Edição Impressa

ERI GOMES – Pintura “Espera e Sonho”: esperança além do mistério

ROGÉRIO ZOLA SANTIAGO // CRÍTICO PELA INDIANA UNIVERSITY, USA

Acompanho a obra de Eri Gomes desde os anos 1980. O artista plástico foi Destaque em exposição patrocinada pela Embaixada Americana, aqui representada pelos diplomatas culturais Gregory Adams e Gail Melissa Grant. Na mesma mostra, chamada “LÂMINA”, estavam Sebastião Miguel, Pitti e fotógrafo Tibério França. Eri Gomes e sua esposa Ana Advincula, restauradora de livros e encadernadora, reúnem em seu atelier no Cruzeiro os melhores representantes do Desenho, do Teatro e do Cinema em Minas Gerais – Brasil.

O artista plástico ERI Gomes, à frente do painel Megalópole, BH, com seus pincéis de trabalho: “Jamais seriam armas mortíferas”, afirma. Parabéns!

O ator Eduardo Moreira do Grupo GALPÃO dirige “O Processo”, filme em que Eri Gomes faz o personagem de um morador de rua. Para 2021/22, está em planejamento o filme “Quadros em Exposicao”, sobre a temática plástica e criativa consistente de Eri Gomes, que será alvo temático na filmagem sobre sua vida e obra. Artes Plásticas e Cinema: alguns dos quadros do artista remetem à criação comercial-romântica do cinema americano, referente aos idos dos anos 1950, (“CASABLANCA”, preto e branco com Humphrey Bogart e Ingrid Bergman). Em um formato hollyoodiano abrasileirado, a película sobre Eri aglomera canções e imaginário teatral- cinematográfico. Como Gomes faz cenário, vitrine e bem sabe dos poetas europeus, americanos (Walt Whitman, Erza Pound e Alan Ginsberg) e muito sobre os daqui, o resultado será de exaltação à junção de maiores, a saber, Eri Gomes e Grupo Galpão no qual também brilham Inês Peixoto e Teuda Bara aos 80 Anos. Vale aguardar!

Obra esférica (A Flor desce o Rio) com distorção “fotográfica aplicada por Eri Gomes na tela. Tinta acrílica com retoques a óleo
Criação arquitetônica urbana pelo mestre Eri Meira Gomes. Permanece o mistério do entardecer em acrílica acrescido da permanência da luminosidade solar desmaiada, em tinta a óleo
Urbano. Um táxi, um homem de costas para o observador frente o quadro. Luz rompe agigantando a esperança de quem espera. O azul de Eri Gomes é sobrenatural, total esplendor do turquesa com ocre-d’ouro
Um carro de vidraças embaçadas. Farol. Quem é levado? Quem leva? Ao fundo, depois da calçada molhada, pinceladas de óleo (luz) sobre o teor acrílico de rápida secagem. By Eri Gomes 2020.