Notícias

Live da Villa Santa Maria aborda o crescimento do enoturismo

Um encontro recheado de informações interessantes, realizado de forma descontraída e com participação de muitos seguidores das redes sociais da Vinícola Villa Santa Maria. Desta forma foi a live promovida dia 17 de março, às 20 horas, no canal do Instagram da vinícola. Um agradável bate-papo entre Mario Augusto Carbonari, sócio da Villa e responsável pelo setor de Agronomia e Vinhos, e o jornalista Marcelo Pereira, editor e consultor de comunicação. Mariana Cavalcanti, jornalista que faz o gerenciamento das redes sociais da Villa Santa Maria, mediou a entrevista e fez as perguntas que chegavam pela rede.

Guto, como é conhecido, iniciou contando a trajetória do empreendimento, desde 2005, quando ocorreu o início do cultivo das primeiras variedades de uvas.  Em 2008, ressaltou o empresário, após análises químicas sensoriais e olfativas, se percebeu que o vinho produzido era muito bom. “O sonho de chegar a um vinho de excelente qualidade foi  perseguido e conquistado com muitos testes técnicos, esforço e dedicação”, ressaltou Guto, falando sobre os vinhos Brandina. O terroir espetacular da Serra da Mantiqueira, que reúne solo argiloso, microclima perfeito e altitude contribuíram para o sucesso da produção, apoiada tecnicamente desde o início pelo professor Murillo Albuquerque Regina, pesquisador da Empresa de Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), e pela enóloga Isabela Peregrino. Hoje são as sete variedades plantadas nos vinhedos – Merlot, Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc, Syrah, Sauvignon Blanc, Viognier e Chardonnay, com 30 mil pés em produção, de um total de 60 mil existentes na propriedade.

Sobre a importância do enoturismo, levantada pelo jornalista Marcelo Pereira, Guto comentou que a região de São Bento do Sapucaí – cidade onde está sediada a vinícola – cresceu muito em estrutura turística, com muitos novos negócios. “São Bento e as localidades vizinhas são municípios bem cuidados,  onde o turista encontra uma boa rede de pousadas e restaurantes”, observou. Sobre o impacto na comunidade, Guto contou que a vinícola trabalha com fornecedores locais em tudo que for possível, dos alimentos e produtos em geral, à prestação de serviços.  “Fazemos questão de usar em nossas equipes a mão de obra local, na agricultura,  no restaurante, e em toda a operação do nosso complexo enogastronômico”,  explicou. Os funcionários, relata, passam por treinamentos, cursos, sempre com objetivo de melhorar  a produtividade. “Eles aprendem muito rápido.  Recebemos muitos elogios pelo nosso bom atendimento”, observou.

Há um crescimento no Brasil do interesse das pessoas que apreciam a degustação de vinhos e o natural reconhecimento da qualidade alcançada pelos exemplares nacionais, apontou o jornalista. “Nossos clientes buscam a experiência do vinho, questionamentos técnicos são cada vez mais frequentes, sobre aspectos da produção dos nossos produtos”, disse Guto, acrescentando que recentemente – antes das medidas restritivas impostas pelo momento da pandemia – a vinícola recebeu a visita de casais italianos e franceses, que elogiaram muito o vinho Brandina. Sobre a curiosidade que existe do porquê dos vinhos da Villa Santa Maria terem recebido o nome Brandina, Guto revelou que é uma homenagem à  nona Brandina Carbonari, mãe do pai dele – Elias Carbonari –  avó dele e do outro proprietário da vinícola, seu irmão, Marco Antonio Carbonari, uma família oriunda da região de Mantova, na Itália.

Entre respostas a perguntas dos internautas, sobre assuntos como acidez e poda invertida, dentre outros, e a degustação do Brandina Sauvignon Blanc, Guto lembrou sobre as medalhas conquistadas – “foram quatro no ano passado” – ,motivo de orgulho, e  discorreu sobre os produtos da casa, comentando sobre as uvas e as características dos vinhos Brandina, tintos, brancos e  espumantes, além do hidromel e dos deliciosos sucos.

A live sobre o enoturismo foi a primeira de outras que estão sendo planejadas. O próximo encontro, em data a ser divulgada, será com Christian Pinotti, sommelier da Vinícola Villa Santa Maria.