Destaques

Governo de Minas dialoga com blocos de carnaval e Detran terá força-tarefa para receber e avaliar documentação pendente

Medida foi anunciada durante reunião entre representantes das Forças de Segurança e envolvidos na organização dos cortejos

O Governo de Minas anunciou a criação de uma força-tarefa no Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG) para vistoriar os veículos e documentos dos blocos de Carnaval de Belo Horizonte que ainda não estão regularizados. A partir das 7h30 desta sexta-feira (21/2), funcionários do órgão ficarão à disposição para receberem os documentos e laudos que atestem a conformidade dos carros de som com a legislação federal. A decisão foi tomada durante reunião nesta quinta-feira (20/2), na Cidade Administrativa, entre representantes do governo, Forças de Segurança do Estado e representantes de 14 blocos carnavalescos.

O objetivo da medida, segundo o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Giovanne Gomes da Silva, é garantir a segurança dos foliões e dos músicos durante os desfiles dos blocos.

“Nós deixamos bem claro que a Polícia Militar, em momento algum, quer inviabilizar a realização do Carnaval, seja em Belo Horizonte ou em qualquer cidade de Minas Gerais. Pelo contrário, estamos investindo R$ 14 milhões para trazer policiais militares de outras cidades para a capital e viabilizar a festa. Só que tem que ser um Carnaval sustentável, na tutela do maior patrimônio que nós temos, que é a vida. E quando se trata de vidas, não podemos negociar ou flexibilizar”, afirmou o comandante.

Coronel Giovanne disse, ainda, que alguns dos veículos foram adaptados para este tipo de atividade, não apresentando documentos que atestavam a sua segurança. “Nós estamos tratando aqui de carros e caminhões que foram adaptados. Semana passada, eles eram reboques, pranchas, e agora eles se tornaram carros de som. Existe uma legislação federal que regula isso. E ela é cumprida pelo Detran, que é o órgão competente para licenciar os veículos. Cabe à Polícia Militar proteger o cidadão mineiro através da fiscalização”, explicou, lembrando que a Justiça mineira negou o pedido de liminar dos blocos que solicitaram a liberação da documentação exigida.

 O diretor do Detran/MG, Kleyverson Resende, garantiu que o órgão ficará à disposição para contribuir e atender os blocos. “O Detran está aguardando que os representantes dos blocos, e até mesmo os proprietários dos veículos que estão sendo utilizados, compareçam com a documentação que possuem atualmente para verificarmos se eles seguiram a lei para poderem fazer a transformação em seu veículo”, afirmou. Os interessados devem comparecer à Divisão de Registro de Veículos (DRV) do Detran, na Rua Miguel Gentil, 357, Nova Gameleira, em Belo Horizonte.

O secretário-adjunto de Governo, José Geraldo Prado, reiterou o compromisso de diálogo do Executivo visando um trabalho conjunto na construção de um Carnaval seguro para todos.

“Esta reunião foi uma oportunidade para ouvir as partes e verificar se havia algum caminho diferente do que havia sido seguido até agora.  No final do nosso encontro, ficou o compromisso de um atendimento especial do Detran aos blocos que ainda não estão licenciados. Queremos garantir a segurança, que, todos concordam, tanto os blocos como o governo, é o principal”, disse o secretário. O chefe da Polícia Civil, delegado Wagner Pinto, também esteve presente no encontro.

Crédito (fotos): Marco Evangelista/Imprensa MG