Notícias

Somente operações comerciais essenciais passam a funcionar no Aeroporto Internacional de BH

Por determinação da Anvisa, restaurantes e serviços de transportes operam normalmente, enquanto as demais lojas serão fechadas temporariamente 

A BH Airport, concessionária do Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Confins, informa que, no dia 24 de março, recebeu um ofício da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) solicitando que as administradoras de aeroportos observassem os normativos Municipais e Estadual relativos ao enfrentamento da Covid-19, principalmente relacionados às áreas comerciais. Com isso, a BH Airport está avaliando as medidas a serem adotadas para cumprir aos normativos em questão, bem como acerca da necessidade de adequação de algum procedimento sanitário realizado atualmente pela companhia.  

Vale ressaltar que as novas recomendações da Anvisa não impactam nas operações aeroportuárias, ou seja, transporte aéreo, mas única e exclusivamente nas operações comerciais de varejo. Os restaurantes e a prestação de serviços de transportes (taxi, locação de veículos, aplicativos e ônibus) vão operar normalmente. A BH Airport reforça que segue todas as orientações das autoridades de saúde e da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para combate à pandemia do coronavírus. 

Sobre a BH Airport 

A BH Airport, concessionária do Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, é uma Sociedade de Propósito Específico (SPE) formada pelo Grupo CCR, uma das maiores companhias de concessão de infraestrutura da América Latina, e por Zurich Airport, operador do Aeroporto de Zurich, o principal hub aéreo da Suíça e considerado um dos melhores aeroportos do mundo, além da Infraero, estatal com experiência de mais de 40 anos na gestão de aeroportos no Brasil, que tem 49% de participação.