Notícias

Pistolas e carabinas dominam pedidos de registro pelo Exército Brasileiro

bullets and gun on black velvet desk

Armas com projéteis não letais veem seus registros dispararem com popularização do airsoft

A arma mais popular entre as registradas pelo Exército pelo terceiro ano consecutivo foi a carabina CBC 7022, calibre .22, que pode ser usada para recreação em clubes de tiro e até em caças de animais de pequeno porte. Aparecem como segunda e terceira colocadas nas listas de mais compradas, respectivamente, as pistolas Taurus TH 380 e Glock G25, ambas de calibre .380, populares por serem fáceis de carregar e pela discrição no porte. 

Liderando o ranking, a carabina CBC 7022 é uma arma longa e leve, popular entre caçadores e esportistas pelo seu preço atrativo. É possível comprar uma por menos de R$ 3 mil, dependendo do estado de conservação, e o valor da munição também é baixo. 

bullets and gun on black velvet desk

Para os caçadores, devido ao baixo calibre, a arma é útil somente para animais de pequeno porte como coelhos ou ratos do mato. A caça é proibida no Brasil, sendo autorizada apenas a caça científica, voltada para subsistência, ou a caça de javalis – única espécie liberada para abate para conter o crescimento populacional. 

No entanto, para especialistas, o que impulsionou a aquisição da carabina de pressão foi o tiro desportivo, como o airsoft, esporte de ação que simula situações de combate. O esporte surgiu no Japão, na década de 70, e hoje é popular em todo o mundo, com torneios nacionais nos Estados Unidos e em alguns países da Europa. 

No Brasil, o airsoft é regulamentado pelo Exército Brasileito na portaria 002 – Colog, de 26/02/2010, e uma das exigências da portaria é que as armas utilizadas para esta finalidade tenham uma marcação em sua extremidade na cor laranja ou vermelho vivo. As armas de pressão disparam bolinhas de plástico de 6 mm de diâmetro, conhecidas como “BBs”. 

Como as BBs são rígidas e não possuem tinta, diferentemente das munições de outros jogos de tiro como o paintball, a honra dos jogadores é fundamental para o esporte, já que ele deve entregar que foi atingido e se retirar da partida. O jogador que descumprir este mandamento pode deixar de ser convidado para partidas e até ser expulso de times e organizações. 

Neste esporte, a busca pelo realismo em simular situações de combate se dá em todos os aspectos. Assim, os equipamentos e as vestimentas utilizadas são bem parecidas com as reais. As partidas são compostas por duas ou mais equipes, e vence a equipe que conseguir cumprir o objetivo estipulado no início da partida. 

As armas são réplicas externas de armas de fogo reais, mas seu mecanismo interno não se assemelha a armas de fogo e não é possível fazer a conversão da arma para o uso de munição letal.