Notícias

Trabalho, gestão em rede e pessoas com deficiência

Livro de Maria Cristina Abreu Domingos, pela Editora Appris tem tarde de autógrafos em Belo Horizonte

CRÉDITO: RENATA LUCIA

Será no dia 16 de julho, sexta-feira, às 17h, na Livraria da Rua (Rua Antônio de Albuquerque, 913 – Savassi – BH – MG), a tarde de autógrafos e lançamento do Livro “Trabalho, Gestão em Rede e Pessoas Com Deficiência –  perspectivas de participação e articulação de coletivos”, de Maria Cristina Abreu Domingos (foto). 

Reconhecida e premiada pela sua atuação constante e pública,  na área dos direitos humanos,  da cidadania e  da inclusão da Pessoa Com Deficiência, a escritora, natural de Belo Horizonte, lança seu livro pela Editora Appris.

O livro chega com uma importância valiosa para pessoas e setores relacionados  ao seu foco. A contribuição deste estudo destaca a riqueza de fóruns voltados para a defesa dos direitos humanos de populações vulnerabilizadas, como o caso das Pessoas com Deficiência (PCD), compostos pela diversidade de seus componentes e a sua característica intersetorial e dialógica. O campo de gestão social ou de gestão do desenvolvimento social apresenta-se como uma grande possibilidade, um reflexo das práticas e do multiconhecimento construído por múltiplas disciplinas, delineando-se uma proposta emblemática no campo da articulação social.

Com entrada franca, o lançamento do dia 16, terá o livro comercializado a R$52,00.

A AUTORA

Maria Cristina Abreu Domingosnasceu em Belo Horizonte, em 05/02/1958, filha de Vicente Trindade Domingos e Olga Celso de Abreu Domingos. Mestra em Gestão Social, Educação e Desenvolvimento Local pelo Centro Universitário UNA de Belo Horizonte (2012); especialidade em Educação Inclusiva pela Universidade Castelo Branco – UCB/RJ (2006); em Serviço Social e Política Social pela Universidade de Brasília (2001) e Aperfeiçoamento em Saúde Mental e Trabalho pelo Centro Universitário Newton Paiva de Belo Horizonte (2000); possui graduação em Serviço Social pela PUC-Minas (1982). Pesquisadora da Faculdade de Medicina da UFMG. Docente do curso de Pós-Graduação lato sensu em Serviço Social da Universidade de Ensino e Aprendizado de Viçosa – Unesav. Membro da Comissão de Direitos Humanos do Conselho Regional de Serviço Social – Cress, Coordenadora Geral da Política da Garantia de Direitos das Pessoas com Deficiência do Município de Belo Horizonte na Secretaria Adjunta de Direitos e Cidadania (2013-2017); Gerente de Desenvolvimento Esportivo e Paradesportivo junto à Secretaria de Esportes do Município de Belo Horizonte (2012). Diretora de Promoção da Responsabilidade Social da Subsecretaria de Direitos Humanos de Minas Gerais (2007-2012). Presidente do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência de Minas Gerais (2009-2012). Primeira-secretária do Conselho Municipal de Pessoas com Deficiência de Belo Horizonte (2013); Coordenadora do Fórum Pró-Trabalho da Pessoa com Deficiência – gestão 2007-2009. Membro do Conselho Regional de Serviço Social ­– Cress/MG, Consultora da Unesco (2003-2006) e PNUD (2002-2003), Palestrante de temas relacionados à Educação e ao Trabalho Inclusivo. Agraciada pela People expression 2016 – Special Category Best Practices in Education, BRAIN CONNECTION – The First International Congress of Neuroscience, homenageada no Dia Internacional da Mulher Negra e Latino-Americana e Caribenha pelo Coletivo de Entidades Negras do Estado de Minas Gerais. Diploma de Honra ao Mérito na categoria Parceiros de Excelência pelo Conselho Regional de Serviço Social de Minas Gerais.

O LIVRO

Esta obra analisou um fórum participativo e intersetorial que se organizava em rede com o objetivo de promover processos em defesa da garantia de direito ao trabalho, pautada na política afirmativa de cumprimento da Lei de Cotas, referente ao emprego de PCDs no mercado de trabalho. O campo do estudo realizado deu-se no Fórum Pró-Trabalho das Pessoas com Deficiência e Reabilitadas (FPT), com atuação na região metropolitana de Belo Horizonte, indicando possibilidades e limites de sua atuação no contexto da inserção produtiva das PCDs. Utilizou-se de abordagem qualitativa, realizando observação participante, análise documental do regimento e das atas (de 2008 a 2010), por meio do software Atlas TI, e entrevista semiestruturada com seis participantes e um egresso do fórum.

A literatura analisada indicou que há uma tendência a se enfatizar o aspecto quantitativo em detrimento da qualidade do tipo de inserção produtiva realizada. No âmbito da gestão social do FPT, verificou-se que o segmento governamental ocupa maior participação nos debates, conforme registrado nas atas analisadas. Por sua vez, os representantes das empresas apresentaram menor participação, dedicando-se mais a colher informações úteis ao cumprimento da Lei de Cotas. E, curiosamente, as PCDs demonstraram baixo nível de interlocução na tessitura das propostas a serem encaminhadas. Além disso, percebeu-se que o FPT não realizava processos de monitoramento e avaliação quanto ao tipo de inserção produtiva realizada; o cenário observado sugeriu que ainda prevaleciam práticas que podiam ser classificadas como procedimentos de inclusão marginal, e que a atuação do FPT não se orientava pela concepção de “inclusão produtiva”.

A contribuição deste estudo destaca a riqueza de fóruns voltados para a defesa dos direitos humanos de populações vulnerabilizadas, como o caso das Pessoas com Deficiência (PCD), compostos pela diversidade de seus componentes e a sua característica intersetorial e dialógica. O campo de gestão social ou de gestão do desenvolvimento social apresenta-se como uma grande possibilidade, um reflexo das práticas e do multiconhecimento construído por múltiplas disciplinas, delineando-se uma proposta multiparadigmática, de natureza interdisciplinar.

TARDE DE AUTÓGRAFOS E LANÇAMENTO DO LIVRO

TRABALHO, GESTÃO EM REDE E PESSOAS COM DEFICIÊNCIA

perspectivas de participação e articulação de coletivos de Maria Cristina Abreu Domingos

Editora Appris, 161 paginas

16 de julho, sexta-feira, às 17h

Livraria da Rua

Rua Antônio de Albuquerque, 913 – Savassi – BH – MG

Preço do livro, no evento: R$52,00

ENTRADA FRANCA