Notícias

Tesouros escondidos do Alentejo

Maior região de Portugal guarda belezas que surpreendem os visitantes

O Alentejo cobre mais de 30% de Portugal e esconde em suas planícies e montanhas belezas incríveis e pouco conhecidas. Algumas destas surpresas encantam os turistas e valem a visita.

Belver
Esta antiga fortaleza ergue-se acima do rio Tejo e é uma das mais belas de Portugal. Belver foi construída em 1194 e suas fortificações concluídas apenas em 1212. Hoje, a torre retangular é cercada por parapeitos no topo de uma colina pontiaguda, onde está o castelo com vista para a charmosa cidade que ele ainda defende.

Mértola
Mértola é uma verdadeira vila-museu às margens rio Guadiana, onde os visitantes podem explorar milênios de história, tanto no castelo de Mértola, quanto na colina fortificada, onde ficam as ruínas da cidade romana de Myrtilis. Ainda hoje é possível ver estas ruínas, bem como edifícios religiosos posteriores, incluindo uma capela do século 5 e ruínas do período islâmico seguinte.

Évora Monte
Os viajantes adoram as pitorescas cidades muradas de Marvão e Monsaraz, mas poucos exploram a vila murada de Évora Monte. Situada no alto de uma colina, esta cidade charmosa e cheia de história conta com um grande castelo que demorou quatro séculos para ser finalizado. Sua enorme torre de menagem lembra um bolo de casamento.

Redondo
Esta é uma vila muito conhecida pelo seu vinho e sua cerâmica. A cerâmica artesanal de Redondo é apreciada por suas cores florais brilhantes e cenas da vida no campo. Já os seus vinhos são de sabor ousado e muito premiados. Vale mencionar que a vila ainda tem um castelo histórico, muralhas medievais e um belo cenário.

Serpa
Hoje, o Alentejo produz mais de 70% de todo o azeite português, e em Serpa é produzido um dos mais apreciados de Portugal. Na luminosa cidade de Serpa, a cultura do olival é de extrema importância e os olivais parecem estar em toda parte. Além disso, é uma cidade monumental com palácios e um enorme aqueduto.

Alcácer do Sal
A histórica cidade de Alcácer do Sal já foi marcada pelas salinas. Mas, à medida que o comércio de sal diminuiu, a demanda por arroz cresceu e muitas das salinas tradicionais foram convertidas em campos de arroz no século 19. E, então, Alcácer, que ficou famosa pelo sal, agora é famosa pelo arroz. A cidade é coroada com o Castelo de Alcácer do Sal, que foi totalmente reformado e hoje abriga uma pousada. Suas vistas panorâmicas sobre os rios e campos são de tirar o fôlego. 

Sobre o Alentejo

Considerado o destino mais genuíno de Portugal, o Alentejo é a maior região do país. Privilegiando um lifestyle tranquilo em que a experiência de viver bem dá o tom, conta com belas praias intocadas e cidades repletas de atrações ímpares, como castelos e monumentos históricos. Detentor de quatro títulos da UNESCO e diversos outros prêmios e reconhecimentos internacionais no setor do turismo, o Alentejo oferece opções para todos os tipos de viajantes, sejam famílias, casais em lua de mel ou aventureiros. A promoção turística internacional do Alentejo é co-financiada pelo Alentejo 2020, Portugal 2020 e pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER). Para mais informações, visite www.turismodoalentejo.com.br.