Notícias

Mala de viagem para crianças: saiba o que não pode faltar

Lovely mother and her gorgeous daughter preparing a suitcase for a traveling

Cada idade demanda itens diferentes, mas é importante também se preparar para possíveis imprevistos que possam ocorrer

(fonte: istock) 

Viajar com crianças pode dar muito trabalho, já que, além da sua própria mala, é preciso organizar as delas também. Mas, com planejamento e organização, pode-se tirar de letra esta função pré-viagem. É preciso se ater à idade da criança, duração da viagem, estação do ano, bem como tipo de hospedagem e destino. Preparo para imprevistos é algo que ajuda na hora que ocorre algo inesperado durante a viagem.

Crianças de diferentes idades têm necessidades diferentes. É preciso calcular as trocas de roupas com alguns itens extras para não faltar nada. Se a infraestrutura local oferecer máquina de lavar e for uma viagem mais longa, o cálculo muda. A estação do ano também faz com que os itens necessários sejam diferentes. É importante também preparar-se para uma mudança repentina do tempo.

A hospedagem também influencia nas peças que devem ser levadas. Uma estrutura hoteleira é diferente de uma casa para temporada. Se a acomodação tem ar-condicionado, é necessário se ater às roupas de ficar dentro, que se diferem das de passeio. A variedade de calçados também é essencial; o chinelo não pode faltar, além de tênis esportivos para atividades. É importante ter um par extra, caso o principal molhe ou suje.

No mais, é importante fazer um checklist para não se esquecer de itens essenciais. Os documentos, tanto dos pais, quanto da criança, além do cartão do plano de saúde e da carteira de vacinação, não podem faltar. Se a viagem é internacional com somente um dos pais como acompanhante, deve-se ter em mãos uma autorização do outro responsável para que a viagem seja permitida.

Um kit de pronto-socorro deve conter remédios básicos de uso cotidiano e outros para imprevistos. A nécessaire pode incluir também outros itens como termômetro, antissépticos e curativos. Há também purificadores de ar portáteis para levar em viagens no caso de crianças alérgicas. É indispensável conferir com o pediatra os medicamentos que podem ser dados à criança em caso de necessidade durante a viagem.

O protetor solar e o repelente são essenciais para a maioria dos destinos. O álcool em gel e a máscara tornaram-se também produtos obrigatórios em tempos de pandemia. Para os bebês, é necessário calcular o número de fraldas, pomada para assadura e lenços umedecidos. Carrinho de bebê e chupeta podem auxiliar bastante no transporte e no conforto. Já as crianças um pouco mais velhas precisam de distrações para a viagem. É importante ter disponíveis jogos e itens para desenhar. A viagem será mais tranquila pensando no que não pode faltar na mala das crianças.