Notícias

Rock in Roça: um circuito cultural e rural movimentando o turismo em Parauapebas

Por Christina Hayne

No último fim de semana (05 e 06) de dezembro aconteceu a sétima versão do Rock in Roça, evento que integra os segmentos cultural e rural em Parauapebas, no sudeste do Pará, referência no calendário de eventos da região, que reuniu mais de 400 pessoas no sítio Açaizal,  local distante acerca de 20 km da sede do município, onde está mapeado a Rota dos Búfalos. Este ano, o circuito cultural homenageou a banda Legião Urbana, que completa 25 anos de seu último show, e trouxe como tema a conhecida frase  “Somos tão Jovens”.

Um circuito cultural que movimentou a cidade de Parauapebas recebeu visitantes de municípios da Região do Carajás, Arquipélago do Marajó, Belém, Marabá, Bragança, Augusto Correa e outros municípios da Região do Salgado.

Às porteiras foram abertas às 12hs e foram mais de 16 horas de música em um palco montado no meio rural tendo como cenário o habitat de búfalos e áreas alagadas com vitórias régias e um horizonte com vistas para o Parque Nacional dos Campos Ferruginosos. Um circuito que reuniu rock and roll e outros estilos musicais como reggae, MPB, carimbó, guitarrada, rock em vinil, blues e música eletrônica.

A programação juntou músicos da banda de blues e jazz de Marabá “Mud Whiskey”; o grupo “Raízes Parauara”, de Parauapebas, com apresentação de carimbo; a banda “Santakaya” com reggae autoral de Parauapebas; o “Legionários”  de Parauapebas que ofertou o Tributo ao Legião Urbana; Isa Motta que apresentou uma performance “Tribal Fusion”; Banda “Farofa Tropical”, de Belém, com música caribenha e guitarrada; DJ Paulo Vinil com os clássicos do rock no vinil; Banda “Madah”, de Parauapebas e e “Codplay Cover” com o melhor do pop rock e ainda, Felipe de Judah (mpb, bossa nova e samba) e Ton Reis (com os clássicos do brega).

Banda Legionários
Grupo Raízes Parauaras, de Parauapebas
Banda Santakaya

Entre as novidades deste ano, destaque para os 14 anos de estrada da banda Legionários, legitimamente parauapebense, que homenageou o disco “Músicas para Acampamento” e ofereceu o 15º tributo à Legião Urbana dentro do VII Rock in Roça.  Para o vocalista do Legionários, Luciano Figueiredo, “foi muito especial esse momento como parte integrante do Rock in Roça; foi muito significativo chegar ao fim deste ano e realizar  com segurança o tributo à Legião Urbana. Dois eventos em um.  Sem dúvida uma confluência de oportunidades e ideias . Um momento de alegrias e expectativa por dias melhores”.

Outro destaque foi apresentação da banda  Farofa Tropical, de Belém, um trio de ritmos latinos, cuja vocalista que também é a baterista da banda, promoveu um show a parte.

Banda Farofa  Tropical

Para Samara Batista, Assessora de Imprensa do Rock in Roça, ter conseguido realizar este evento em um ano de tantas incertezas com família e amigos, mesmo tendo sido em meio a natureza e com   número reduzido de pessoas (uma determinação da coordenação  para garantir a segurança das pessoas que adquiriram os passaportes de acesso), ela não tem dúvidas de que este evento está caminhando para se tornar o maior festival multicultural  da região dos Carajás, o Rock in Roça.

Há sete anos um grupo de amigos decidiu fugir da tecnologia e reunir na roça um grupo amantes do rock in roll, o reggae, e a música alternativa para junto com familiares comemorar também a amizade longe do centro urbano. O que era sonho virou realidade e o que na primeira versão era apenas um encontro de amigos, na sexta versão (em 2019) se confirmou como um festival multicultural já considerado o maior da região. 

Gabriel Lopes, proprietário da Casa de Rock e um dos idealizadores do Rock in Roça disse que o boca a boca ganhou proporção em função da boa ideia e a cena cultural se tornou conhecida com uma rotatividade cada vez maior a cada edição. “Começamos com 20 pessoas e no sexto ano de evento atingimos mais de 500 pessoas que adquiriram o passaporte de acesso. Na verdade entramos na rota turística da cidade no mesmo local onde já existe a Rota do Búfalo”, explicou Gabriel.

A experiência do Rock in Roça

Hoje além de apresentações artísticas temos exposições de artesãos locais e regionais; apresentação e degustação de produtos da região, a exemplo do café de açaí; trilhas ecológicas e outras oportunidades de vivência junto à natureza local. Quem vem para o Rock in Roça, não vem apenas para ver e ouvir a programação musical, às pessoas vem para se permitir vivenciar uma nova experiência a partir do Rock in Roça. “Aqui, conseguimos perceber durante o evento que reúne cultura, gastronomia e natureza o brilho nos olhos das pessoas – crianças, adolescentes, jovens, adultos e terceira idade”, declarou o proprietário da Casa do Rock.

Para Geraldo Pedro, proprietário do sítio Açaizal, o apoio à  proposta imediato foi imediato, acrescido à ideia de prestar homenagem a uma banda clássica de rock seja nacional ou internacional. Surgiu então o “Rock in Roça”. Neste período de sete anos de existência, já foram homenageados as bandas clássicas do rock estrangeiro como Beatles, Pink Floyd, Fred Mercury, Elvis Presley e agora, em sua sétima versão, a banda ícone do rock nacional, Legião Urbana.

Um formato que está dando certo, um circuito musical atrelado ao circuito de natureza com passeios ao livre, contemplação de pastagem de búfalos, vistas ao Parque Nacional de Campos Ferruginosos, trilhas ecológicas e acesso ao mirante e a piscina natural com águas correntes.  O resultado dessa junção é aumento da movimentação turística na região.

Trilhas ecológicas e o turismo de Contemplação

A cada ano essa mistura atrai mais amigos, parceiros, investidores em bons projetos, e ainda o apoio do setor público municipal e representantes do trade turístico local. Todos juntos viabilizam a estrutura e segurança adequadas a este que já é considerado o evento de  maior referência cultural na região.

Segundo Geraldo Pedro, proprietário do sítio Açaizal, terras de criação de bubalinos e de beneficiamento do queijo de búfala (Queijaria Cosa Nostra) a propriedade está preparada para receber e realizar eventos culturais, de gastronomia e de natureza e, neste ano, contou com uma estrutura melhorada para garantir a permanência no local de famílias e grupos de amigos que optaram por passar o fim de semana. Camping, sanitários químicos e banheiros fixos, praça de alimentação, internet liberada (Flexanet), gerador, acesso com asfalto e estacionamento foram alguns dos itens ofertados aos visitantes.

 Parceria com do Sebrae ( Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) com o Rock in Roça, por meio da Associação Búfalos de Ferro, permitiu apresentar no evento produtos da Amazônia cuja produção agrega valor à rotas turísticas.

Equipe do Sebrae e a farinha de mandioca do município de Augusto Correa gerando apoio à rota turística da Amazônia Atlântica

A rota turística da região do Salgado, que também integra os municípios de Bragança e Augusto Correa, esteve representada pelas cadeias produtivas que fazem referência a frutas típicas da Amazônia (bacuri e cupuaçu) e seus subprodutos já consolidados, devidamente certificados e comercializados (licores, geleias, cachaça etc). A farinha de mandioca e a referida cadeia produtiva também foi foco de atenção no estande que apresentou o trabalho da Fazenda Bacuri, em Augusto Correa.

Licores e geleias de Bacuri

Para Geraldo Pedro, coordenador do Rock in Roça, “agregar produtores a artistas , seja da gastronomia ou artesanato, de outras regiões do Pará, é uma missão empresarial de disseminação cultural no Rock in Roça”.  O que deixa a gente muito satisfeito, é que o evento não é só música –  rock, carimbó, samba, e sons autorais, o evento é arte, produção, gastronomia, tanto que vêm parceiros do Marajó e de outras regiões para apresentar pratos  e delícias a base da culinária bubalina aqui em Parauapebas”, ressaltou Pedro.

Entre às novidades atenção especial às tendas culturais com exposições de artistas. Um farto conhecimento aos olhos de quem passou por lá e pode conhecer o trabalho da Academia Parauapebense de Letras e o Centro Mulheres de Barro, um produto turístico da região. Um espaço também de artesanatos manuais de artistas da terra.

Artesanato do Centro Mulheres de Barro
Equipe de produção de queijo

Os sabores e aromas foram destaque à parte. A degustação de tipos diferentes de queijos de búfala, da Queijaria Cosa Nostra; o Café de Açaí da Perina e as cervejas artesanais da marca Eon, produzidas e envasadas no município de Parauapebas e cuja marca possui exclusividade com o evento foram atrativos  que chamaram atenção dos visitantes.

Degustação de queijo de búfala – Queijaria Cosa Nostra.

Para o vereador Zacarias Marques, um dos apoiadores do evento cultural na região, o VII Rock in Roça se consolida cada vez mais, como integrante importante ao Calendário de Eventos de Parauapebas. Segundo ele, o evento movimenta o turismo na região, a economia comercial e a geração de trabalho e renda na cidade. O vereador exemplificou a rede hoteleira como um segmento beneficiado com a realização do Rock in Roça. “Este é um importante momento para a cultura, produtores artesanais, produtores musicais, para a gastronomia local e rede hoteleira.  Eventos com este nos estimula a acreditar em produções e realizações locais e nos motiva  a continuar investindo por meio de emendas parlamentares”, declarou o vereador da Câmara Municipal de Parauapebas, que esteve presente com a família ao Rock in Roça.

Vereador Zacarias Marques empenha-se na contribuição para o turismo em  Parauapebas.

Parcerias proporcionam sucesso ao maior evento cultural da região

Neste momento, em época ainda de pandemia em que à população ainda se mantém em certo isolamento social e  de outro lado a  necessário retomar a economia, o turismo aparece como alternativa de plataforma econômica e social de extrema importância para o município de Parauapebas e situação não é diferente. 

Entre os segmentos turísticos, o de eventos (ao ar livre) é uma possibilidade mais bem vista neste momento, pois, promove, aos poucos, a retomada do desenvolvimento social, da dinâmica comercial e de serviços, a movimentação de pessoas e a geração de trabalho e renda.

Para realizar o Rock in Roça, foi preciso organização e muito empenho na busca de parcerias e muitos comerciantes, empresários e apoiadores se uniram para garantir estrutura adequada à execução do evento.

Este ano, a coordenação executiva contou com o patrocínio da Queijaria Cosa Nostra, Casa de Rock , Solo Negócios Imobiliários, Altemis Leão e com o apoio de parceiros como a Prefeitura Municipal de Parauapebas (PMP), Sebrae,  o vereador Zacarias Marques, ICMBio – Instituto Chico Mendes, El Shaday Produtora de Eventos e Agência de Viagem, Tomé Tur Viagens e Turismo, Mardan Hotel, EON Cervejaria, Chef Fitness – Gastronomia Saudável, Bob’s,  Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo -Abrajet Pará ( influenciadoras digitais “Dani Viaja” e “Viajando com Andresa” e o Portal de Turismo Pará Trip (www.paratrip.com.br) e canais e redes da Abrajet Pará(www.abrajetpara.com.br) , representado pela jornalista Christina Hayne), H2 Impressos e Sinalização,  CasaLab – LabFilmes, Sky Way Viagens, Identidart – Brindes e Personalizações, Ímpar Produções, Casa do Uniforme (uniformes, serviços e soluções), Gran Car, Clínica Santa Maria, SDB, Roney , Aurélio Silva – Consultório Odontológico, “be Gin” Parauapebas, Centro Mulheres de Barro, entre outros.

Parceria Rock in Roça 2020

Geraldo Pedro disse que o “Rock in Roça” neste momento é considerada a “cereja do bolo”, por ser o principal evento cultural da região. “É um evento que dá prazer, pois alia desenvolvimento sustentável com parceiros e expositores como o ICMBio, como a Cooperativa de Turismo responsável pelas trilhas ecológicas e promoção da conscientização ambiental”, declarou o coordenador.

Parceiros agregaram valor ao evento e o evento ofereceu visibilidade aos parceiros. É uma via de mão dupla. A “be Gin” Parauapebas, por exemplo, trouxe a preparação show de drinks a base de Gin para adultos e para crianças e adolescentes trouxe milk shakes de vários sabores. O consumo superou expectativas.

A Eon Cervejaria, a cerveja artesanal que detém a exclusividade junto evento tem como proprietário o amante de cervejas artesanais Fredio Cléber de Alencar. Ele que se estabeleceu desde 1986 no município de Parauapebas entrou para o ramo de alimentos e bebidas artesanais  desde 2012 e de lá pra cá sempre aliou sua marca a eventos que o ajudassem a se manter cada vez mais sólido no mercado. Fredio comentou que Parauapebas vem surgindo com produtos diferenciados que estão alavancando o turismo.

“Desde quando conheci os organizadores do Rock in Roça, de cara identifiquei o evento com a nossa marca; o evento com nosso produto”,ressaltou Frédio. Lembrou que “de pronto as partes abraçaram essa ideia que resultou em parceria exclusiva e já é a quarta edição que estamos em parceria com o evento, sendo o primeiro como patrocinador e os outros três, como fornecedor”.  A cada ano estamos agregando valor ao evento, mesmo em um evento que está se tornando referencia na região.

Para Léia Silva, proprietária da El Shaday, produtora local de eventos que produziu o Rock in Roça disse ser este um evento de médio porte de grande significação para o município. ”Para mim, é muito importante contribuir com um evento que está consolidado e que possui perspectiva de crescimento para as próximas edições. Por outro lado é satisfatório perceber a prioridade dada às empresas da região, possibilitando movimentar a geração de renda e de negócios localmente”, declarou a produtora Léia. “Quando temos um retorno positivo do público sobre o trabalho realizado é gratificante, e foi isso que aconteceu”, finalizou.

Segundo a Assessora de Comunicação, Samara Batista, “o Rock in Roça foi muito mais do que esperávamos”, declarou ela. Ainda sob efeito de grande emoção com os resultados alcançados a assessora afirmou que este sucesso só foi possível graças às parcerias firmadas.  

Parceiros de outros municípios também perceberam o valor deste evento. Foi o caso da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo, com sede na capital paraense, que ao tomar conhecimento da proposta de evento que reunia turismo rural e de natureza aliado ao turismo de eventos e ao meio cultural, imediatamente se mobilizou para estar presente ao Rock in Roça, com a missão de divulgar antes, durante e depois o evento que movimenta o turismo e a economia na região dos Carajás.  Jornalistas abrajeteanos também estiveram presentes durante o lançamento do evento na Casa de Rock, no fim do mês de outubro.

Christina Hayne, presidente Abrajet Pará, Dani Filgueiras – influencer Dani Viaja, Andresa – Insta Viajando com Andresa

Pedro esclareceu ainda sobre a significação social do evento, pois parte dos valores  arrecadados é destinado a aquisição de cestas básicas de alimentos a serem repassadas a APAE, uma entidade apoiada pelo evento cultural Rock in Roça. Sobre o assunto, Gabriel Lopes ressaltou a importância da solidariedade e reafirmou que parte da renda será revertida a entidades pelo terceiro ano consecutivo.

Sobre o assunto, Gabriel Lopes ressaltou a importância da solidariedade e reafirmou que parte da renda será revertida a entidades pelo terceiro ano consecutivo.

Viver a experiência do circuito cultural em meio a natureza