Notícias

Informações sobre o funcionamento das operações comerciais do aeroporto

GERAL035 Aeroporto de Confins Crédito: BH Airport / Divulgação Usada em 06-08-19

Conforme determinação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), parte das operações comerciais do Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Confins, ficará fechada como medida de enfrentamento ao coronavírus. Desde a semana passada, permanecem em funcionamento todos os estabelecimentos localizados nos embarques do aeroporto (lado ar) – varejo, alimentação e serviços. A prestação de serviços de transportes (táxi, locação de veículos, aplicativos e ônibus) ocorre normalmente.  

Na área pública (lado terra) permanecem abertos os estabelecimentos de alimentação e lojas de conveniência classificados como essenciais pela Anvisa (restaurantes, lanchonetes, Leve Minas, Dufry, Protec Bag, bancos, casa de câmbio, farmácia, caixas eletrônicos, Correios e laboratório Hermes Pardini).  

Vale ressaltar que a BH Airport e a Anvisa estão trabalhando, em conjunto, para adoção de medidas adicionais de segurança que garantam a retomada dos demais serviços assim que possível.  

A BH Airport reforça que segue todas as orientações das autoridades de saúde e da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para combate à pandemia do coronavírus e reafirma seu compromisso com a segurança e a preservação da saúde de passageiros, visitantes e toda a comunidade aeroportuária. 

Sobre a BH Airport  

A BH Airport, concessionária do Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, é uma Sociedade de Propósito Específico (SPE) formada pelo Grupo CCR, uma das maiores companhias de concessão de infraestrutura da América Latina, e por Zurich Airport, operador do Aeroporto de Zurich, o principal hub aéreo da Suíça e considerado um dos melhores aeroportos do mundo, além da Infraero, estatal com experiência de mais de 40 anos na gestão de aeroportos no Brasil, que tem 49% de participação.