, incluindo New York JFK, Washington DC, Boston (a partir de 15 de agosto), Chicago e Los Angeles. Com a inclusão de Houston, a Emirates expande sua rede para seis cidades, oferecendo 27 voos semanais para o país.

Os clientes podem reservar os voos em emirates.com ou por meio de agentes de viagens.

Os clientes da rede da Emirates podem viajar para Dubai ou fazer um stopover, pois a cidade foi reaberta para visitantes internacionais de negócios e lazer. Os testes de PCR da COVID-19 são obrigatórios para todos os passageiros que visitam Dubai (e os Emirados Árabes Unidos) ou em conexão na cidade, incluindo cidadãos e residentes dos Emirados Árabes Unidos e turistas, independente do país de origem.

O que fazer em Dubai: Dubai possui praias ensolaradas, locais históricos, eventos de classe mundial e centros de lazer, tornando-se um dos destinos globais mais populares. Em 2019, a cidade recebeu 16,7 milhões de visitantes e sediou centenas de reuniões e exposições globais, além de eventos esportivos e de entretenimento. Dubai foi uma das primeiras cidades do mundo a obter o selo SafeTravels do World Travel and Tourism Council (WTTC), que reconhece as medidas abrangentes e eficazes de Dubai para garantir a saúde e a segurança dos visitantes.

Cobertura global e gratuita de custos relacionados à COVID-19: Os clientes podem viajar com confiança, pois a Emirates se compromete a cobrir as despesas médicas relacionadas à COVID-19, gratuitamente, caso seus clientes sejam diagnosticados com COVID-19 durante a viagem enquanto estiverem longe de casa. Essa cobertura é válida para clientes que voam pela Emirates até 31 de outubro de 2020 (o primeiro voo deve ser realizado antes ou em 31 de outubro de 2020); além disso, é válida por 31 dias a partir do momento em que o cliente pegar o primeiro voo da sua viagem. Com isso, o cliente da Emirates pode se beneficiar da garantia adicional dessa cobertura, mesmo que viajar para outra cidade depois de chegar ao destino da Emirates. Veja mais detalhes em: www.emirates.com/COVID19assistance.

Saúde e segurança: A Emirates implementou um conjunto abrangente de medidas em cada etapa da viagem para garantir a segurança de seus clientes e funcionários no solo e no ar, incluindo a distribuição de kits de higiene gratuitos com máscaras, luvas, higienizadores para as mãos e lenços antibacterianos para todos os clientes. Para obter mais informações sobre essas medidas e os serviços disponíveis em cada voo, visite: www.emirates.com/yoursafety.

Requisitos de entrada para turistas: Para obter mais informações sobre os requisitos de entrada para visitantes internacionais em Dubai, consulte: www.emirates.com/flytoDubai.

SOBRE A EMIRATES

A Emirates começou a operar em 1985, com apenas duas aeronaves. Hoje, a companhia aérea possui as maiores frotas do mundo de Airbus A380 e Boeing 777, oferecendo a seus clientes o conforto das aeronaves de fuselagem larga mais modernas e eficientes. Inspiramos viajantes do mundo todo com nossa crescente rede de destinos globais, sistema de entretenimento a bordo líder do setor, refeições de inspiração regional e serviço de classe mundial.