Notícias

Viajantes mostram animação para viagens de “última hora” em 2021

Relatório Global de Hoteis.com identifica aumento em número de reservas espontâneas e upgrades em quartos após “ano perdido” para viagens

Espontaneidade é a palavra da vez para os viajantes de 2021. Um novo estudo global revela que 87% das pessoas pretendem ser mais impulsivas do que nunca após as viagens canceladas, o tédio e o vazio que deram o tom de 2020. No Brasil, essa porcentagem sobre para quase 92%. O novo relatório da Hotels.com®, The 2021 Upgrade, revelou como essa nova ânsia por espontaneidade terá um efeito cascata nos setores de hotelaria e viagens, à medida que os viajantes estão dizendo cada vez mais “sim” para as coisas. É melhor preparar as roupas de banho e os mini produtos de higiene pessoal para já deixar tudo pronto. Vem hóspede por aí.

Me leva embora… e rápido! O estudo mostrou que, em escala global, 31% dos entrevistados estão apelidando 2020 de “o ano perdido” para viagens, levando mais de um terço (32%) a declarar que largaria tudo para viajar em 2021. Os dados de reservas da Hoteis.com confirmam isso, com quase metade das reservas em junho de 2020 (quando as regras do lockdown suavizaram pela primeira vez) sendo feitas apenas três dias antes do dia da hospedagem.

Entre os brasileiros, o comportamento espontâneo das pessoas ficou claro após 36% dos entrevistados revelar que diria “sim” para mais viagens de última hora. Além disso, metade deles (50%) diz que investiria sem problemas em uma viagem de longa distância por apenas alguns dias, enquanto quase 30% afirmam que não fariam plano nenhum para a viagem apenas para que a experiência possa ser a mais espontânea possível quando chegarem no destino. Outros 23% estão prontos para serem tratados como uma diva, vivendo um verdadeiro luxo de #HotelLife e estão prontos para reservar um hotel cinco estrelas para suas viagens de 2021.

Os especialistas da Hoteis.com também preveem que essa atitude extravagante terá um impacto significativo no comportamento das reservas de hotel, com 2021 sendo o ano em que as pessoas não medirão esforços para “cuidar de si mesmo”. Em comparação com os tempos pré-pandêmicos, no Brasil 38% agora reservaria um quarto de hotel melhor, e mais de um terço diria “sim” sem pensar duas vezes para um upgrade se oferecido no momento da reserva (35%).

Em relação aos resultados globais do relatório, Emma Tagg, Gerente Sênior Global de Comunicações da Hotels.com, disse: “2020 foi o ano de ficar em casa, cancelar viagens e cometer gafes nas chamadas do Zoom. Uma coisa com a qual todos podemos concordar é que a monotonia do ano deu a todos o desejo de “aproveitar a estadia” quando fizermos as viagens que perdemos em 2020. Vimos que, quando as restrições de viagem diminuíram para muitos em julho e agosto de 2020, mais da metade das reservas foram feitas três dias ou menos antes da hospedagem, em comparação com 40% em 2019. As pessoas estão prontas para exercitar seus lados mais espontâneos largando tudo no último minuto para relaxar em uma espreguiçadeira com uma taça de mimosa à beira da piscina e finalmente aproveitar aquele tempo com o qual estavam sonhando”.

Querido hotel, que saudades sentimos de você!

As pessoas estão prontas para vestir o robe e atacar o frigobar novamente, com um quarto dos entrevistados globalmente dizendo que a coisa que mais sentem falta nas viagens é de poder ficar em um hotel incrível. Os brasileiros também desejam o #HotelLife: sentem falta de relaxar em um roupão felpudo (18%), da paz e da tranquilidade (47%) do buffet de café da manhã (33%), do restaurante e do bar do hotel (23%), de pedir serviço de quarto (11%), ir à piscina (30%), do spa (20%) e, claro, da incomparável cama de hotel (16%).

Esse anseio significa que os viajantes terão uma abordagem diferente para as reservas de hotel em 2021 – tudo será sobre como melhorar a experiência. Quando questionados sobre quais novas experiências eles diriam “sim”, cerca de dois em cada cinco dos brasileiros (41%) disse que se esbaldariam em um tratamento de spa, em um restaurante de hotel uber-lux (27%) ou com um coquetel chique no bar (30%).

Os viajantes também encontrarão maneiras de “aproveitar a estadia” o máximo que puderem, com 28% deles afirmando que reservariam espontaneamente um hotel chique para uma estadia no fim de semana e 23% dizendo que aproveitariam uma estadia de meio de semana para se hospedar em um bom hotel de sua cidade.

O aumento das viagens espontâneas

Planejar ou não planejar? Os brasileiros querem ficar despreocupados e relaxados tomando decisões espontâneas (42%), não tendo que planejar e apenas fazendo o que querem (25%) e dizendo “sim” para novas experiências (39%).

A pesquisa também revelou o quanto as pessoas estão realmente dispostas a fazer o que tiver de ser feito para aproveitar suas férias e ficar em um hotel em 2021: os viajantes mais ansiosos afirmam que abririam mão de álcool (32%), sexo (18%), redes sociais (24%) e até de comer arroz com feijão (19%) por um mês para poder fugir e ter a experiência de ficar em um bom hotel novamente.

Viagens instantâneas dia são motivadas por necessidade de ser espontâneo

Os amantes de hotéis do mundo inteiro sedentos por viagens estão prontos para se comprometer com a espontaneidade, com 18% afirmando que largariam tudo para partir no mesmo dia se tivessem a oportunidade.

Com a espontaneidade vem a pressão de fazer as malas. A maioria não iria a lugar nenhum sem seus aparelhos digitais, com mais da metade (66%) priorizando seu smartphone, laptop e carregador – superando aqueles que priorizam uma muda de roupa (48%), um traje de banho (47%) e pijama (30%). Roupas íntimas? Quem precisa disso?

A Hoteis.com é uma das melhores maneiras de reservar uma hospedagem. Aproveite e conheça nosso programa de fidelidade chamado ‘Reward Winning’: confira aqui como conseguir uma noite de recompensa.