Notícias

França reabre fronteiras para brasileiros e impulsiona retomada do
Turismo Internacional

Para o CEO da Mobility, Oskar Kedor, reabertura sinaliza tendência de que mais países voltem a receber brasileiros, que podem aproveitar inúmeros atrativos no país europeu

Depois da Suíça, é a vez da França voltar a permitir a entrada de brasileiros em seu território, desde que já estejam completamente imunizados contra a Covid-19. O país está reaberto para turistas provenientes do Brasil desde o último sábado, 17 de julho, e abre caminho para que, gradativamente, outras nações europeias levantem as restrições ainda impostas aos brasileiros, segundo avaliação do CEO da Mobility, Oskar Kedor.

“A França é símbolo do turismo internacional e sua reabertura para os brasileiros deve gerar um novo impulso na retomada do mercado de viagens ao exterior”, destaca Kedor. “À medida que a vacinação avançar no Brasil, mais países na Europa e em outros continentes tendem a ganhar a confiança necessária para voltar a receber nossos viajantes. O momento é de otimismo”, completa o CEO da Mobility.

Oskar Kedor, CEO da Mobility. Crédito: Divulgação

Oskar Kedor também ressalta os inúmeros atrativos culturais, naturais e gastronômicos aos quais os turistas brasileiros voltam a ter acesso com a reabertura das fronteiras francesas. Além da sempre desejada capital, Paris, a França reserva uma infinidade de experiências de viagem que podem ser vivenciadas em outras regiões do País, convidativo inclusive para road trips.

“Regiões como o Vale do Loire, a Costa Azul, os circuitos de Sarlat (famosa pelas trufas), Bordeaux (conhecida por seus vinhos) e da Normandia, entre outras, são apenas algumas das sugestões de roteiros para viagens de carro que podem ser feitas na França, proporcionando experiências inesquecíveis ao viajante”, comenta o CEO da Mobility.

Além da obrigatoriedade de apresentar comprovante de vacinação com um imunizante reconhecido pela EMA (Europe Medicine Agency), o turista brasileiro que pretende viajar para a França deve declarar que não possui sintomas de infecção pela Covid-19 e que não teve contato recente com pessoas infectadas pelo novo coronavírus. O governo francês não exige mais Teste PCR do viajante (tanto na partida quanto na chegada), isolamento voluntário ou quarentena.