Notícias

Trabalho autônomo: quais são as principais áreas de atuação?

?????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????

Cresce a demanda para uma gama de atividades que podem prover renda sem ter carteira assinada

Crédito: istok (divulgação)

Muitos brasileiros têm procurado trabalho autônomo quando não encontram um emprego com carteira assinada. Esta modalidade de trabalho tornou-se uma forma de fugir do desemprego e trouxe maior flexibilidade aos adeptos. Com a autonomia de poder fazer seu próprio horário e trabalhar para múltiplas empresas, diversas atividades vêm crescendo para quem busca estabelecer-se de maneira independente.

Há dois tipos de trabalhadores autônomos: os prestadores de serviço em profissões não regulamentadas, como encanador, faxineiro e digitador, e em regulamentadas, como advogado, médico e jornalista. Assim, é preciso estar atento às regulamentações vigentes para operar em cada tipo de serviço. É importante entender como exercer o trabalho autônomo e os encargos devidos.

Muitas atividades vêm crescendo no mundo do trabalho autônomo. Um consultor é aquele que domina um determinado assunto e trabalha para empresas que procuram tipos de conhecimento específicos, como na área de finanças. O trabalho como coach também está em alta. Muitos cursos têm surgido para formar este profissional.

Cuidador de pets é outra atividade em que a demanda aumenta. Muitos adquirem um animal de estimação, mas se veem em meio a trabalhos e compromissos que fazem com que necessitem de ajuda para cuidar de seus bichanos. O Brasil é o segundo maior mercado de pet do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos. Portanto, é uma área em potencial.

A manutenção de computadores, tablets e smartphones também cresce dia a dia. Com mais e mais pessoas adquirindo equipamentos tecnológicos, a manutenção e o conserto se fazem necessários. O Brasil já possui ao redor de 500 milhões de dispositivos digitais em uso, e este número só tende a crescer. É possível, além de consertar máquinas, oferecer cursos para quem precisa aprender.

A revenda de gás é um investimento com retorno rápido e seguro. Para ser revendedor de gás, é preciso entrar em contato com um distribuidor, além de encontrar um terreno adequado para o funcionamento. É preciso ter uma liberação da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustível para operar, além de alvarás do Corpo de Bombeiros e da prefeitura local.

Muitas outras atividades são possíveis como autônomo, como comércio de alimentos como doces e sobremesas, dar aulas particulares online ou ser um empreendedor digital de e-commerce. É importante avaliar as demandas e também as regulamentações de cada profissão para começar a operar, mas esta acaba sendo uma via em que é possível gerar renda sem carteira assinada.