Notícias

Ministro do Turismo quer investir no turismo ambiental para atrair turistas internacionais ao Brasil

O turismo ambiental está focado em atrair turistas estrangeiros. Americanos e chineses fazem parte dos planos.

A pandemia impactou as economias de todo mundo e o Ministério do Turismo no Brasil aposta nos turistas para ajudar na recuperação.

O ministro do turismo Gilson Machado Neto acredita que o país será um dos protagonistas em relação à volta dos visitantes. Ele acredita que as pessoas passarão a procurar mais pelo turismo de natureza e nesse ponto temos muito a oferecer.

Para incentivar o turismo ambiental para turistas internacionais, têm sido feitas negociações para regulamentações de serviços e remarcar viagens. Aliado a isso, está o empenho do avanço da vacinação contra Covid-19 e as medidas de segurança adotadas, incluindo o seguro viagem com foco no turista internacional.

https://pixabay.com/pt/photos/caminhadas-caminhantes-mochilas-691738/

Os investimentos no turismo

Para conseguir tornar o turismo mais atrativo e trazer visitantes de outros países, o Ministério do Turismo tem feito investimentos.

Em janeiro, pela primeira vez o ministério ofereceu para todos os estados apoio financeiro para promover o turismo. O Distrito Federal e mais 16 estados assinaram o acordo que disponibilizou mais de 8 milhões para as ações.

Os recursos serão repassados às secretarias estaduais que inicialmente investirão no turismo de proximidade. Com a retomada, as ações devem ser ampliadas.

A infraestrutura turística também não foi deixada de lado. O estado de Alagoas é mundialmente famoso pelas cidades de Maragogi, Marechal Deodoro e Piranhas e suas belezas naturais.

Conhecido como Caribe Brasileiro os locais devem receber melhorias. Maragogi deverá receber grandes eventos culturais, ambientes e esportivos. Marechal Deodoro receberá melhorias em sua orla para que essa passe a ser um espaço de lazer para moradores e turistas além de um polo gastronômico.

Piranhas receberá investimento no calçadão, mirantes ao longo da orla e Centro de Atendimento ao Turista.

Angra dos Reis, no Rio de Janeiro, já vinha realizando investimentos em turismo antes da pandemia. A cidade é a 5ª no país a receber mais turistas estrangeiros. A preservação da fauna e flora local devem ajudar no turismo ambiental planejado para a retomada econômica.

Em Governador Valadares, Minas Gerais, o repasse já feito de mais de R$ 2 milhões será empregado de diferentes formas. Ele será aplicado no Pico do Ibituruna, uma das melhores plataformas de voo livre do mundo. Além disso, deve impulsionar o turismo de aventura combinado com as práticas junto à natureza.

Foco nos turistas estrangeiros

As atividades turísticas vêm registrando um leve crescimento, em fevereiro teve um aumento de 2,4% em relação a janeiro. Esse é fruto principalmente dos turistas brasileiros.

Entretanto, o ministro do turismo está bastante focado no turismo internacional. Após a pandemia esse deve ser o foco, principalmente, divulgando as belezas naturais que o Brasil possui.

Ao que tudo indica, o país terá apoio para isso. O embaixador dos Estados Unidos no Brasil, Todd Chapman pediu que o Brasil olhe mais para a conservação ambiental. Justificou a fala afirmando que essa é uma forma de recuperar a economia ao atrair turistas estrangeiros.

O embaixador ofereceu ajuda ao ministro para promover a imagem do país. Ele disse que deseja ser um embaixador do turismo para os norte-americanos.

Não é apenas os Estados Unidos que tem potencial de trazer visitantes.

Recentemente um webinar promovido pelo Ministério do Turismo e a Embratur focou nos chineses. Um dos temas abordados foi a capacitação das agências de turismo para receber os chineses.

Com os esforços nas aberturas de novos mercados, os chineses estão sendo vistos como turistas em potencial. A questão é que não existem serviços e produtos voltados a esse público como seguro viagem e até mesmo guias fluentes na língua.

O potencial do mercado chinês é enorme, porém, ele só será explorado adequadamente se houver uma adaptação.

Por que a aposta no turismo ambiental?

O Brasil teve sua imagem bastante prejudicada com as queimadas e desmatamento na Amazônia. Divulgar as belezas naturais do Brasil como sol, praia, matas, rios, fauna e flora é uma forma de mostrar o que o país tem a oferecer e reverter este quadro.

Os turistas querem se reconectar com a natureza e se mostram cada vez mais preocupados com o meio ambiente. Isso já tem sido percebido pelo setor hoteleiro, esse segmento já entendeu que práticas sustentáveis deixaram de ser uma opção e passaram a ser uma necessidade.

A economia local é movimentada e fomentada com o turismo. Investir no que o país possui em abundância é uma forma de diferenciá-lo dos demais destinos e valorizar o que possui.

O turismo ambiental pode ser um excelente atrativo para turistas estrangeiros, é preciso apenas adaptar os serviços e garantir a preservação e sustentabilidade.

Por: Jeniffer Elaina, do site Smartia.com.br.