Notícias

Livro inspira viagem a cinco destinos italianos

Cenários presentes na obra “D’Angelo – O Viajante de Conca” encantam pela história e paisagens

 A literatura tem a capacidade de aguçar a imaginação e estimular a criatividade dos leitores. Além de aumentar o conhecimento sobre determinado lugar, as descrições das paisagens são capazes de transportar o leitor para cenários inspiradores.

Este é o caso do romance de época D’Angelo – O Viajante de Conca, no qual o escritor Sérgio Giacomelli percorre paisagens entre Milão e a Costa Amalfitana, com uma descrição detalhada dos lugares e também de suas culturas e gastronomia típica.

A seguir você confere cinco destinos turísticos italianos que estão presentes no livro e são pano de fundo para a história de amor entre Matteo e Valentine na Itália do pós-guerra. Desperte você também a curiosidade e seja transportado a essas paisagens encantadoras:

Milão – é capital mundial da moda e do design. Trata-se de um centro financeiro também conhecido pelas suas lojas e pelos seus restaurantes sofisticados. A catedral Gothic Duomo di Milano é onde está o mural de Leonardo da Vinci “A Última Ceia”.

Costa Amalfitana – é uma costa com grande beleza natural localizada na Província de Salerno, na região da Campânia. É Património Mundial da Humanidade desde 1997, classificação dada pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura.

Roma – a capital da Itália, é uma cidade cosmopolita, que respira arte, arquitetura e cultura. Detém os principais pontos turísticos italianos e é o lugar onde a vida moderna anda lado a lado com o passado. Uma mistura de inovação e tradição com museus e ótimos restaurantes. 

Agerola – fica na região da Campania, província de Nápoles e está implantada na cordilheira Lattari. É percorrida por um cordão de 60 km de trilhas arborizadas, incluindo a famosa Rota dos Deuses, da qual se avistam paisagens diversas, alternando profundos vales esculpidos por riachos com paredes altas e lindos bosques.

Nápoles – cidade do Sul da Itália que combina belezas naturais, calor humano e agitação. Seu centro urbano é repleto de deliciosos cafés e docerias. Terceira maior cidade italiana depois de Roma e Milão e apaixona os visitantes com vielinhas e varais infinitos.