Notícias

Rota Capitão Senra potencializa turismo em Belo Horizonte e região

Pacote turístico foi criado especialmente para trajeto

Desde 28 de outubro de 2018, a AMG-160 passou a se chamar Rodovia Capitão Senra, homenageando o ilustre amante de motocicletas. A estrada é a ligação entre a BR-040 em Brumadinho e São Sebastião das Águas Claras (Macacos), distrito de Nova Lima. A via é muito frequentada por motociclistas, com um traçado cheio de curvas e natureza exuberante. A designação se deu pelo Projeto de Lei nº 5224/2018, de autoria do deputado Agostinho Patrus. Desde então, um trabalho de desenvolvimento dessa Rota está sendo feito, com um trajeto de 170 km, de Macacos a Brumadinho tendo Belo Horizonte como portal de entrada. Perfeito para passeios com duas rodas.

Para que o amante do motociclismo possa desfrutar desse roteiro, a Tripness desenvolveu um pacote exclusivo para a capital mineira com as primeiras saídas programadas para 2021.  A proposta é viver um dia intenso de aventura e adrenalina pela capital mineira, contemplando todos os atrativos do portal da Rota Capitão Senra. Acelerar e sentir a potência das máquinas pulsar nas suas veias. Numa viagem imersiva pelo mundo do motociclismo, um dos propósitos é conhecer mais sobre a lenda Capitão Senra, a tradição e tudo o que Belo Horizonte tem a oferecer, conhecendo lugares únicos e especiais para todos os amantes das motocicletas.

Serão visitados pontos de encontro dos motociclistas em Belo Horizonte, uma oficina incrível que guarda um pouco da história do Capitão Senra, com aprendizado sobre as motocicletas acompanhando na prática um processo de manutenção e reparo de equipamentos. O passeio também passa pelo percurso Barão-Raja. Pra encerrar, a turma se reúne num bar temático que tem tudo a ver com esse universo.

Quem inspirou tudo isso foi o mineiro José Senra,  um amante colecionador das motos da marca americana Harley-Davidson. Falecido em 2016, ele recebeu esse apelido por ter sido capitão da Polícia do Exército e chegou a escoltar autoridades como o presidente Juscelino Kubitschek e a rainha Elizabeth II. Fundou em 1980 o Águias de Aço, que reúne amantes da famosa marca de motos, e foi presidente desse grupo até o fim de seus dias. E por isso, se tornou uma celebridade. Em 2013, quando a Harley-Davidson celebrava seus 110 anos, Capitão Senra foi escolhido como cliente símbolo da marca no Brasil, recebendo homenagem especial de Bill Davidson, filho do lendário Willie G. e bisneto de William A. Davidson, um dos fundadores da montadora americana. Nesse ano, o grupo celebra seus 40 anos sendo um dos mais antigos do Brasil. Foi entrevistado no Jô Soares, Fantástico e uma série de programas. Jackie Senra, filha do Capitão Senra e presidente do Águias de Aço destaca que o objetivo da Rota Capitão Senra é incentivar o motociclismo no Brasil e fortalecer a capital mineira nesse cenário. “É um legado deixado pelo pai que une as pessoas. É o amor ao motociclismo e tudo que isso representa e sintetiza: o encontrar para desfrutar das estradas, das paisagens, das amizades e dos lugarejos. Isso é Minas Gerais.”

A Rota envolve uma enorme cadeia produtiva, em especial a da gastronomia, incluindo pontos de encontro tradicionais de Belo Horizonte. Um dos que fazem parte da Rota é o Ali Ba Bar na rua Matias Cardoso, com praça em frente que possui um monumento ao motociclismo. Outros bares temáticos para motociclistas como o Carcamanos, Easy Rider Beer, Underground, Chopperhead, também estão inclusos. Cada casapossui características e públicos afins, alguns apresentando música ao vivo.

Anderson Rocha, um grande colaborador da Rota Capitão Senra, destaca a importância do mototurismo para a movimentação da economia criativa. “O segmento mobiliza milhões de pessoas pelo mundo. Só no Brasil são mais de 3,2 mil motoclubes com mais de 200 mil participantes, fora os avulsos. O potencial de Minas Gerais está nas paisagens privilegiadas, acessibilidade e a maior malha rodoviária do Brasil. A capital mineira tem localização privilegiada, com ligação direta com as principais capitais do entorno facilitando para os motociclistas de todo o país acessarem a Rota Capitão Senra com segurança e praticidade.” Outro ponto positivo destacado por Anderson Rocha é “a infraestrutura turística de Belo Horizonte e de toda a região da Rota Capitão Senra, que inclui Nova Lima e Brumadinho. Diversas opções de hospedagens, bares e restaurantes, com variadas faixas de preços, além de atrativos históricos, culturais e belezas naturais.”

O comércio local também será contemplado no roteiro com o Circuito Barão/Raja do Motociclismo que congrega concessionárias e lojas de motocicletas, peças e acessórios. Centenas de motociclistas se reúnem para combinar as agendas das viagens e passeios. O motociclismo criativo em BH ainda apresenta diversas atrações com ênfase no mercado motociclístico, que abrange moda, design, artesanato, literatura, escultura, pintura, tatuagem e customização de motos. Toda estrutura é bem robusta e favorece esse tipo de atividade turística.

Segundo Anderson Rocha, um dos idealizadores do projeto, a razão principal da existência de uma rota turística são os visitantes. “O mototurismo está crescendo como nunca no Brasil e no mundo e a Rota Capitão Senra tem diversos atrativos históricos, culturais, gastronômicos, de natureza, mas o principal para este público, a estrada. E aqui, uma particularidade, a rodovia AMG -0160 que faz parte da rota tem a denominação Rodovia Capitão Senra através de decreto do Governo de Minas Gerais, uma homenagem ao ícone do motociclismo nacional. Ou seja, reverência ao motociclismo, ao motoclubismo, ao mototurismo, bandeiras que o Capitão Senra sempre defendeu e estimulou”, comenta.

No dia em que completa 123 anos, o projeto Belo Horizonte: Portal da Rota Capitão Senra 2ª edição realizará um evento digital, a partir das 16 horas, no facebook “rota.capitaosenra”. Essa ação propõe a continuidade da proposta para transformar BH como uma opção para o mototurismo. O cenário desta liveserá composto por itens de lojistas e artesãos de Belo Horizonte no segmento do motociclismo,com os produtos de moda, acessórios, livros, capacetes artesanais, tatuagem e outros do motociclismo criativo e algumas pautas referentes ao Capitão Senra, Rota Capitão Senra e Belo Horizonte e seus atrativos, potencializando a economia criativa que circula o potencial de exploração dessa rota.

A live será filmada no Underground, uma mistura de Pub com bar temático, um estabelecimento da capital bastante conhecido e freqüentado entre os motociclistas.

O evento digital terá como destaque a apresentação de Lurex Queen Tribute, uma banda formada em outubro de 2000 com a intenção de homenagear Freddie Mercury. Bastante respeitada pela sua trajetória, a banda representa Belo Horizonte como um celeiro também de bandas covers. Durante a live, será exibido o vídeo da Rota Capitão Senra e os participantes serão convidados a darem depoimentos no evento. Ainda será realizada uma cozinha show com a equipe do restaurante Underground, que apresentará um tira gosto inspirado no norte de Minas: “Carne de Sol com Mandioca”.

Com patrocínio da Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Belotur, o grande legado do “Belo Horizonte: Portal da Rota Capitão Senra 2ª Edição” é a consolidação de mais um evento do segmento no calendário da capital mineira e a criação de um roteiro de experiência especialmente para o projeto. O evento é realizado pela Nossa Senhora das Produções e conta apoio da Espaço Ampliar, Nossa Produtora Experiências Criativas, Grupo Águias de Aço, Tripness e Frente da Gastronomia Mineira.

Sobre Belo Horizonte:

A capital mineira se destaca pela gastronomia, pelos seus bares, pela sua cultura, museus e claro, pelo Conjunto Arquitetônico da Pampulha. Projetado por Oscar Niemeyer sob encomenda do ex-presidente Juscelino Kubitscheck, quando este foi prefeito de BH na década de 1940. Em 2016, a Pampulha se tornou Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO e é um passeio indispensável para quem visita Belo Horizonte. Ali se encontra o Museu de Arte Moderna, projetado originalmente para ser um cassino, a inusitada Igreja de São Francisco, a Casa Kubitscheck e a Casa do Baile. Ainda formam o conjunto de atrativos o Ginásio Mineirinho e o Estádio Mineirão, além do Parque Ecológico da Pampulha. Outra grande atração da cidade é o Circuito Cultural da Praça da Liberdade, que reúne alguns dos principais museus e espaços multiculturais da cidade, todos com entrada gratuita. E outro passeio sensacional é no Mercado Central de Belo Horizonte, eleito um dos três melhores do mundo com aromas e sabores de Minas Gerais, além de artesanato e vários artigos de produtores locais.