Notícias

Observatório do Turismo de Minas Gerais realiza processo de formalização de participantes

Prazo para envio de documentos vai até 23 de agosto; trabalho colaborativo é fundamental para que a entidade de pesquisa seja cada vez mais consolidada

Entidades públicas e privadas e instituições da sociedade civil que colaboram com o desenvolvimento da atividade turística e desejam fazer parte da rede do Observatório do Turismo de Minas Gerais (OTMG), contribuindo com o monitoramento em rede do setor no estado, têm até o dia 23 de agosto para enviar a documentação necessária.

Entre outras ações, as entidades participantes do OTMG se reúnem periodicamente para alinhar metodologias, discutir inovação em turismo e desenvolver trabalhos conjuntos. “O OTMG surgiu da necessidade de somar esforços para fortalecer a pesquisa e a inovação em turismo, então a Rede e o trabalho colaborativo são parte da nossa essência. Os parceiros da Rede são fundamentais para que o Observatório esteja cada vez mais consolidado e para que produza conteúdos inovadores e de qualidade”, afirmou a coordenadora do OTMG, Julia Boroni.

Para pleitear a entrada na Rede OTMG ou a renovação da participação, em caso de ultrapassar dois anos de sua última formalização, será necessário o envio da Ficha Cadastral com indicação dos representantes da entidade; o Termo de Compromisso devidamente assinado e preenchido; Carta de Motivação, com descrição breve das atividades da entidade e como ela pode contribuir para os trabalhos do OTMG; documentos comprobatórios de trabalho com pesquisa em turismo que estão listados no Regimento Interno do OTMG.

Todas as orientações e a legislação sobre o processo de formalização das entidades participantes podem ser acessadas AQUI.

Observatório do Turismo de Minas Gerais

O Observatório do Turismo de Minas Gerais é uma instância de pesquisa regulamentada pela Lei nº 22.765, de 20/12/2017, e pelo Decreto nº47.526, de 06/11/2018, que tem como objetivo o monitoramento em rede da atividade turística no estado, o incentivo à inovação, à inteligência de mercado e o fomento à pesquisa acadêmica em turismo. Sua coordenação fica a cargo da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais (Secult).