Notícias

Tendências para o mercado automotivo em 2021: conheça as principais

O ano de 2020 não foi dos mais amigáveis para o mercado automotivo. Dentre a pandemia do novo coronavírus e problemas na economia do país, a indústria automotiva sofreu muito, e somente as concessionárias de carros usados conseguiram se dar bem no período. No entanto, ano novo, vida nova. Agora o foco é olhar as tendências para o mercado automotivo em 2021 e se preparar para aproveitar ao máximo o ano.

É verdade que a pandemia do novo coronavírus afetou de forma drástica o mercado automotivo. Em abril e maio, os dois meses que mais sofreram com a queda de vendas, o prejuízo foi de mais de 75% em ambos os meses. No geral do ano, o mercado perdeu 26% de vendas em relação a 2019. Agora que há a chance de boa parte da população se vacinar até o fim do ano, a perspectiva é que o mercado se recupere um pouco.

Portanto, é essencial navegar as tendências para o mercado automotivo em 2021. Quer saber quais são? Então siga a leitura abaixo!

5 tendências para o mercado automotivo em 2021

1. Carros mais baratos

A pandemia do novo coronavírus causou danos significativos na economia mundial. Alguns países sofreram mais do que outros, claro, mas o dano foi generalizado. No Brasil, tivemos um aumento do desemprego e uma queda na renda, o que prejudica o poder de compra dos brasileiros.

No entanto, a necessidade por carros se manteve ou até mesmo aumentou. Afinal de contas, é necessário ter um automóvel para poder ir trabalhar sem depender do transporte público e reduzir os riscos de contaminação.

Juntando os dois fatores, era óbvio o que viria a seguir: o público consumidor precisa de carros mais baratos tanto em relação ao preço quanto em relação ao consumo de combustível ou preço do seguro.

Atualmente, carros até 40 mil estão mais em evidência, o que privilegia o setor de seminovos e usados, já que os automóveis 0 km tendem a ter um preço maior do que esse.

2. Mais informação

O tempo dos clientes com pouco conhecimento sobre o mercado acabou. Se havia alguma concessionária que ainda trabalhava com a ideia do consumidor não saber nada sobre carros, ela não terá sucesso em 2021.

Hoje em dia, com a possibilidade de fazer pesquisas no Google em pouquíssimos segundos, o acesso à informação é enorme. No entanto, o que fazer com essa informação que ainda é um mistério.

As concessionárias podem usar isso a seu favor. Um público mais bem educado sobre o mercado é, naturalmente, um público com maior facilidade para ser convencido a comprar.

O que as empresas podem fazer é usar isso a seu favor e investir em Marketing de Conteúdo. Dessa forma, podem se destacar no mercado, angariar clientes e se posicionar como autoridade.

3. Negociação por meios digitais

Com a pandemia do novo coronavírus, começaremos a ver mais negociações e vendas acontecendo por meios digitais. Isso inclui showroom virtual, vídeos para mostrar os automóveis, fotos, atendimento via WhatsApp e muito mais.

Para uma empresa do segmento automotivo, será necessário estabelecer pontos de atendimento virtuais para os clientes. Eles estarão todos na Internet em busca de uma opção para comprar.

Quem trabalha com acessórios, tem a vantagem de que a maior parte do segmento não trabalha digitalmente ainda. Portanto, poderá sair na frente e ganhar destaque. Já as concessionárias, precisarão treinar os profissionais para conseguir os melhores resultados.

4. Segurança e higiene em foco

A pandemia do novo coronavírus segue em alta no Brasil. Atualmente, nos aproximamos de 3.000 mortes por dia, com uma nova variante em ação e que é mais transmissível e mais letal do que a versão original.

Por conta disso, há muita preocupação com segurança e higiene dos locais de compra, automóveis e outras opções de serviço. Dentro da indústria automotiva, é essencial fornecer alternativas para atender essa demanda do público.

Por exemplo, caso você só faça atendimento presencial, garanta que seu time estará sempre com máscaras novas, do tipo PFF2, sempre com álcool gel e exercendo constantemente as principais ações de segurança e prevenção ao vírus.

5. SUVs mais populares

Uma das consequências da pandemia do novo coronavírus é a redução de renda para grande parte das pessoas. Isso significa que quem compra carros populares, ou seja, quem depende majoritariamente do salário para financiar um veículo, sai prejudicado.

No entanto, quem tem uma renda maior e depende menos dos ganhos mensais continua mais ou menos na mesma. Portanto, veremos um aumento da importância dos SUVs, que são carros direcionados para esse público. Diante disso, veremos  automóveis da lista de SUVs mais econômicos entre os mais populares do ano.

Essas são as principais tendências para o mercado automotivo em 2021. Com base nessas informações, qualquer concessionária de usados, seminovos ou novos poderá se planejar para trabalhar e garantir um bom fluxo de clientes. Quando a gente nada na mesma direção da correnteza, é muito mais fácil pegar embalo e ganhar velocidade. Em um período de crise, isso é essencial.