Notícias

Itambé/Minas não dá chances ao São Paulo/Barueri e faz 3 a 0 fora de casa

O Itambé/Minas não tomou conhecimento do São Paulo/Barueri e, mesmo fora de casa, comandou o jogo do início ao fim. Sem dar chances ao time do técnico José Roberto Guimarães, principalmente nos dois primeiros sets, as comandadas de Nicola Negro fizeram uma grande partida e impuseram um volume de ataque muito rápido para vencer pela equipe paulista, por 3 sets a 0, com parciais de 25/15, 25/20 e 25/23. A partida foi disputada na noite dessa segunda-feira, em Barueri (SP), e abriu a quinta rodada da fase de classificação da Superliga Feminina Banco do Brasil 2020/21.

Levantadora Macrís deu o ritmo ao ataque do Itambé/Minas, que não deu chances à defesa adversária (Foto: Flávio Costa)
Levantadora Macrís deu o ritmo ao ataque do Itambé/Minas, que não deu chances à defesa adversária (Foto: Flávio Costa)

A central Thaisa foi eleita, por votação no site do Sportv, a melhor jogadora em quadra e levou o terceiro Troféu Viva Vôlei, de cinco disputados. A oposta Danielle Cuttino foi a maior pontuadora da partida, com 16 pontos. Em um gesto de humildade e companheirismo, Thaisa dividiu o Troféu Viva Vôlei com a norte-americana, que vem evoluindo jogo a jogo. Com o triunfo, o Itambé/Minas chega aos 15 pontos e assume, temporariamente, a liderança da competição, já que a rodada ainda será concluída.

O Itambé/Minas volta à quadra nesta sexta-feira (27/11), quando recebe, na Arena MTC, o Osasco São Cristóvão Saúde, pela 6ª rodada da fase de classificação. A partida será às 21h30, com transmissão do canal Sportv2.

Ao fim da partida, a central Thaisa comemorou o resultado e disse que jogar contra o Barueri é sempre difícil. “É sempre muito complicado jogar contra o time do Zé (Roberto Guimarães). São meninas jovens, mas são aguerridas e sempre marcam, sacam e atacam muito bem. Então, entramos em quadra focadas, porque sabíamos que seria difícil. Nos dois primeiros sets aconteceu isso, a gente jogou taticamente muito bem e, nesse último set, a gente errou um pouco a mais, mas sabemos que, contra elas, a gente não pode errar muito. Eu entrei com o objetivo de amortecer o máximo que pudesse no bloqueio e que bom que eu consegui fazer isso para ajudar. No fim, eu dividi o prêmio com a Dani porque vejo que está evoluindo a cada jogo e ela mereceu o prêmio também”.

O jogo

Mesmo jogando fora de casa, o Itambé/Minas esteve bem à vontade no primeiro set. Desde o início do jogo, o time mineiro dominou as ações e não deu chances para a defesa adversária. Danielle Cuttino teve boa eficiência de ataque e mostrou bom entrosamento com a levantadora Macrís. Com tranquilidade, o Itambé/Minas abriu 1 a 0, ao fazer 25/15, com 15 pontos de ataque.

O segundo set foi um pouco diferente. O São Paulo/Barueri equilibrou o set e disputou o ponto a ponto com o Itambé/Minas até um pouco mais da metade do set, quando as minastenistas fecharam o bloqueio e abriram vantagem (20/16). O time da casa tentou reagir, mas não conseguiu parar o setor ofensivo minastenista, que garantiu a vitória por 25/20.

No último set, o Itambé/Minas cometeu alguns erros no início e o Barueri chegou a abrir vantagem (12/8), quando o técnico Nicola Negro parou o jogo para corrigir a equipe. Em seguida, o time mineiro se acertou e chegou ao empate (12/12). O jogo seguiu bem equilibrado, com os dois times se revezando na liderança. A equipe paulista chegou a abrir 19/17, quando o bloqueio mineiro entrou em cena e virou o placar 20/19. Na reta final, Barueri passou à frente de novo, mas não esperada o paredão mineiro, que colocou a bola no chão e deu números finais ao duelo: 25/23.

São Paulo FC/Barueri: Kenya, Diana, Maira, Karina, Lorena, Lorrayna e Nyeme (líbero). Entraram: Jacke, Kisy, Glayce e Dani Terra. Técnico: José Roberto Guimarães.

Itambé/Minas: Macrís, Danielle Cuttino, Pri Daroit, Megan, Carol Gattaz, Thaisa e Léia (líbero). Entrou: Luanna. Técnico: Nicola Negro.

Superliga Feminina Banco do Brasil 2020/21

1º Turno

10/11 – São Caetano (0 x 3) Itambé/Minas – São Caetano do Sul (SP) – (20/25, 15/25 e 13/25)
13/11 – Itambé/Minas (3 x 1) Pinheiros – Arena MTC – (25/19, 21/25, 25/18 e 25/17)
17/11 – Curitiba Vôlei x Itambé/Minas – Curitiba (PR) – (25/22, 15/25, 14/25 e 21/25)
20/11 – Itambé/Minas (3 x 0) Fluminense – Arena MTC – (25/14, 25/14 e 25/23)
23/11 – São Paulo FC/Barueri (0 x 3) Itambé/Minas – Barueri (SP) – (15/25, 20/25 e 23/25)
27/11 – 21h30 – Itambé/Minas x Osasco São Cristóvão Saúde – Arena MTC – Sportv
2/12 – 21h30 – Sesi Vôlei Bauru x Itambé/Minas – Bauru (SP) – Sportv
5/12 – 19h – São José dos Pinhais/AIEL x Itambé/Minas – Sportv
11/12 – 21h30 – Itambé/Minas x Sesc-RJ/Flamengo – Arena MTC – Sportv
18/12 – 21h30 – Dentil/Praia Clube x Itambé/Minas – Uberlândia (MG) – Sportv
22/12 – 21h30 – Itambé/Minas x Brasília Vôlei – Arena MTC – Canal Vôlei Brasil

O Campeonato Brasileiro Interclubes de Vôlei – Superliga Feminina Banco do Brasil faz parte do rol de Campeonatos Brasileiros Interclubes em que parte dos atletas dos Clubes integrados ao Comitê Brasileiro de Clubes – CBC tem as despesas de hospedagem e transporte aéreo custeadas com recursos públicos geridos por esta fonte.